Let men be men

Men look at attractive women the way women look at pretty butterflies.

Louann Brizendine

*

Esta senhora explica tudo, tudo, tudinho, e mais alguma coisa, em relação à guerra dos sexos. E termina aconselhando as mulheres a deixarem os homens serem homens. Sim, estamos perante um neo-feminismo de base neuronal e genética. O fim dos problemas da rapaziada, a consagração dos tarados – ou seja, atingimos um patamar histórico no secreto combate pela condição masculina.

25 thoughts on “Let men be men”

  1. (mas, já agora, não sei como as outras mulheres olham para as pretty butterflies mas eu costumava olhar para elas numa placa de esferovite depois de as matar com a laca do cabelo da minha mãe e de lhes espetar um alfinete no corpo.)

  2. Saí hoje do otorrino a ouvir pessimamente. A consulta não me saíra barata e tive que me dirigir ao multibanco mais próximo para levantar dinheiro.
    Acontece que sou lento. Sou lento em tudo desde sempre. Portanto ouço sempre aquelas cantilenas assustadoras saídas da caixa automática.
    Só que hoje de manhã a cantilena foi outra. Distraído nos meus pensamentos, ouvi um:
    – Retire o seu cabrão.
    Estremeci. A voz feminina era atraente, sem dúvida, mas não era preciso falar tão alto, logo na boca de metro. Ainda abalado com a surpresa, ouço:
    – Retire o seu cagalheiro.
    Desesperado por tanta falta de educação numa via pública, abandonei o local para me dirigir à esquadra da polícia.

    (cont.)

  3. A borboleta Brizendine merece dois prémios Nobel. Um deles é o da literatura.Esta frase é de entologia nabokoviana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.