4 thoughts on “Lembra-te”

  1. fora (ou dentro de contexto). Quando a vida nos dá uma dentada tão grande que nunca mais somos inteiros. Aconteceu perto de mim, e lembrei-me das múltiplas críticas a esta campanha:
    http://www.youtube.com/watch?v=WOSEabHMj5c

    anos sem que a família ou amigos soubessem…o interlocutor – procurado em desespero extremo – foi a APAV que, perante a gravidade do caso já relatou o crime. Pelo meio, duas crianças completamente desorientadas.

    Foram anos de vergonha por ser vítima de violência psicológica e física. A coragem agora tem de ser ainda maior: os carrascos não gostam de perder o poder e os filhos. Uma vida muito difícil de reconstruir, um ser violentado para sempre. E mete-me asco que as críticas fossem contra a campanha. Esta campanha foi soft, como todos somos, perante uma monstruosidade destas.

    Desabafei, desculpem,,,é que não se trata só de estatísticas cujos números aumentam.

    Woman, nigger of the world, no doubt. Quando as coisas correm mal, terão de correr mal, no final da cadeia, para o preto do sistema. E não me venham com a conversa que nos países islâmicos, apesar de tudo, estão pior. Foda-se.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.