Mas serei o único?

A dar graças por este dia de chuva imparável, à inglesa, como ela deve ser para não se confundir com os volúveis aguaceiros? Serei o único a dar graças por este Inverno que se esforça para cumprir o calendário, apesar do Al Gore? Serei o único a estar solidário com todos os compradores nos saldos, finalmente desfrutando de meteorologia que lhes valoriza a racionalidade da poupança?

Não acredito.

63 thoughts on “Mas serei o único?”

  1. És.
    E não se trata de um dia de chuva imparável, trata-se de muitos meses de chuva imparável. E o optimismo tem limites.
    E nós não temos a preparação psicológica dos ingleses para estes abusos pluviosos, apesar de também falarmos muito no tempo.

    Hoje estou mesmo chateada com isto…

  2. Não te chateies, edie, tenho boas notícias. Parece que o truque da rádio Aspirina que inventaste voltou a resultar! Se estiver correcta a previsão que ouvi há pouco, numa outra estação, amanhã o Valupi vai ter de se contentar com um aguaceirozito pela manhã e à tarde regressa o SOL!

    Desculpa lá mas já merecemos, Valupi. Fevereiro foi só o mês mais chuvoso dos últimos 24 anos. Mais um pouco e o chapéu de chuva parece um apêndice do braço. Esquece os saldos, pensa mas é nas andorinhas, que nesta altura devem pensar que se enganaram no País. Imagina que deixavam de nos visitar ou que passavam a vir mais tarde, estás a ver o avanço que isso poderia dar aos insectos. Insectos, agricultura, despesa, défice… Acho que não é preciso dizer mais nada. Espero que não, senão daqui a pouco parece que estou a fazer campanha pelo Rangel. :)

  3. Estou a escrever com os pés gelados. Isto já é demasiado para Inverno. Já chega. Não dou graças coisa nenhuma. Limito-me a aceitar o óbvio…

  4. Val,
    Estes dias de chuva não têm nada de ingleses. Por lá faz nevoeiro de manhã, depois vem sol, a seguir cai uma chuvada, e remata tudo com um ventania do caraças.

  5. A chuva imparável à Inglesa é, recorda-te, a principal responsável pelo êxodo dos ingleses para países como o nosso, com a cumplicidade da Ryanair. E eu, sou suposto pisgar-me para onde?

  6. VALUPI, ACREDITO EM TI QUANDO SAÚDAS AS FLORES E ACREDITO OUTRO TANTO EM TI QUANDO FESTEJAS A CHUVA, MESMO COM POUCAS HORAS DE DIFERENÇA. FAZ PARTE DO TEU ESTILO, LANÇARES DECLARAÇÕES APARENTEMENTE – REPITO, APARENTEMENTE – CONTRADITÓRIAS. TALVEZ SEJAS UM SER LIVRE COMO O VENTO E ESSA A TUA SEDUTORA (E VERDADEIRA?) NATUREZA.

  7. Estas carinhas larocas eram as primeiras que eu via assim que acordava. O meu pai ofereceu-me o White Album quando eu tinha uns 9 ou 10 anos, comprou-o na Alemanha e trazia, falha grave no que por cá se vendeu, um poster enorme e 4 fotos autografadas deles. Viveram anos nas paredes do meu quarto.

  8. Boa, o van também pode vir :)

    (confessem que se ouve melhor música na aspirina que na grande maioria das rádios :)

  9. eddie, dentro da colheita de 60, toda ela excepcional, a de 63 destaca-se por ser absolutamente inconfundível.
    resposta dada :))

  10. Não sei como é contigo, mas gosto muito do meu ano. Está certo que mataram o Kennedy mas não há bela sem senão…

  11. Pois é verdade. Mas sabes que me revoltava, quase como se devesse ter feito alguma coisa, o assassinato um ano depois dos três miúdos no Mississipi. O filme Mississipi em Chamas era um dos que mais me custava ver sobretudo por saber que toda aquela barbárie tinha ficado impune. Quando há 3 ou 4 anos foi finalmente preso e condenado o imbecil da KKK fiquei tão contente que guardei o recorte do jornal com a notícia.

  12. E quanto à adoração pluviana do Val……..faz sentido….mas já ‘metemos’ água que chegue neste Inverno… ;)

  13. tra.quinas,

    tá legau. Ao princípio estranhei (onde é que os caras vão com tanta pressa?), mas depois gostei :)

  14. ganda festa! é por isso que eu tenho um amor letal pelo povo português, dá-me idéia, faz-me sempre lembrar o Asterix,

    deixo uma menina,

    (estou com dores nas juntas, os meus genes de árvore a acordar, e amanhã tenho uma reunião de manhã, coisa que abomino, resultado: hoje vou voar mais cedo)

  15. E tu fazes-me lembrar o Ideafix, vá-se lá saber porquê.

    (já agora, o fã número um do Valupi, o tal de Pereira, lembra-me o Detritus mas isso deve ser por eu ter mau feitio)

  16. &,

    por causa de estares sempre aí empoleirado é que já estás a ganhar sintomas de árvore. Qualquer dia ficas gato-árvore e depois quero ver como é que te desembrulhas…

  17. Bom dia pessoal. Traquinas, ontem hesitei entre a Peacock e a Laurie – engraçado, fizeste o complemento.

    Edie: eu tenho mesmo genes de árvore, diziam-me que era a pessoa mais parecida com uma árvore lá numas bandas, e o meu daimon é um dragoeiro,

    bahhh, tenho reunião, odeio burocracias. ‘té logo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.