Linchamento de regime

«Igualmente indiciado está, para o Tribunal da Relação de Lisboa, que foi por solicitação de Carlos Alexandre que Maria Teresa Santos fora transferida para o "Ticão", por ter mais experiência e não por, como alega José Sócrates, ser "próxima" daquele juiz.

Para Jorge Antunes, nada mais ficou indiciado, incluindo uma "atuação dolosa" e o alegado"conluio" entre os arguidos com "a intenção de prejudicar" o antigo primeiro-ministro. "A versão do assistente [José Sócrates] não se mostra minimamente fundada, sendo aliás incongruente e inconciliável [com o que foi apurado]", acrescentou o magistrado.

O juiz desembargador decidiu, por isso, não mandar Carlos Alexandre e Maria Teresa Santos para um julgamento, que, no seu entender, só poderia culminar numa "absolvição". "Perante o acervo probatório recolhido, não é de todo provável que o tribunal de julgamento se convença, para além de toda a dúvida razoável, dos factos imputados pelo assistente aos arguidos", concluiu Jorge Antunes.»

Tribunal rejeita pedido de Sócrates para Carlos Alexandre ser julgado

Para este juiz, Jorge Antunes, é irrazoável admitir que pudesse existir em Carlos Alexandre uma “intenção de prejudicar” José Sócrates, mesmo apesar de ser factual, extenso, profundo e ostensivo o real prejuízo causado por Carlos Alexandre a José Sócrates, assim violando o seu dever, a deontologia e o Estado de direito.

Já com Sócrates, todo o sistema judicial, todo o sistema político e toda a comunidade considera razoável a violação dos seu direitos e a sua condenação na praça pública por corrupção quando ninguém de ninguém é capaz de provar o mínimo acto de corrupção.

O silêncio de chumbo que se impõe na comunicação social sobre esta parte da Operação Marquês, em que se expõe um dos mecanismos pelos quais a Justiça foi fonte de injustiça, inscreve na História que se fez de Sócrates o alvo de um linchamento de regime.

13 thoughts on “Linchamento de regime”

  1. já tinha lido e fiquei muito triste perante a injustiça. porque revoltada não adianta ficar, a revolta não me permite chorar.

  2. o não se conseguir provar actos de corrupção casa bem com não se conseguir justificar legalmente a origem de milhões… de aí não vem mal nenhum ao mundo . (cofres mágicos não servem de justificação , heranças que não se conseguem provar , idem)

  3. é como uma pessoa exigente com a Justiça casar bem com uma pessoa exigente com os arguidos…
    andar em cima de um como um cão de caça e deixar o outro efabular à vontade dá em divórcio , de certeza.

  4. yo, quando se fica indiferente – a indiferença pode ser o pior dos males – perante a injustiça invocando uma justiça comprovada desejante de injustiça por ser, entra-se no campo minado da pulhice. eu quero, portanto, que a yo, e a sua forma de ver e sentir o mundo, vá mamar na quinta pata de um burro mirandês até lhe faltar o ar e cair para o lado e o burro ficar com cólicas e cagar em cima de si. seria um poio mirandês à maneira de burro cansado. !ai! que riso

  5. pois pois , digo eu que quando se fica indiferente a um comportamento como o do senhor ex pm , o que fica em causa é a própria democracia . vá você mamar na extrema direita e engula repetindo : são pessoas como eu que fizeram ver a ditadura… repita umas mil vezes .

  6. por exemplo , as explicações dados sobre a escrivã não servem , já as dadas por josé sócrates sobre o aparente favorecimento do grupo lena já servem , com o silva a abonar daquela maneira ?
    ó pá , a duplicidade de critérios atrofia-me a alma.

  7. yo, atrofiada eu sei que é, está mais do que comprovado: são pessoas como a yo que fazem ver a ditadura da injustiça. enquanto não houver provas de que há crime, há inocência. isso é simples. e enquanto os factos gritarem que precisam de ser julgados não pode haver indiferença. portanto, por iteração, mil vezes: Sócrates está a ser linchado (…)

    (mas posso sempre arranjar-lhe outro burro mirandês por cansar, entretanto. !ai! que riso

  8. não era ver , era vir a ditadura , foi uma gralha.

    adiante , que o que me preocupa é isto :
    ( que saberão eles que nós não sabemos? ? a coisa não deve estar assim tão má assim para regressarem a casa aos 30 mil por dia ou são doidos para levarem as crianças de volta a um cenário apocalíptico ? )

    https://elpais.com/internacional/2022-05-02/a-contracorriente-algunos-ucranios-vuelven-a-sus-casas-bajo-dominio-ruso.html

    https://pt.wikinews.org/wiki/Cerca_de_30.000_ucranianos_voltam_para_casa_todos_os_dias

  9. Yo
    “por exemplo , as explicações dados sobre a escrivã não servem , já as dadas por josé sócrates sobre o aparente favorecimento do grupo lena já servem , com o silva a abonar daquela maneira ?
    ó pá , a duplicidade de critérios atrofia-me a alma.”

    Nunca desiludes Yo, tu fazes precisamente isso, basta trocares José Sócrates por escrivã.

  10. muito interessantes esse links, yo.
    aguardemos que o fredi krueger nos explique porque é que esses ucranianos são todos uns traidores e putinistas e nos conte como é ele que vai salvar Paris da invasão que começa amanhã

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.