Já está tudo claro, Semedo, e há que tempos

Para o Bloco, “uma política de esquerda não pode ter nenhum ponto de contacto, nenhuma continuidade, com a austeridade, com o memorando, com as políticas da troika”.

Líder do BE pede “clareza” ao PS e a Seguro

__

BE e PCP dizem que é a Troika o que os impede de começarem a falar com o PS para que Portugal tenha uma alternativa de governação à esquerda. PCP e BE nada dizem a respeito do programa que gostariam de aplicar, apenas sabemos que será algo do foro do milagre, pois recusar a austeridade implica recusar a União Europeia e o Euro. Aparentemente, estes amigos acreditam que o PS poderia trair 40 anos da sua história de um dia para o outro, só para satisfazer os delírios sectários da esquerda pura e verdadeira. Eventualmente, estes amigos esperam que o PS se transforme da noite para o dia numa organização de irresponsáveis e dementes, arrastando o País para uma situação de absoluto caos político, caos económico e caos social.

Mas que diziam BE e PCP antes da chegada da Troika? Por que razão não forçaram um Sócrates minoritário, em 2009, a aceitar partilhar a governação? Quais eram as insanáveis diferenças então? A explicação pode ser encontrada no facto de PCP e BE nunca terem reconhecido que a redução da pobreza em Portugal, durante os anos pré-crise do 1º Governo Sócrates, merecia não só o louvor de qualquer um que se considerasse de esquerda como oferecia a prova de que o PS era o único partido capaz de conciliar a frequência dos corredores alcatifados da alta finança e dos grandes empresários com as causas de Abril. Pelo lado negativo, Sócrates teria sempre de se acomodar aos poderes superiores na UE. Mas, pelo lado positivo, Sócrates seria aquele que tentaria sempre defender os mais fracos e ajudar os mais capazes. Os factos falam por ele.

A saída para o bloqueio à esquerda não consiste na cedência aos lunáticos que estão barricados num parasitismo da democracia e que não passam de racistas ideológicos. A saída do bloqueio passa é pela redução do peso eleitoral desses partidos, e tal consegue-se entrando em diálogo com a abstenção. Há milhões de votos suspensos à espera de inteligência e coragem.

__

Pedro Adão e Silva sintetiza o que está em causa

41 thoughts on “Já está tudo claro, Semedo, e há que tempos”

  1. Da parte do PCP e do BE não se vê qualquer intensão ou interesse em
    participar numa solução governativa. Nem sequer através de acordos
    parlamentares. Não querem ficar queimados.
    E é esta “esquerda pura e verdadeira”, anti-PS, portanto, que em grande
    medida devemos responsabilizar por termos finalmente “um governo, uma
    maioria, um presidente” da pior direita que nos podia calhar na rifa.
    Mas não se incomodam, não se responsabilizam por nada e de nada se
    arrependem.
    Estamos tramados, também à esquerda temos o que merecemos, embora
    ainda haja gente a visão e o inconformismo de Mário Soares.

  2. São 40 anos a falar à esquerda e a governar à direita. Não é fácil abandonar o legado. Vocês devem pensar que este estado de parasitas da finança a sugar a vida do país se fez por geração espontânea. Não. Fez-se com a plena colaboração do PS. Se o PS se quiser limpar que se radicalize um pouco e então é possível um encontro à esquerda – se for para continuar a apostar na corrupção, nas negociatas com o grande capital que depois caga para vocês então têm o CDS e o PSD. Boa viagem.

  3. Pois é! Agora é a troika que impede a proximação ao PS. Antes era o quê? Só mesmo Mário Soares acredita ainda nesta gente esquerdalha que parasita a democracia. PCP e BE nunca aceitarão governar em democracia, porque isso implica cedências mútuas e múltiplas, num reconhecimento claro da diversidade de pensamento político.Esta esquerda miserável e anti-povo joga no “tudo ou nada” para encobrir a sua completa intolerância ao pluralismo próprio da democracia. Traidores de Abril! Por isso lhes foi tão fácil entregar, há dois anos, o poder absoluto à canalha que nos governa e preside. Louçã, Semedo e Jerónimo são três refinados escroques políticos. Sabiam muito bem para onde estavam a atirar o país, quando derrubaram o governo defensor do Estado Social. Só me apetece chamar-lhes grandes filhos da mãe, porque mentiram com a mesma desfaçatez de Passos Coelho.

  4. o desporto favorito dessa canalha é derrubar governos e gloriosas jornadas de luta com caixotes do lixo a arder, montras partidas e pedras da calçada à mistura em nome da liberdade que os 8% querem impor aos outros. nunca os vi atirarem-se a sério ao bolicoiso e há para aí quem diga ter visto por várias vezes a sombra do geropinga a sair pela porta da cavalariça. já o bloco trocou temporáriamente de coordenador para o anacleto não dizer mal do primo e destilar ódio aos xuxas na televisão do psd. já nos habituaram às lamúrias das uniões de esquerda, mas quando a coisa pode acontecer, nunca estão disponíveis pelas mais variadas razões que vão do oportunismo às vantagens políticas que o ps pode beneficiar, como se as coligações não servissem exactamente para isso. mandem-nos foder e trela curta.

  5. este ex social fascista envergonhado, devia pensar duas vezes quando abre a boca para não debitar merda,por ter a “tripa cagueira ligada ao cerebro”.quem foi responsavel pelo maior retrocesso social depois de abril,ao votar no derrube do governo socrates,não tem autoridade moral para citicar quem quer que seja.

  6. para quem diz ” são 40 anos a falar á esquerda e governar à direita” só me apetece manda-lo para a real que o ha-de parir.se todas as grandes conquistas de abril tem as duas maõs do ps,como pode um pulha mesmo deste calibre, falar desta forma! o que dizermos nós dos promotores da alternancia quando o ps está no poder? e que derrubam governos do ps para por a direita no poder? que os pariu.os socialistas em campanha porta à porta, ou orelha a orelha aos não pede seus colegas de trabalho”se não votares no pcp não votes no ps! ” que os pariu.a democracia é para democratas.enquanto tivermos estes adeptos de semedos e do social fascista jeronimo de sousa que não sei se repararam herdou a voz do social fascista alvaro cunhal este pais não vai a lado nenhum!

  7. Podiam lá ter mandado alguém para explicar estas coisas ao povo. Agora mandar o Ramos Preto, qual foi mesmo a ideia?

  8. O PS fala, fala à esquerda, mas depois garante à troika que não se vai meter com os os interesses que eles representam. Social-troikismo, o termo porque se deve classificar o PS. É o social-fascismo sec. XXI.

    Todos sabemos que não importa quantas reuniões Soares promova. Faz parte do ADN do PS aliar-se com a direita quando precisa de apoio. Francisco Assis já o disse e tudo.

  9. quem defende para portugal, politicas levadas a cabo durante dezenas de anos pelos social fascistas,não tem credibilidade.quanto a ramos preto,foi lá, para estar ao nivel do participante do pcp, e para falar de um encontro desvalorizado pelo proprio jeronimo de sousa. do adn do pcs faz parte a canalhice,suficientemente provada da tendencia para colocar a direita no poder.Nota: dédè, confrangedor é terem um lider que ´´e muito duro no meios dos velhinhos do partido,mas nos debates parlamentares é uma autentica anedota!

  10. João Semedo tem toda a razão: o PS já deveria ter dito com toda a CLAREZA que o PC e o BE são CÚMPLICES da atual situação que vivemos e que mostraram a sua verdadeira identidade ao alinharem VERGONHOSAMENTE com a Direita mais reaccionária em Portugal, desde o sá-carneirismo, no chumbo do PEC 4, no dia 23 de Março de 2011, o qual aliás há-de ficar para a História de Portugal como ficou para a História europeia aquele infausto dia de 1932 em que os Comunistas alemães chumbaram, no Reichstag, o governo centrista e social-democrata de coligação, abrindo caminho à vitória eleitoral de Hitler!

    Mas João Semedo, para além de ter toda a razão nesta sua exigência, deveria ser coerente e começar por ser exigente consigo próprio: NO DIA EM QUE O JOÃO SEMEDO PEDIR PERDÃO AO POVO PORTUGUÊS POR TER CONTRIBUÍDO DECISIVAMENTE PARA A SUJEIÇÃO DE PORTUGAL À TRÓICA – e seguramente por ter bebido champanhe para festejar o derrube “do Sócrates” -, o João Semedo que venha falar comigo.

    Até lá, pode ir falar directamente mas é com o caralho.

    Esta é a minha opinião, como ex-votante no Bloco de Esquerda (até 2008), sobre o “guberno patriótico e de esquerda” que agora o Soares anda estúpidamente a querer vender ao eleitorado mais barafundido do Mundo.

  11. “NO DIA EM QUE O JOÃO SEMEDO PEDIR PERDÃO AO POVO PORTUGUÊS POR TER CONTRIBUÍDO DECISIVAMENTE PARA A SUJEIÇÃO DE PORTUGAL À TRÓICA”

    – Teixeira dos Santos disse que já não havia dinheiro para pagar salários. Portanto nós sabemos bem quais foram as opções do PS: BPN e PPPs com fartura. Foi beneficiar mamões da banca e de grandes empresas até ficarem sem dinheiro para os salários da função pública – e ainda vêm dizer que a culpa é dos outros. A culpa da entrada da troika é vossa por terem deixado o país de calças na mão. Foram vocês que entregaram o poder ao PSD/CDS, foram vocês que deram mau nome ao socialismo, que fizeram com que o povo votasse o governo mais à direita desde o 25 de Abril. Sócrates andou de chapeu na mão a pedir batatinhas ao Passos Coelho, deu-lhe crédito político, deu-lhe importância, portanto quem é responsável por esta porcaria são vocês, o vosso modelo falhado de tentar um socialismo em parceria com a banca privada e o grande capital financeiro. Só um partido de néscios se lembraria disso.

  12. oh joão! deve ter sido por isso que o bloco ficou com 1/2 dos deputados e que o anacleto passou a comentadeira. deixa lá, para a próxima partilham o riquexó com o cds e se calhar ainda ficam com espaço para dar boleia à bernardette.

  13. João pontinho,

    bom esforço, pá, mas isto aqui ainda não é o banco da suecada de Pirescouxe. Vai para lá tentar “convencer” outros como tu, meu patarata…

    E olha, meu, de gajos como tu não tenho eu peninha nenhuma, disso podes ter a certeza absoluta!

  14. PP e PSD dizem que não é a Troika o que os impede de começarem a falar com o PS para que Portugal tenha uma alternativa de governação que não seja prejudicada por manifestações, protestos ou greves. PP e PSD tudo dizem a respeito do programa que gostariam de aplicar com o consenso do PS, o que sabemos que será algo do foro do quase certo, pois aceitar a austeridade implica aceitar a União Europeia e as ordens neoliberais da Merkel , o Euro e o poder da banca, o que são princípios com as quais todos concordam. Mas, aparentemente, estes amigos ideológicos acreditam que o PS poderia trair 40 anos da sua história, de oposição à esquerda e governação à direita, de um dia para o outro, só para satisfazer os delírios triunfantes e a eufóricos da direita pura e verdadeira. Eventualmente, estes amigos ideológicos esperam que o PS se transforme da noite para o dia numa organização de irresponsáveis e dementes, arrastando o partido para uma situação de absoluta indiferenciação política, indiferenciação económica e indiferenciação social em relação à direita, com os custos eleitorais que daí poderiam resultar.

    Mas que diziam PP e PSD antes da chegada da Troika? Por que razão não forçaram um Sócrates minoritário, em 2009, a aceitar partilhar a governação? Quais eram as insanáveis diferenças então? A explicação pode ser encontrada no facto de PP e PSD nunca terem reconhecido que o reformismo neoliberal em Portugal, durante os anos pré-crise do 1º Governo Sócrates, merecia não só o louvor de qualquer um que se considerasse de direita como oferecia a prova de que o PS era o único partido capaz de conciliar a frequência dos corredores alcatifados da alta finança e dos grandes empresários com o progressivo esquecimento das causas de Abril. Pelo lado positivo, Sócrates teria sempre de se acomodar aos poderes superiores na UE (à Merkel e ao neolieralismo, entenda-se). Mas, pelo lado ainda mais positivo, Sócrates seria aquele que tentaria sempre anestesiar os mais fracos e combater os mais capazes de enfrentar a sua agenda neoliberal disfarçada. Os factos falam por ele.

    A saída para o bloqueio à direita consiste na cedência aos seus legítimos representantes que estão barricados num parasitismo financeiro da democracia mas que não passam de xenófobos ideológicos que não aceitam que o PS tenha iniciado o processo de reformas neoliberais que agora interessa concluir. A saída do bloqueio passa, portanto, pelo aumento do peso eleitoral da àrea ideológica desses partidos, e tal consegue-se entrando em diálogo e convergência com o PP contra o PSD. Porque o pote não chega para todos, há milhões de votos suspensos à espera da inteligência sofistica e da coragem cínica de um novo Sócrates.

  15. Pede explicações à titi Edite Estrela, que ela ajuda qualquer atrasado mental a interpretar textos confusos.

  16. joaozinho,

    é de aliados bloquistas e pcs e de joõezinhos como tu que a direita precisa. Continua o bom trabalho, que les agradecem, oh, como agradecem. O povo é que não, que é um ingrato e retira-vos votos.E a culpa é doas americanos, mai nada. Eu disse americanos? Não, era do PS, peço desculpa.

  17. Clarinha, clarinha,

    as atrasadas mentais – como tu és, notóriamente – só sabem escrever textos confusos. Nunca os interpretam, nem os confusos, nem os sem fusos.

    “Mente de escroto” era o teu alcunha na Primária, certo?

  18. (ignatz, acho que esta carlinha se baralhou de vez…eras tu? diz que está com o mente na escroto e fala em atrasadas mentais lá da escolinha.)

  19. É uma questão de bom senso, parece-me, começar por dizer que renunciamos a este memorando. De todas as maneiras, não vai dar para aplicar mais austeridade.

  20. TPC para a Carlinha:

    1º Escrever mil vezes a palavra “notoriamente”.
    2º Escrever mil vezes a expressão “a tua alcunha”.
    3º Compreender que a sua dislexia está na base da sua incapacidade para compreender o que lê.
    4º Repetir estes 3 passos enquanto persistirem as suas confusões e atrasos mentais.

  21. “é de aliados bloquistas e pcs e de joõezinhos como tu que a direita precisa. Continua o bom trabalho, que les agradecem, oh, como agradecem. O povo é que não, que é um ingrato e retira-vos votos.E a culpa é doas americanos, mai nada. Eu disse americanos? Não, era do PS, peço desculpa.”

    – patético. Vamos lá ver:

    “Seguro confirma presença com Portas no clube Bilderberg” (tvi24)

    Ou seja, Portas vai levar o Seguro à lavagem de pés do grande capital.

  22. Quanto mais falas, mais te enterras: qualquer PS é sempre a grande pedra no sapato da verdadeira esquerda pura “incensial”. Tanto faz Soares como Sócrates, Sampaio ou Seguro. Ao pé deles, nem dá gozo lutar contra a direita, né joaozinho? Pelo contrário, até se dá um empurraozinho só para lixar a concorrência. Uma novidade, joaozinho: vocês não são concorrência de ninguém. A culpa é dos americanos. Ou do PS. Ou do povo.

  23. Pois, eu conheço a esquerda que vai com a direita a saraus do grande capital…é o ps. Fala à esquerda, governa à direita. Diz que vai defender políticas de esquerda no sarau do grande capital enquanto vai preparando uma coligação com a direita.

  24. muda a K7, o último grande sarau de aliança ao grande capital foi nos idos de Março de 2011 em pleno parlamento. Todos juntos…all together now.

  25. “… eu conheço a esquerda que vai com a direita a saraus do grande capital…é o ps.”

    … só vai quando convidado, entra pela porta da frente e diz o que pensa educadamente, enquanto que os comunas vão onde não são chamados, entram pela porta do cavalo e têm comportamento selvagem. aí vai link para a prisão de um arruaceiro profissional do sindicato metalúrgico que hoje fez merda em leiria.
    http://www.regiaodeleiria.pt/wp-content/uploads/2013/06/IMG_0346.jpg

  26. Estrite Edela,

    vou escrever “notóriamente” todas as vezes que eu quiser. Foi a Edite Estrela quem me ensinou no Liceu onde andei – não corrijo o meu Português ao sabor de “evoluções” ortográficas e, COMO BEM SABES, NÃO, NÃO SOU A ÚNICA!

    Quanto ao alcunha, paciência, sempre assim falei e não és tu, uma pobre ignorante presumida, que me vai ter vergonha do modo como me exprimo.

    Quanto ao resto, leva a biciclete e mete-a no cu, mas não invagines que o teu texto é compreensível, pela simples razão de que, à terceira frase, já NINGUÉM O ESTÁ A LER. Percebes, papeluça, ou nem isso?

    Metes-me pena. Tanta, que nem podes imaginar…

  27. Estrite Edela,

    vou escrever “notóriamente” todas as vezes que eu quiser. Foi a Edite Estrela quem me ensinou no Liceu onde andei – não corrijo o meu Português ao sabor de “evoluções” ortográficas e, COMO BEM SABES, NÃO, NÃO SOU A ÚNICA!

    Quanto ao alcunha, paciência, sempre assim falei e não és tu, uma pobre ignorante presumida, que me vai fazer agora ter vergonha do modo como me exprimo.

    Quanto ao resto, leva a biciclete e mete-a no cu, mas não invagines que o teu texto é compreensível, até pela simples razão de que, à terceira frase, já NINGUÉM O ESTÁ A LER. Percebes, papeluça, ou nem isso?

    Metes-me pena. Tanta, que nem podes imaginar…

  28. Cara Edite Estrela

    Penso que a professora está enganada a respeito da Carlinha. Ela não tem qualquer problema de dislexia. Como ela acabou de dizer, ela expressa-se com o Português que lhe ensinaram e não aceita corrigi-lo em função de qualquer acordo ortográfico. O que a sua forma de expressar-se revela é outro tipo de patologia. Por um lado, está claro que ela segue de forma obediente as normas linguísticas que lhe foram transmitidas, o que é um sintoma de que o mesmo se verificará com as normas e regras morais e culturais que assimilou nos seus tempos de infância. Está claro, portanto, que a sua personalidade se caracteriza pela presença de um superego inflexivel e controlador. E, como seria de esperar, quem sofre com isso é o seu ID reprimido e recalcado, que assim se manifesta e se dá a conhecer de uma forma indirecta, através da própria linguagem. Ou seja, através dos lapsos de linguagem da carlinha.
    Repare, cara professora, na quantidade de expressões com conotação sexual que a carlinha usa nos seus comentários, e no tom raivoso e desesperado com que o faz. “Mente de escroto”, “mete-a no cu”, “não invagines” são algumas dessas expressões reveladoras do recalcamento e da infância traumática a que a carlinha foi sujeita. Estaremos perante um caso de pedofilia? Talvez…
    Em conclusão, cara Edite Estrela, aconselho-a a não ser demasiado exigente com o Português da carlinha, pois isso pode conduzir a um agravamento do estado neurótico dela, e mesmo ao suicídio. Eu vou ver o que posso fazer pela saúde mental da rapariga nas sessões psicanalíticas já agendadas com ela, mas entretanto deixe-a ser burrinha, e deixe-a fantasiar, porque é isso que a faz feliz e que lhe permite aliviar as frustrações e tensões acumuladas ao longo da sua vida sofrida. Temos que ter muita paciência com ela, minha cara, porque o caso é grave.

    Cumprimentos.

  29. Patético e presunçoso espectro,

    só conheces estes lugares-comuns? Abençoada “sapiência”…

    Acho que essa Edite me substituirá, com evidente vantagem (para ambos…), nas tais “sessões psicanalíticas” que imaginaste! Boa sorte aos dois, têm tanto a descobrir…

  30. Caro Dr. Freud

    Confio no seu diagnóstico relativo às perturbações mentais da carlinha. Está visto, depois da sua intervenção, que a menina está menos agressiva e histérica e que já não recorre ao vocabulário pornográfico a que nos habituou.
    Mas também se verificam melhorias no seu domínio do Português. Ainda que o conteúdo dos seus comentários continue a revelar a sua mediocridade intelectual, ela passou a estar mais atenta à forma deles (isto é, à sua forma de expressar-se), e tanto é assim que a menina fez questão de enviar duas vezes o mesmo comentário, depois de o corrigir.
    Como o Dr. disse, com muita paciência, e em conjunto, podemos contribuir para melhorar o estado mental da pobre rapariga.

    Cumprimentos.

  31. Eu sei que não sou para aqui chamado e que não tenho as qualificações do Dr. Freud e da Drª Edite Estrela, mas no meu modesto parecer, a carlinha imaginou estar a falar com um personagem que afinal era outro; e depois piorou: imaginou estar a falar com dois personagens que afinal eram o mesmo e que não sei quem seja (também posso imaginar, claro). A parte que ainda não consigo explicar – e aqui agradecia a ajuda do Dr. Freud – é aquele misto de orgulho por ter sido aluna da doutora e ao mesmo tempo todo o ressabiamento plasmado nos termos agressivos em que se expressou relativamente à mesma. Este conflito interior tem alguma explicação na sua opinião, Doutor?

  32. fogo,
    tinha a impressão que quem tirou o socrates do poder foi o povo que em eleições escolheu outro partido para governar…
    mas afinal parece que a pedra da cultura democratica “quantitativa” de que tanto se gabam os carneiros da grande manada socialistó-capitalista só vale para atirar aos outros, aos pequeninos.
    agora embrulhem!

  33. não há pais pró amaral, conseguiu que o viegas urbanizasse a virgem e o menino. entretanto o gasparalho lança nova campanha de angariação de fundos com o leilão do castelo de s. jorge.

  34. Assistente Estagiário,

    tem toda a razão: não é para aqui chamado (nem tem qualificações).

    _______________________________________

    Estrite Edela e Dr. Mundinho Presunçoso, muito qual&ficados fatelas,

    em conjunto, ou individualmente, com muita paciência, ou até sem ela, podeis continuar a gastar como quiserdes o vosso ocioso tempo, que pelos vistos não tem nenhuma outra empregabilidade. Agora, contribuirem para melhorar seja o que for, isso já será uma grande presunção da vossa parte. Enfim, é isso e a água benta…

    Não me incomoda nada a contínua atenção dispensada à minha escrita (força!), que todavia também não me envaidece (longe disso…), mas ides ter de continuar a analisá-la, estérilmente e para proveito apenas das vossas patéticas taras, sózinhos. Ou melhor, um com o outro, que é como estais bem…

    ________________________________________________________

    Aproveito ainda para dizer à outra parvoínha do “clarinho, clarinho, clarinho” que, se estás à espera de comentários inteligentes ao teu relambório de 3Jun às 17:46, podes ligar aqui a estes patetas Estrela&Mundinho, Associados. Talvez eles tenham conseguido passar além da terceira frase. Coitada, tanto esforço…

  35. Mas quem é que estes dois “qual&ficados fatelas” (“excelente”, filhinha!) pensam que são para andarem por aqui a incomodar a carlinha com estas tretas sobre Português e psicanálise? Pensam que a minha filhinha não tem assuntos mais importantes com que se preocupar? Ao contrário destes dois patetas que gastam o tempo em tarefas sem empregabilidade nenhuma, a carlinha é uma rapariga a quem não falta trabalho, que é muito procurada pelos seus clientes, e que é extremamente versátil fazendo um pouco de tudo. É empenhada e a prova disso é que está sempre a facturar.
    Estes presunçosos e intelectuais da língua e do sexo vivem de teorias estéreis, desconhecendo a vida e a prática, e nisto a minha carlinha é a maior. Não passam de “mentes de escroto”, e por isso ignoram toda a realidade que as profissionais da carne e do corpo, como a minha filhinha, dominam com mestria. A carlinha não precisa de melhorar em nada! Ela é perfeita e qualquer um a consegue foder!
    “Estrela&Mundinho”, “metam no cu” o seguinte: A puta da minha filha só anda por aqui à caça de homem, “parvoínho” de preferência! Perceberam, tarados?

  36. Penso que percebi. Sim, sou parvo, embora tenha tirado um curso de psicologia, mas não tanto.

    Mas vou continuar na mesma, porque não tenho emenda. Sou um fraco, uma nódoa, mas não consigo mudar.

    Sinto-me tão, tão, mas tÃO intelectualmente superior, que não consigo resistir a alimentar essa ilusão, que é tudo na minha vida…

    E não, senhor Queirós, claro, clarinho que não sou homem para a sua carlinha. Esse é mesmo o meu maior problema. De sempre.

  37. Sigmund, fofinho, o fim-de-semana correu-te mal, foi? Agora já debochas, inventas heterónimos queirosianos e escreves palavrões, tu, meu pobre querido? Só o velho erro de unires duas frases copulativas com uma vírgula, como se faz no Inglês e no Alemão, tu conseguiste manter intocado. Mas já é um começo…

    Vá lá, o que vai ser da tua reputação, lá no teu douto consultório, se descobrem que tu te abespinhas e te desmascaras com tanta facilidade, só porque te tiraram algumas radiografias certeiras ao teu ego postiço? É que agora, estás a ver, vai ser muito difícil desligares esta “machina” das radiações…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.