Manela, a técnica e a forma

Manela e a construção de histórias
Manuela Ferreira Leite disse esta noite no programa Política Mesmo da TVI 24 que se recusa a "participar na construção de histórias", manifestando "relutância em falar de assuntos que ainda não são factos". A antiga presidente do PSD referia-se ao "caso Tecnoforma" em que Passos Coelho enfrenta suspeitas, oriundas de uma queixa anónima que chegou à Procuradoria Geral da República, de fraude fiscal e de se ter aproveitado de uma situação de "exclusividade" no Parlamento, que não se terá verificado.

Manela e a destruição de pessoas
Ferreira Leite estranhou que "este tema venha para a praça pública numa altura em que estamos a entrar em campanha eleitoral" e que o caso "cheira a histórias anónimas que surgem nestas alturas para destruir pessoas".

Manela e os assuntos importantes
A social-democrata lamentou que não se estejam a discutir assuntos importantes para o País e disse que o Governo devia estar a ser julgado pela sua atuação e não pelo passado do primeiro-ministro.

Manela e os sinais exteriores
A ex-líder laranja destacou o dinheiro em causa (1000 contos, equivalente a 5 mil euros, por mês) tornariam qualquer um "riquíssimo". Ora, Passos Coelho não corresponderá ao perfil, pois, "não vejo [no primeiro-ministro] esses sinais exteriores de riqueza".

2014

*

Manela e a construção de histórias
Referindo-se à intervenção que fez a 11 de Novembro no Parlamento, exigindo que o primeiro-ministro esclarecesse o conteúdo das escutas de conversas suas que motivaram certidões judiciais, Manuela Ferreira Leite declarou: "O que foi dito na Assembleia é que o primeiro-ministro está sob suspeita e essa suspeita é lançada por entidades judiciais".

E ele, ao não desfazer essa suspeita, significa que temos um primeiro-ministro sob suspeita, o que não é bom para o país", rematou a presidente do PSD, escusando-se a prestar mais declarações.

Manela e a destruição de pessoas
No final de um debate sobre os 35 anos do PSD, promovido pelo Instituto Francisco Sá Carneiro, em Lisboa, Manuela Ferreira Leite foi questionada sobre a acusação do PS de que teve acesso prévio ao teor dessas escutas. “O problema que está em causa não tem a ver com o acesso às escutas - tem exactamente a ver com o facto de o povo português não conhecer o conteúdo das escutas”, respondeu a presidente do PSD.

Manela e os assuntos importantes
Manuela Ferreira Leite afirmou, hoje, no Parlamento, que o processo "Face Oculta" está a "ganhar contornos políticos" e que, por isso, José Sócrates deve prestar esclarecimentos sobre o caso. "O Primeiro-Ministro tem consciência da necessidade de esclarecer o país. As dúvidas políticas não se resolvem adiando investigações e destruindo provas", frisou a líder do PSD.

Ferreira Leite considerou ainda "lamentável o espectáculo que os órgãos superiores de justiça deram ao longo da semana", reportando-se a declarações do Procurador-geral da República e do presidente do Supremo Tribunal de Justiça a propósito da validação ou anulação das referidas escutas.

"O que se está a passar é inadmissível", disse a líder do PSD, referindo-se ao processo "Face Oculta" e aludindo à anulação das escutas da conversa telefónica entre Armando Vara e o primeiro-ministro. Manuela Ferreira Leite reclamou a José Sócrates "que tome a iniciativa de esclarecer a opinião pública, já que a justiça não consegue esclarecer".

Manela e os sinais exteriores
Para a líder do PSD a "actuação da justiça neste processo e o silêncio do primeiro-ministro transformaram esta matéria, que poderia ser apenas jurídica, numa questão política". E, nesse contexto considera que "as questões políticas não podem esconder-se atrás das explicações jurídicas" e que "as dúvidas políticas não se resolvem adiando os problemas e eliminando provas".

Ferreira Leite fez mesmo alusão ao teor das escutas considerando "inadmissível" a "intromissão do Governo na área da comunicação social".

2009

5 thoughts on “Manela, a técnica e a forma”

  1. A veneranda senhora para além das suas fortes
    convicções, sempre foi de uma coerência exemplar!
    Aliás, estas são as características que destinguem
    os representantes da direita porque, os que se por-
    tam mal são os da esquerda, normalmente pessoas
    ligadas aos negócios (SLN, BPN, Galilei, Tecnoforma)
    sem esquecer os lapsos de memória nas declarações
    ao Fisco, como já aconteceu à veneranda!
    É caso para dizer ou sugerir porque não se dedicam
    aos netos? Se já usufruem de boas pensões o que
    faz com que se exponham de forma tão grosseira???

  2. Estas carcaças como a Manela, o Bochechas, os Alegres, já levaram isto onde está, que se calem, basta!

    Bem faz o Costa que já está a renovar, vejam o caso do Ferro Rodrigues, sangue novo está bem!

  3. Eu tenho umas perguntas para a Manuela Ferreira Leite, façam-lhas chegar, s. f. f.

    – Em que qualidade foi a senhora recebida na sede do BPN pelo então presidente do mesmo, Oliveira e Costa?

    – A senhora sabia ou não sabia do que se estava a passar no banco?

    – Se sim, o que foi lá fazer?

    – Se não, o que foi lá fazer?

    Já agora: não sei se contaram à senhora, mas o Oliveira e Costa, antes de a senhora chegar, virou-se para o Vakil e desabafou: “Hoje vou ter que receber aquela vaca.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.