Já chega, olha a dor no pescoço

Sondagem

O partido menos preocupado com esta sondagem será o CDS. Portas está imunizado contra anúncios de morte antecipada via sondagens, sendo que a ida às urnas não deverá ocorrer antes de Pires de Lima começar a dar gás e frescura à economia. O futuro está garantido, continuarão a precisar de uma camioneta. E o partido que está em pasmo e êxtase é o PSD. Se, depois de tudo o que se passou e passa na política e na sociedade, Passos consegue estar colado ao PS a disputar a vitória, então preparemo-nos para a sua maioria absoluta nas próximas eleições. O homem, afinal, pode ser um génio e ter mesmo nascido para isto, como profetizou outrora o dr. Relvas.

CDU e BE descem. Os proprietários do povo e da História continuam com alguns problemas de comunicação. A sua mensagem é a única que importa transmitir, vai sem discussão, mas algo boicota a recepção nos neurónios proletários e famélicos. Aposto que a culpa é do capitalismo, dos americanos e do PS. Mas mais do PS.

E o PS. Incrível o feito de Seguro. O rei da transparência e da responsabilidade, o exemplo vivo da perfeição moral, o líder que anda há dois anos a mostrar aos aborígenes “uma nova forma de fazer politica“, tem cumprido. Liderar a oposição num país onde o Governo foi eleito através de uma fraude eleitoralista e cujo programa tem sido o do empobrecimento de 10 milhões de pobres e, apesar dessa extraordinária tragédia, não conseguir ser alternativa, só é possível quando se está a aplicar novíssimas formas de fazer política. Tão vanguardistas que nunca antes se experimentaram em qualquer outro país do Mundo e, muito provavelmente, nunca mais se irão aplicar (pois não há assim tantos políticos tão aparvalhados).

Vale bem a pena, e friso pena, recordar o que este probo militante do PS disse na noite em que o seu partido foi derrotado, ainda o corpo do seu secretário-geral fumegava:

E sobretudo numa fase tão difícil da vida política nacional, o PS tem de dar um contributo forte e decisivo. E eu estou cá, independentemente dos cargos, como sempre estive. Eu não volto a cara ao meu partido, não volto a cara a Portugal. E por isso cá estou, disponível, para dar o meu humilde contributo, como dei ao longo destes 31 anos pela vida do PS.

Não é lindo? Esta é a declaração de quem se julga no direito de ocupar o topo da pirâmide por já andar há 31 anos a juntar créditos. Acontece é que o contributo forte e decidido que Seguro tem dado vai no sentido de facilitar a vida ao mais vexante grupo de governantes de que há memória (volta Santana!), levados ao colo por uma espécie de Presidente da República. Ora, se ele foi sincero – e foi, carago, foi como sempre é e será, fónix! – ao assumir o seu desprendimento pelos cargos ocupados, então haja alguém que lhe diga que já chega. Que já pode voltar a cara. O partido tem muitos outros lugares à sua espera onde aquela carinha laroca fará maravilhas pela transparência e pela responsabilidade.

22 thoughts on “Já chega, olha a dor no pescoço”

  1. josó seguro, está a ser vitima da narrativa da direita,que ele, por odio de estimaçao a josé socrates não quiz desmontar.ainda vai a tempo? ele não,mas os seus camaradas de liderança podem-no fazer, sempre que a direita venha com mais do mesmo.o resultado da sondagem diz-nos que com seguro e zorrinhos não vamos lá!

  2. o tótó de belém autoriza 3% a mandar no país e depois, para memória futura, garante que lhe garantiram. tou a ver o avô geropinga a fazer contas na borda da bola, se 3% dá 4 sofás, uma furgoneta de cadeiras e uma camineta de bancos, 11% devem dar uma fábrica de mobiliário, portanto ponham-se a pau com o proletariado.

  3. o seguro só desgruda se perder as autárquicas e mesmo assim vai ser difícil convencê-los, a ele e ao séquito de nabos, entretanto gerado, que perdeu. se chegar às próximas legislativas, coliga-se com o psd em nome da salvação nacional e de compromissos assumidos com ele próprio, ò-mãe-sou-primeiro-ministro.

  4. ena, se o psd subiu 4 pontos percentuais entre março e julho, depois das desgraceiras políticas nunca antes vistas, imaginem agora que já vão entrar no “novo ciclo” de propaganda.

    Estes números respondem à minha pergunta em post anterior, em que se falava em atentados à inteligência dmos cidadãos.

  5. Excelente. O Valupi no seu melhor. Falta “garra” e sobretudo carisma ao Tozé Seguro para desempenhar o cargo e vencer a batalha gigantesca que tem pela frente. Ser Secretário Geral do PS não é o mesmo que ser o “Chefe dos Jotinhas”. E além disso cometeu um erro crasso ao demarcar-se da obra (boa e menos boa) do Governo do Sócrates. Não lhe auguro grande futuro e, infelizmente, quem vai pagar é o Povo e o PS. CN

  6. Sócrates, volta! Estás perdoado…
    Mesmo com a aura de “pinóquio” e o estigma da “bancarrota” acho que ainda arrecadava mais de 35%… Sem se esforçar muito… O resto são tretas!…

  7. 32% a este miserável PPD só pode ser engano de folha de excel.

    Não me parece que o Povo seja assim tão burro que esteja contente com a desgraça permanente que estes bandidolas da direita lhe infligem.

  8. E mais: entre Seguro e Passos, pq o eleitor vai escolher Seguro? Já arriscou fazer uma experiência com Passos e deu-se mal. Alguém vai querer fazer experimentalismo novamente? Não. Depois de ter sido atropelado por uma camião, o eleitor vai fazer agora o que devia ter feito nas últimas eleições: vai preferir jogar pelo seguro e não embarcar em experiências. Eu já começo a crer que este cabrão que nos desgoverna vai ser reeleito.

  9. Depois de 2 anos a roubar aos remediados e aos pobres para dar aos ricos, o PSD continua com boas sondagens.
    Arrisco-me a concluir duas coisas:
    -Parte do povo é burro que nem um calhau.
    -Parte da oposição não vale um caracol.
    Mesmo descontando os milhares que não percebem a ponta de um corno de politica, tendo em conta tudo o que já foi feito e tentado pela direita, o PS já devia estar com maioria absoluta e o PSD nos 10%.
    Não está e a culpa não é só de Seguro e da sua direcção , é também dos militantes que o elegeram e dos dirigentes que desistiram de se lhe opor.
    Porca miséria.

  10. Livrem-se rapidamente desse Carasmelo. Este gajo não é seguro, bem pelo contrario ! Comneça a ser tão culpado pelas destruição do país como o PP Coelho !

  11. Umas entradas abaixo lê-se que Rui Rio será o próximo presidente do PSD. Faltou ao Val tirar a respectiva consequência que, no entanto, se entrevê neste texto: Rui Rio será o próximo primeiro-ministro de Portugal!

  12. O Portas lixou-se para sempre, ainda tão novinho e com tanto para dar ao país!

    Não gosto do gajo desde que uma vez meyeu o nariz na retrete de Cavaco,

  13. O CDS é despromovido para o taxi e o PSD recolhe alguns votos à sua direita (não todos, porque a soma das percentagens dos partidos da direita desce). Quanto à resistência do PSD, os órgãos de comunicação social têm sido instrumentais em manter as hostes de direita coesas e as da esquerda confusas.

    Mais ainda, esta manobra de macho impenitente com que Passos entalou Portas teve o proveito de impressionar os néscios e os pobres de espírito, cuja interpretação da realidade descende, em linha directa, da idolatria (e sacrifício) ao deus dinheiro.

    O que realmente falta, no PS, é um Secretário Geral que consiga desmontar, com palavras simples, a narrativa da direita. Noto que nada irá mudar na governação laranja; muito menos com a vinda dos dinheiros da UE. Sendo certo que há uma legião já a postos para torrar os fundos mais depressa que os da formação profissional, de 1986-91; depois, não digam que não avisei…

    (Há também a hipótese de se tratarem de sondagens viciadas; se assim for, tais vícios poder-se-ão pagar bem caro, já em Setembro).

  14. Ao ler Valupi e a conversa foleira dos comentadores, grandes filósofos da teoria política, não sei o que mais me espanta, se o pensamento irrealista resultante da conversa em círculo de amigos/conhecidos sem chama incapazes de ver para fora; se o desespero/ansiedade por um D.Sebastão qq que fale grosso, prometa o impossível e faça esquecer a orfandade , não tenham medo das palavras de José Sócrates.
    Quem vos disse que o massa de povo que votou Passos Coelho, que estava farta de Sócrates, não está farta, mesmo farta de ambos e do estilo ?
    Há medo, desesperança que são inimigos da Democracia. A luta é hoje pela democracia, muito mais fundo e incompatível com a procura de um chefe qq.
    Cheguei aqui há pouco tempo, não vi ainda bem o guião do filme. Não percebi tudo, mas permito-me um conselho, CUIDADO COM O DESPORTO DA MODA- TIO a AJS.
    Quando entramos nesse desporto precisamos:
    – Definir com rigor o alvo, tendo em conta o objectivo.
    – Os Camaradas da equipa, ou das equipas adversárias.
    – Treinar o tiro, par evitar acertar nos próprios pés. Ou fazer ricochete.

    Por fim, não compreendo o sentimento de orfandade. Nunca voltamos ao sítio onde fomos felizes. Vão ao psicanalista. Talvez ajude

  15. o auto-isolamento a que Seguro se remeteu no parlamento, distanciando-se de Sócrates e em atitude oposicionista nas votações, determinou a não aceitação generalizada por grande parte dos socialistas sem cartão e dos portugueses em geral.

    Essa falta de lealdade não se baseava em convicções, mas na expectativa de vir a ser o novo secretário geral, com base nessa atitude .

    Hoje há uma sensação de orfandade..!!!!!.Olha-se para Sócrates…olha-se para Soares e aqui há uma referência!!!!

    Olha-se para Seguro e vê-se um balão de oxigênio que o actual governo aproveita para manter uma expressiva e imerecida percentagem nas sondagens.

    Os socialistas votantes estão arrependidos ou atordoados ????

    Assim vai a vidinha danada dum Pais em véspera das autárquicas !!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.