15 thoughts on “Mas quais salários? E quais direitos? E como? E quando?”

  1. quanto é que a cê-gê-tê-pê recebeu de comissões com o acordo de rescisão laboral dos estaleiros de viana. essas merdas é que o pêcêpê deveria explicar aos fiés que vai aldrabando a sangue frio em nome dos valores de abril e da política patrióticas e de esquerda que de apropriaram sem alguma vez terem estado de acordo ou assinado por baixo.

  2. O Avô Gerónimo tem uma política patriótica e de esquerda no bolso, mas só nos consegue convencer da sua bondade se houver um golpe de estado. Além de calaceiros somos uns ingratos. Não sabemos apreciar as coisas boas nem quando elas estão á frente dos nossos olhos.

  3. O PCP pode muito bem conseguir, nas próximas eleições, um resultado, não direi histórico, mas muito confortável. Tudo lhe corre bem, quando a direita está no poder e o “povo” fica fraquinho, vergado, humilhado. Aí, os Jerónimos e os Louçãs emergem como salvadores do “povo”que acabará por ver, lá para o dia S. Nunca, os radicais de esquerda iniciar a reconstrução do SNS, empreender a salvaguarda da Segurança Social e a reabilitação da Escola Pública. O “seu povo”, em desespero de causa e na mais desgraçada ignorância, está pronto a acreditar em tudo. Se está!

  4. Fácil, eles querem recuperar os salários e os direitos roubados que tinham no tempo em que esses salários e direitos existiam , ou seja, antes da direita governar.
    Como antes da direita governava o PS, é lógico afirmar que eles querem voltar a ter aquilo que Sócrates lhes dava e que eles, na altura, embora tivessem , não queriam.
    São muito complexos, estes comunistas.
    Cansam-me a cabeça.

  5. estes velhos conservadores do pcp,com claros interesses partidarios e social fascistas,atiram os trabalhadores para o abismo, e conseguem passar por estas traiçoes, ao longo destes anos,como se nada tivesse acontecido! nunca assinaram desde abril de 74,um unico orçamento de estado. abandonam os seus sindicalizados, e depois aparecem nas tvs a carpir lagrimas de crocodilo quando as empresas encerraram as portas. muitas das suas comissões de trabalhadores vendiam-se ao patronato a troco de promoçoes para ele ou familiares.derrubam governos de esquerda democratica, mesmo sabendo que quem vai para o poder é a direita para fazer pior.coligam-se com eessa direita nas autarquias para “melhor servir as populaçoes”,mas nunca o fazem com os socialistas. o caso de loures é um bom exemplo!andam dezenas de anos sem assinar acordos . nas empresa publicas já ultrapassaram 30 anos e com salarios acima da media.nos estaleiros de viana foi a vergonha que se viu. com este passado aparecem com este tipo de reivindicaçoes,como se tivessem regressado da clandestinidade.falam das ppps do governo anterior, mas em plena crise ealiados à direita “enviaram” mais 50milhoes para a madeira ,contrariando o bom senso.esta canalhada da foice e do martelo, ainda sobrevive no poder em sete paises,mas com um registo “tutifruti” na sua governaçao.a ver: china,cuba,coreia do norte,vietname e laõs.eleitos democraticamente no chipre e no nepal. termino desta forma: as moscas alimentam-se da merda e o pcp alimenta-se da desgraça,que fumenta,com um discurso simplesmente escabroso. que os pariu!

  6. ps e psd têm atualmente as lideranças mais indigentes que já se viram. um bocadinho de autocrítica faz tanta falta! o PS só pode queixar-se de si próprio. Os disparates vertidos nos cartazes do PCP só são relevantes porque existe uma coisa que o torna num concorrente muito sério para o PS, e essa coisinha ridícula, chama-se Seguro, que, sabe-se lá porquê, mas seria muito interessante saber, ó se seria, o PS escolheu e teima em manter.

  7. Os portugueses perdemos a memória quando nos interessa.

    Todos sabemos que o que se passou com o 25 de Abril não tem nada a ver com certa gente.

    A data em que o PCP e outros “democratas” apareceram foi a partir do dia 26 de Abril, porque o 25 ainda foi feito por gente do Estado Novo, até Caetano entrar no Chaimite e ir para a Madeira.

    Por mentirmos é que a história nos engana sempre.

    O 25 até foi bonito.

  8. enapa,em nenhum blogue vês comunistas a criticar o seu partido. depois de coligaçoes com a direita, ou apoios a ditaduras como na coreia em nome do socialismo, decretados por um secretario geral,mediocre nos debates no parlamento,mas lobo com pele de cordeiro a distribuir sorrisos na rua. neste blogue tens o exp. da liberdade que disfrutam os militantes e simpatizantes do ps,para criticar o partido e o seu secretario geral.os socialistas têm uma virtude são humildes nas suas reivindicações. porque motivo deviam preferir um regime da abundância e da liberdade,como na antiga união sovietica,se somos os pais pobre,para nos podermos dar a estes luxos?

  9. adelino, esqueci-me de dizer-te que no meu texto pelos vistos,só não concordas como o erro ortografico. ignatz,eu tenho uma fabrica, tu tens muitas …mas de taras, que são “lubrificadas” no julio de matos!

  10. nunocm, e qual é o partido que o basilio horta escolheu para parceiro de coligação em sintra? PSD :).Pois,bem prega frei tomás…

  11. arni,quem diaboliza os partidos de direita como o pcp o faz,e pela frequencia com que se coliga com eles é que me leva a esse comentario.já agora: o pcp tentou em loures saber se o ps estava disposto a entrar na coligaçao? o ps em sintra para ter maioria tinha a disponibilidade do pcp? não.coligaçoes com o ps segundo o lider parlamentar joão oliveira,só quando o pcp estiver proximo do ps em termos eleitorais.aqui se vê quem defende os interesses dos trabalhadores.pela marcha da subida eleitoral da “cdu” nome com patente na direita alemã no ano 3000 temos uma coligaçao ps/pcp e os trabalhadores que se fod…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.