Lapidar

Ou seja, a próxima terça-feira de carnaval vai ser um dia de verdadeira paralisação nacional reforçada e o 1º ministro e respetivo séquito vão entrar na história dos “momos”, ou por outra, dos “bufões”. Óbvio que Passos Coelho se defenderá invocando a propalada “coerência” das imposições recentes dos feriados, prouvera retorquindo com o infelizmente célebre “custe o que custar”, o que, por se tratar de um bordão de linguagem do ditador espanhol Franco, aconselharia a que Passos o devesse evitar, por mera questão de bom senso e de bom gosto.

Tudo para que conste que este é o mesmo 1ºministro que vilipendiou os portugueses apodando-os de “piegas” entre outros impropérios, num registo discursivo verdadeiramente inenarrável e grosseiro, mais próprio de quem pretende amedrontar e aterrorizar os cidadãos que sofrem os sucessivos acréscimos do desemprego, o aumento da austeridade vazada em cima da austeridade, os cortes dos subsídios de férias e de Natal, a que acresce a recente baixa do produto interno bruto (PIB) e a consequente e inevitável ausência de medidas que favoreçam o crescimento económico.

Osvaldo Castro

6 thoughts on “Lapidar”

  1. podes crer, minha! um verdadeiro mestre na lapidação em termos de foscagem de consciências. em exibição no museu do vidro.

  2. Querem conhecer um verdadeiro piegas? É só clicar aqui: http://img40.imageshack.us/img40/9466/aleqm5hisqlyis5mb0vs4xn.jpg
    A foto data do momento em que Pedro Piegas Coelho se preparava para agradecer a medalha de latão que ostenta. Foi-lhe atribuida pelos seus correligionários da Câmara de Vila Real pelos excepcionais serviços prestados à cidade, que por cá ninguém sabe quais foram, e entregue numa cerimónia, realizada poucos dias após sua a investidura como Primeiro-Ministro, que ficou marcada pelo facto de os seguranças governamentais terem impedido a entrada a um dos irmãos Passos Coelho por, aparentemente, não se encontrar vestido com farpela adequada à circunstância. É o que alguns dizem, embora as boas línguas insistam que não fazia parte da lista de convidados por a família ter vergonha no desalinho do rapaz. É que já lhes bastar a paralisia cerebral do outro mano, coitado!
    Mas foi uma pena, o irmão desalinhado ter-se-ia divertido imenso ao assistir a momento tão piegas do irmão caçula.

  3. Caro Val.

    Aí vai um abraço de reconhecimento pela tua gentileza e especialmente por editares um blog de referência que desde sempre muito aprecio pela frontalidade que sempre patenteias!
    Abraço.
    OC

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.