Haja alguém que faça chegar este pedido à Procuradora-Geral da República, faxavor

Ficámos a saber, por revelação do eurodeputado Paulo Rangel, que as investigações criminais sobre Ricardo Espírito Santo e sobre Sócrates existem por obra e graça do Governo PSD-CDS. Ora, como é suposto que, de acordo com a Constituição, a investigação criminal é conduzida de forma independente pelo Ministério Público sem ingerência governamental, impõe-se urgentemente que a Procuradora-Geral da República esclareça que não recebeu nenhuma instrução ou recomendação do Governo (Ministro da Justiça ou Primeiro-Ministro) sobre os dois casos.

De outro modo fica a pairar uma grave dúvida sobre o respeito da separação de poderes pelo atual Governo.


Dupla revelação

33 thoughts on “Haja alguém que faça chegar este pedido à Procuradora-Geral da República, faxavor”

  1. Vejamos, por isso, quem dos BRAVOS pelejadores, que por aqui esgrimam e se distinguem pela excelência e virtudes de seus doutos comentários que enforman VISÃO critica da atualidade e sua factualidade, VAI, então, dirigir-se ao MP e pedir explicações.
    Moi, fico no aguardo dos ratos…

  2. A lata do jornal i
    https://www.vercapas.com/capa/i.html

    Parece que eles acham mesmo que é com isto que vão ganhar as eleições.
    Está confirmado, e agora tiraram as máscaras.
    Pois sigam sempre em frente que no fim do desfiladeiro há um precipício à vossa espera.

    Sr Valupi

    A senhora procuradoreira-mor do reino agora não pode responder porque está muito ocupada a ajudar o RóRó a redigir aquela acusação que mete um amigo que emprestou dinheiro a outro amigo, e é preciso escrever isso de maneira a parecer que foi crime.
    Sabe, aquela coisa em que havia um outro amigo que teria recebido de um empresário umas “luvas”, que o primeiro diz que não pagou e que ninguém encontra nas contas do segundo, mas que a “investigação” acredita que a maior parte do que não é encontrado será afinal o dinheiro que pertence ao primeiro amigo.
    Não é fácil, percebe ? a senhora agora está muito atarefada !

  3. hum, querem ver que vão ignorar o PEDIDO? Fogo, não me obriguem a falar de hipocrisia, pás. Nem de oportunismo, pás. Há aqui GENTE para mandar o pedido, pás. Há MÉTODO ( certamente a Olinda não se meterá no método desta vez), há HISTÓRIA, há DOUTRINA, há MILITÂNCIA, pois que esperais, então? AVANTE, camaradas, eis a vossa oportunidade de pedires explicações. Não se dirijam ao pequenote do rangel, que o gajo ainda se justifica eficazmente e, aí, entorna-se a sopa do repolho.

  4. Quando o Primeiro-Ministro de Portugal em exercício de funções se permite ao avacalhamento do cargo que exerce emporcalhando-o como qualquer violador do segredo de Justiça do Correio Manholas:
    http://expresso.sapo.pt/politica/2015-08-30-Passos-Coelho.-Os-bancos-e-os-Governos-nao-existem-para-trazer-os-amigos

    Esta canalhada desceu ao degrau mais baixo da miséria moral e vai ficar na História de Portugal como o lixo mais ordinário que esta Nação já produziu (e infelizmente em 900 anos esta Nação já produziu muita bosta). !

  5. Que vos disse eu? Que a esquerdalha ia assobiar para o lado, e pôr a mão na anca e falar à Madragoa. Que pregões, ai que pregões, «ó pa este», «Ele é o do costume», «tenho reposteiro em casa», «PS com depressão», « A gente só lemos o que nos interessa».

    Que hilário. É só um fax, pás, ou um email, pás, inventem mais uma nique e pimba, «PGR off I go»…

  6. «Esta canalhada desceu ao degrau mais baixo da miséria moral e vai ficar na História de Portugal como o lixo mais ordinário que esta Nação já produziu (e infelizmente em 900 anos esta Nação já produziu muita bosta). !»

    Ehehehehhe. Fogo. Basta uma prestação de TRAMPA para lhe avaliarmos a consistência, mas a da gaja de cima, de facto, fala por toda a TRAMPA que o País tem produzido. A que geração pertencerá? De certeza que houve degeneração dos genes. O «TOUNI» bem que o sabe, pobre coitado! O gajo apela aos brasis e às especiarias, mas só traz à tona, os nativos que se contentavam com espelhos e uma aguardente feita a martelo….

  7. Enquanto a senhora procuradoria-mor e o seu fiel mordomo RóRó afanosamente escrevinham, os representantes dos senhores Magistrados botam faladura.
    Estão como abelhinhas a acarretar o mel, todos felizes. Vão dar cabo dos políticos TODOS, e isto vai ser uma República de Juízes. Ora pois, eles é que são bons, todos incorruptíveis e muito “independentes”. E o povo nem precisa de os eleger. Estão eleitos pela graça divina imbuídos da pureza por Deus Nosso Senhor. Por tal Mistério é crime grave pensar sequer em submeter a escrutínio tão divino e purificado Poder.

    Olhem como este acerta na cabeça de um político (neste caso na besta que começou esta esterqueira). Reparem:
    – É “demasiado grave para não ser isso, portanto, vamos cingir-nos a esse enquadramento e não vamos pensar que alguém dentro do sistema político tem uma imagem tão pobre, tão corrompida de si mesmo e do sistema”, sustenta.
    UAU !
    Toma lá Paulo Rangel. Tens de ti uma visão “tão pobre e corrompida de ti próprio” que farias melhor se estivesses calado e fosses a correr pedir ao senhor Primeiro-Ministro que pague aos homens o trabalho que lhes encomendou. Caloteiros !

  8. MALANDROS! Que destruís a minha cidadania. CALOTEIROS. Ai se vos apanhasse, partia-vos o focinho! Tós gamelas, biltres, provocadores. Representantes dos fascistas. ( é altura de dizer VIVA SALAZAR», destruístes o Povo Unido ( fogo, o Guerra Junqueiro é capaz de estar em reunião espiritual com alguma vidente, proferindo que as moscas são eternas porque a trampa também o é).

    ehehhehhe. o hilário é sem quartel. Podemos agora fazer um anúncio aos pensos higiénicos. Se seguirmos a vitalidade da jasmerdim pimba de la Tourette, não há cá dores para ninguém. É só cavalgaduras a trotar ao longo da costa.
    Fogo, e já é 31 de agosto…o tempo é aquela coisa. Passa, passa, e alguns nada fazem pelo que ventilam…

  9. Quando a Coligação Direitolas chega ao ponto de usar (distorcendo) a história de Guilherme Tell … e dá um tiro que acerta em cheio … NÃO na maçã … MAS na laranja podre !

    https://www.vercapas.com/capa/i.html

    O artigo é um vómito de veneno contra o PS e Sócrates, mas a mensagem que passa é a da capa, e essa coloca Sócrates no lugar em que realmente está:
    – Um REFÉM, um preso político, usado para chantagear e amordaçar o maior partido da oposição ! qual processo crime, qual quê ?
    Pergunto eu: haverá melhor mensagem para passar ao Povo, para que se acautele com esta gente ? e ainda por cima passada por quem devia estar quieto, a fazer-se de morto, a gozar o panorama, como tem estado até agora ! que foi que mudou ? desorientação ou arrogância ?

  10. O que acho que fica a pairar(e mal) é o porque dos corruptos, um pouco de repente, desataram a turbinar desenfreadamente. Como o juiz C Alexandre e as equipas da Judiciaria estão no lugar a 15 anos, não se vê relação!! Os srs jornalistas e tudologos faziam um bem a democracia e transparencia, investigarem sem oculos coloridos o que se passou!! porque olhando para os factos, alguma coisa se passou.
    O facto de ter mudado o Supremo, o Procurador e direcção do DCIAP seria maquiavelico demais, que tenha algo a ver com o frenesim de processos de corrupçaõ!!!

  11. Tem razão António Cristovão

    Os da Justiça estão nos lugares há 15 anos (alguns há 40 através da sua ilustre descendência), e há 15 anos que perseguem os do PS (quer eles estejam no governo ou na oposição) e arquivam os da direita (quer eles estejam no governo ou na oposição).
    Agora tire lá a sua conclusão !
    Não é preciso fazer desenhos, pois não ?

    O climax da acção chegou com este governo de extrema-direita no poder, mas o caminho foi sendo laboriosamente preparado ao longo das últimas duas décadas, com a ajuda preciosa dos idiotas úteis da “verdadeira esquerda” que a seu tempo aprenderá que Roma não paga a traidores.

  12. Se Relvas o diz, e deverá saber do que fala , então só vem confirmar que o processo a Sócrates, é mesmo um processo, na sua essência, com fins políticos( foram eles que permitirem que isto acontecesse, e era impossível isto ser feito com outros). Dizê-lo com essa clareza, facilidade e desfaçatez é de alguém que sabe do que fala. Para quê investigação se isto foi apresentado como um facto?

  13. O que o Rangel disse nada é de muito diferente do que já disse o presidente do sindicato dos Procuradores, de seu nome Ventinhas.

  14. ”António Ventinhas lembrou a importância de a Polícia Judiciária ser integrada no Ministério Público para impedir que os diretores daquela polícia sejam nomeações políticas, condicionando a investigação criminal.”

    Esta é boa! O facto de estar integrada no Ministério Público, só garante que a Polícia Judiciária está condicionada na investigação criminal!
    Afinal, Pinto Monteiro era o quê? Não era Procurador Geral da República?
    Estes gajos são o máximo! Deviam estar calados, porque já disseram asneiras demais.

  15. Na verdade, a intervenção de parodiante de Paulo Rangel, manifestou-se meritória.
    Ela deslocou o debate eleitoral para os temas que mais deviam interessar os eleitores, a tomada de consciência de que, sem uma profunda análise das raizes da ruína das instituições democráticas da República não vale a pena ouvir promessas de mais empregos, de mais crescimento, de melhores salários, de mais ou menos estado social, ou de honra de devedor conformado.
    O estado perdeu toda a credibilidade para continuar a alegar que é ou pode ser social, no quadro de desmantelamento dos pilares básicos e fundamentais da República.
    Quando os partidos são obrigados a centrar o debate na questão de saber quem manipula ou manipulou mais a justiça e o poder judicial e os representantes sindicais das corporações judiciais se sentem obrigados a vir a público alegar que foi aquele ou aqueloutro, o sistema judicial não tem apelo de recurso.
    Ora, numa circunstância em que o próprio sistema judicial se faz eco da indignação popular contra a corrupção do estado e dos políticos dá, pelas suas próprias declarações, testemunho de que a justiça é manipulável e condicionável pelos partidos, não pela política, mas explicitamente pelos partidos, é todo o estado e são todas as instituições da República que estão sob escrutínio.
    Mais emprego? Mais crescimento? Mais estabilidade? Mais rigor orçamental?
    Quem pode acreditar nisso, quando está em causa a cobertura do sistema judicial à corrupção dos políticos e dos partidos e a intervenção no carnaval eleitoral?
    Atenção, meus senhores. Isto é muito grave. Os ratos andam a roer a rolha da garrafa do rei da rússia. As térmitas atacam os alicerces do edifício.

  16. Recordar é viver:

    https://www.youtube.com/watch?v=Gw8qBqBQ2Sg

    Quem não se lembra de Ajax, o Mais Poderoso? Que saudade!

    Pois agora, por obra e graça da telebisón da Judite, temos Joker Harpia Venal, a Mais Poderosa!

    Que maravilha! Que excitação! Vou ali ao canto esgalhar uma segóvia e volto já. Rezai por mim.

  17. Acabei de ler agora a notícia no DN.
    Não consigo meter agora aqui o link.
    Então o senhor Procurador quer acusar o Sócrates de ter recebido 12 milhões pelo PROTAL ? E esse o acto ilícito !!!!!!!!!!!!!
    Está visto que está Operação Marquês vai ser um fartote de riso !!!
    Não consigo parar de rir com o que li. A serio, ha-de ser lindo se uma acusação destas chegar a ir a julgamento!
    Deve ser por isto que a Coligação de repente se desorientou.
    E que ainda acabam o Cavaco e o Durão Barroso na choldra em vez do Sócrates !!!

  18. valerico, explica aí novamente a cena de tu ficares na plateia a assistir ao filme Sócrates, sei lá, porque tu és o olho que vê a 3a dimensão, já que vives na quarta, dos tetraedros,
    isto sim é uma desgraça, suspeitarmos que o Carlsen deu o peido-mestre. bons tempos estes:
    https://www.youtube.com/watch?v=0ECSH22R8KM

  19. “Insisto: A perseguição dos poderosos na política ou na finança não é obra do governo, mas o clima social, a disposição popular e atitude dos responsáveis políticos criam um ambiente favorável a um exercício são e pleno da justiça. Foi isto que disse e é isso que reitero”
    Paulo Rangel

    Não foi isso que ele disse. Esperemos os próximos exercícios de exegese.
    Mas o que disse agora foi o clima social e a disposição popular condicionam a justiça.
    Pior não podia ser.

  20. Quando há gajos armados em hermenêuticos é no que dá. Impulsionam o mau estar social e, claro, atrás disso, vem o resto. Pior do que os políticos, são aqueles que lhe dão diploma para exercer uma exímia competência no jogo do interesse pessoal e desgoverno de uma Comunidade. Portanto, ninguém se devia admirar com Évora.

  21. Amigo, companheiro, camarada Manuel

    Fantástico !
    Um cretino é um cretino. Espero que continue a arrastar o Primeiro-Ministro com ele (como já fez) e que os outros sigam todos atrás como carneiros. No fim do desfiladeiro há um ravina, muito funda !

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.