Maneiras que estamos nisto

Enquanto Sócrates volta a repetir o brilhantismo de ter feito convites para o Governo sem que se tivesse ouvido uma pena a cair no chão após a passagem do anjo, o PSD vive num estado de permanente gritaria, intriga e peixeirada.

Enquanto Sócrates volta a surpreender com a inteligência dos seus convites (e nem sequer sabemos, nem temos de saber, quais os que eventualmente terão sido recusados), o PSD não faz a menor ideia de quem quer na sua liderança, nem para quê, nem por quanto tempo.

Enquanto o PS volta a mostrar que é a única escola de boa governação no actual Parlamento, o PSD é um albergue de anarquistas espanhóis.

7 thoughts on “Maneiras que estamos nisto”

  1. That’s it! na “mouche”!!!

    mas bem q eles falam, exibem-se, desdizem-se, contorcionam-se,

    enfim

    tentam dar ar de sua graça, apos asfixias próprias

    irrecuperaveis, parece-me…

    e o entretainer, Senhor,

    como ele se movimenta, declama, chora,

    reza

    aos seus fantasmas acumulados

    numa graciosidade linda de se ver, estudar…

    abraço

  2. Gato por lebre
    Na minha juventude gostava de ir a espectáculos de variedades e realizaram-se alguns ao ar livre, organizados por comissões de festas para angariações de fundos a favor das mesmas. Aos muitos a que assisti tive oportunidade de ver cantores que estavam em voga nessa época, caso de Amália Rodrigues, Paco Bandeira, Sérgio Godinho, GNR, UHF e tantos outros. Antes de estes actuarem havia os grupos de suporte que entretinham os espectadores. Num espectáculo e depois do grupo de suporte estar há muito tempo a actuar não se vislumbrava a hora do cabeça de cartaz entrar em cena. Houve um alarido e bastantes protestos até que a organização (comissão de festas) na pessoa do seu presidente resolveu dar a cara – os outros festeiros não deram a cara, remeteram-se ao silêncio outros saíram mais cedo – disse que tinham sido enganados pelo empresário do cabeça de cartaz. Exigimos o nosso dinheiro mas foi-nos dito que tinham que pagar ao grupo de suporte e o dinheiro não chegava para tudo. A maioria concordou sem contudo avisar que não nos voltasse a servir gato por lebre.
    Este intróito vem a propósito do que acontece com os denominados cabeças de cartaz do PSD que, não passam de grupos de suporte para entreter a malta. Foi com Durão Barroso, Santana Lopes, Marques Mendes, Filipe Menezes e agora com Manuela Ferreira Leite. Eles bem dizem que acreditam no seu cabeça de cartaz (presidente) para a pacificação dos seus apaziguados. Acontece que todos fogem e mesmo os grupos de suporte dizem que não tem condições de ir para o rinque, pois o combate é desleal e não estão para levar mais porrada. Só me admiro que não exijam o que lhes foi prometido, a verdade e só a verdade, que iam alcançar o paraíso e deram-lhe o inferno. Deviam exigir o seu cabeça de cartaz, que já não suportam tantos grupos de suporte. Espero que não se digladiem e que tenham pena da sua presidente, como nós tivemos.
    Mas como disse quem quer vender gato por lebre, sujeita-se ao que as suas hostes decidem e que para bem do País, desta vez brindem com um cabeça de cartaz, que fartos de grupos de suporte devem estar os militantes do PSD.

  3. Pois é! O mais que se lamenta é que o 2º maior partido da oposição afinal é oposição, dele mesmo. Talvez também não tivesse sido bem isso que quem votou PSD estivesse à espera que acontecesse. Enfim, é o que temos.

  4. “Enquanto o PS volta a mostrar que é a única escola de boa governação no actual Parlamento, o PSD é um albergue de anarquistas espanhóis.” – estranha conclusao, esta de assumir boa governaçao apenas com a escolha dos ministros. Ontem na TSF, a maior parte dos comentaristas referindo-se aos novos ministros diziam: “temos que ver as politicas”. E se nao me engano, tinham razao, afinal é de politicas que se faz a governaçao ou nao?

  5. Eu gostava era de ver a banhada que levavam se o PS fosse oportunista, não formasse qalquer governo, e obrigasse a ir tudo para novas eleições?
    Com o conhecimento antecipado de qual seria a composiçãdo Governo e tudo?
    Já pensaram na dimensão da maioria absoluta que aí está mesmo ao virar da esquina?
    Quem é que ainda votaria no PSD? E em qual PSD?
    MFerrer

  6. aires bustorff, abraço para ti e para o teu entusiasmo.
    __

    Manuel Pacheco, bem visto.
    __

    Carmen Maria, é isso: o PSD faz oposição a ele próprio.
    __

    rafael, a escolha dos ministros é feita pelo mesmo Primeiro-Ministro, sendo que muitos dos Ministros já o eram no Governo anterior. Este processo, e ainda antes das políticas, é uma parte fundamental de tudo o resto que se irá seguir. Afinal, não é esta equipa que vai conceber, gerir e responsabilizar-se pelas políticas e pelos resultados?
    __

    MFerrer, nem mais! É que não podemos esquecer que só em cima das eleições se descobriu a tramóia Presidencial. Ou seja, toda a campanha, pelo menos, esteve sob pressão da campanha negra, e de uma forma que ninguém julgaria possível. Quem sabe que resultados teríamos agora numa repetição das eleições?…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.