Grécia – A coragem ganha eleições

Os gregos não nasceram ontem para a democracia. E sabem quem é quem. Sabem que a derrota da Grécia no confronto com a Alemanha e aliados foi inferior à derrota da Europa no castigo aos gregos.

Quem sonhou com uma vacina à conta da violência de grupo sobre o Syriza e Tsipras talvez faça melhor em acordar.

40 thoughts on “Grécia – A coragem ganha eleições”

  1. Depois da Nova Democracia e o Pasok terem levado a Grécia à pré falência é bem feito ser o Syriza a por em prática a austeridade necessária depois de em poucos meses terem conseguido acabar com o que restava da esperança do povo grego.

  2. A Europa obrigou os gregos a engolir em um programa de austeridade humilhante e completamente irracional, e os gregos agora obrigam a Europa a engolir o Syriza e o Tsipras!
    A Europa queria dizer aos gregos que eles não mandam nada mas os gregos hoje mostraram à Europa que nunca será assim. A Europa pode fazê-los engolir a austeridade (veremos até quando) mas são eles quem escolhe os seus governantes!!!
    A mensagem dos gregos para a Europa foi – Apliquem a VACINA no vosso cu!

  3. Mas, as sondagens não previam um empate técnico ?
    Mesmo com mais de 40% a não cumprir o direito de
    votar, tudo aponta para uma diferença de cerca de
    7% a favor do Syriza o que, não deixa de ser obra!
    Esperemos que, durante a campanha os pafiosos não
    se esqueçam de citar o Syriza e o caso da Grécia, pode
    ser que ajude os portugueses com dúvidas no voto !!!

  4. Se há que morrer, que seja com dignidade.
    Tsipras está limpo, e isso é raro na Grecia. A gente quere algo limpo.
    O papel de Tsipras vai ser muito dificil. Já lançou com força o mísil da democracia comtra o politburó europeu, e não teve sucesso. Quantos misiles ainda ficam?.
    So uma esperança : uma forte liderança democratica do Tsipras para arrrumar o pais.A fe dos cidadãos numa liderança não corrupta pode salvar a situação.
    Grecia não tinha outra qualquer esperança, só Tsiriza.

  5. Os resultados tb mostram que o povo grego apreciou que o Tsipras tivesse convocado eleições por achar não ter mandato para cumprir aquele programa que teve de acordar com Bruxelas. É uma lição de democracia que por cá não há, pois os nossos acham que, depois das eleições, podem rasgar tudo e fazer o que lhes apetece (cfr. o alarido e críticas da coligação às declarações do Costa de que chumbaria o OE se a coligação voltasse ao poder, pois não o fazer seria atraiçoar o programa com que o PS se apresenta aos portugueses)

  6. Syriz aparesceu em mal momento na historia. Ela tinha de ser alvo da força total, do escarmento , da prevenção comtra o que se anumcia, especialmente “podemos ” em Espanha. Mas os movimentos de cambio parescem seguir para adiante.

  7. Pode ser que este resultado mostre finalmente que esta tanga de andar a pôr papelinhos dobrados em caixinhas de 4 em 4 anos, não passa disso mesmo – uma tanga!
    Quem manda é o dinheiro, como sempre foi e será!

  8. “Voto no partido da Joana nua.”

    boletins com uma foto da vidaleira à poil e cabines de voto congestionadas de anibalescos no esgalhanço, acabava a abstenção, era reviver a nacional bubadeira em santa comba.

  9. Sem dúvida que os gregos são corajosos!
    Contudo essa coragem de nada lhes vai valer uma vez que vão ter que pagar o dinheiro que andam a pedinchar para manter um nível de vida insustentável.
    O mesmo se passa cá e em praticamente toda a Europa do sul…
    Não fosse o BCE andar a comprar dívida portuguesa, e a esta hora os merdas do Passinhos e do Paulinho das Feiras, andavam a falar em segundo resgate!

  10. O Euro é mau. Mas sair dele nem pensar, dizem os Gregos, daí a derrota humilhante para a Unidade Popular. Expurgado da ala mais radical, o Syriza pode agora aplicar o memorando e manter a Grécia no Euro. No fundo, o que os Gregos querem mesmo é deixar para trás a casta que governou a Grécia nas últimas décadas. Infelizmente, em Portugal, para deixar a casta é necessário deixar o Euro. Mesmo sem o MAS o BE ainda não aprendeu e insiste no erro.

  11. Os gregos deram uma lição de democracia votando em Tsipras ?? Quer dizer o homem que mentiu a todo o povo grego dizendo que ia acabar com a austeridade, que mentiu a todo o povo grego marcando e apelando ao voto no referendo contra as imposições da troika. Os gregos deram uma lição de democracia ?? Penso é estão completamente desorientados com tantas eleiçôes. Coitados dos gregos. Em Portugal não queremos isso.

  12. Caro Val,
    os gregos disseram à Europa que podem impor-lhes o desastre mas quem os liderará será quem tem a coragem de apontar que esta eu-rapa é mesquinha, vingativa, isolacionista e fala de liberdade quando a esconde agrilhoada em catacumbas dos el-reis dinheiro.

  13. BURRA dixit

    «A mensagem dos gregos para a Europa foi – Apliquem a VACINA no vosso cu!»

    Eu não digo que esta gaja é descompensada?!

    Ouve lá: a mensagem dos gregos foi esta: foi para pessoas como tu e manda-te aplicar a VACINA na tua CABEÇORRA e na LÍNGUA. É mais económico, eficaz, atenta a dimensão que teria de se percorrer nesse RABÃO que tu tens, pá, deves ser daquelas que compra três lugares de avião para ocupar de uma só vez. Caramba, que ORDINÁRIA!

  14. Olha, olha, alguém a falar de isolacionismo…Mas não há um TRATADO que permite isso mesmo? Na verdade, aquele diz que quem não está bem que se mude…ninguém é obrigado a ficar…mas se ficar, apanha com os parlamentares de fora…Tudo assinado por Sócrates, em Lisboa. E essa? Alguém sabe dessa?

  15. Qual seria o tratado anterior que não permitia o isolacionismo? Deixa-me ver… Seria o de Roma, ou talvez o de Maastricht… Interessante, não me recordo…

  16. Tsipras é um politico limpo, inteligente, determinado. A UE vai roer uma pera dura com ele, agora que está legitimado e reforçado. Na actual conjuntura europeia, não sera fácil recusar à Grécia a reestruturação da dívida. Que é, afinal, aquilo de que os gregos precisam para relançarem o país. E isso abrirá portas a outros países, incluindo Portugal, com dívidas monstruosas. Será o fim da era Merkel e seus cachorros amestrados um pouco por toda a Europa.

  17. Meu caro, você não pode recordar o que não existe. Ou será que me vai dizer que os Tratados anteriores previram o ISOLACIONISMO como o prevê EXPLICITAMENTE o tratado de Lisboa?! Com intervenção dos órgãos da UE, em moldes nunca antes vistos, mas já postulados em CARTAS recusadas em outros ordenamentos jurídicos da Europa ( o que de resto gerou a onda de repugnância de juristas NESTE PAÍS?!

    mas…note, isto não consta da wikipedia. É preciso estudar e , para isso, é preciso saber manusear. O que não acontece aqui e me tem dado o GOZO de comentar em matérias tão específicas quanto p.e. a Troika e sua legitimidade…LOL, como se a UE precisasse de ser chamada a Portugal! Leiam o tratado e deixem-se de discussões estéreis.

  18. Agora, uma coisa é certa: o 3º resgate da Grécia — tecnicamente errado, impossível de implementar — vai enfraquecer ainda mais a Europa e o euro.

    Mas o embusteiro-mor dos Partidos à Frente ainda ontem garantiu que bastaria à Grécia cumprir o 3º memorando para resolver os seus problemas “como nós resolvemos” (sic). E eis como o caridoso líder do laranjal, à falta de solução convincente, vem oferecer aos infelizes gregos a erudição do seu oráculo (que nunca se engana, e raramente exibe dúvida).

  19. pois…deve ser falta de visão. Claro. é mais fácil falar do CM e comentar as filmagens na rua do abade. é o marketing da democacria acrata.

  20. Por cá anda o senhor Cegueta a botar posta de pescada.
    Ouve lá uma coisa.
    Tu não andas tresmalhado?
    A mim sempre me pareceu que a direita, sobretudo os salazaristas residentes, eram contra a união europeia, contra a moeda única, contra a perda de soberania, contra os esquisitismos do liberalismo, coisas assim e coisa e tal.
    Diz-me lá. Tu estás contra o syriza a favor de quê?
    E não venhas com mais conversa fiada nem entres no labirinto.
    Vamos aceitar um repto há tempos lançado aqui pelo Valupi.
    ”Que faria Salazar?”

  21. Ah! O isolacionismo é previsto ‘expressamente’ no Tratado de Lisboa!
    Curioso! Onde? Expressamente em que artigos? É que assim de repente…
    Não, não estou a ver onde esse tratado diverge tanto dos acordos e políticas anteriores…

  22. Tatas
    21 DE SETEMBRO DE 2015 ÀS 22:17
    Ah! O isolacionismo é previsto ‘expressamente’ no Tratado de Lisboa!
    Curioso! Onde? Expressamente em que artigos? É que assim de repente…
    Não, não estou a ver onde esse tratado diverge tanto dos acordos e políticas anteriores…

    Meu caro! BRINCA??! Então ACHA que eu vou ensiná-lo aqui?! É EVIDENTE que se conhecesse o antes, depois e durante da UE, onde incluo TRATADO de LISBOA, NÃO DIRIA as asneiras que escreveu acima!

    Caramba! ! Mas agora quer ARTIGOS?! É óbvio que EXISTEM! Mas VÁ ESTUDÁ-LOS. Ou ainda nã percebeu que não escrevo ao acaso?!

  23. E tu PRUNES Que queres tu?

    Eu não sou SALAZAR. Queres tu que eu pense por outrém? Convoca uma reunião espiríta e invoca o homem. Ele responde-te. Mas olha que o tipo já teria limpo sebo inteletualerda de alguns e garanto-te que nesta altura estaria a comer produtos portugueses, a ver mais hortas, tás a ver, daquelas que tu cultivas, etce e muito.

    Queres saber se eu sou contra ou a favor da UE? A qual? A atual? Então tu achas que eu concordo alguma vez em DAR portugal à Europa e ser tratado como lixo? Com gajos a entrarem na minha casa?!

  24. Se te diriges a mim, deixa-me que te responda como mereces: como de costume a IGNORÂNCIA de gajos como tu que simplesmente desconhecem aquilo de que falam. Agora se pensas que eu te faço o tour pelo Tratado de Lisboa, meu caro, senta-te com creme ao lado. Porém, não precisas de tanta..kilometragem..

    A tua pronúncia vai, de resto, na esteira do que tu e outros aqui têm comentado, quando se trata de questões mais específicas e técnicas. Portanto, meu caro, não sou eu que te vou ENSINAR e, claro, o teu costume cede perante o que aqui tenho escrito.

  25. ”Eu não sou SALAZAR. (…) Mas olha que o tipo já teria limpo sebo inteletualerda de alguns (…)”
    Então, cegueta? Pensei que tu eras um gajo poderoso…
    Ora… prosseguindo… sendo então tu um salazarista compulsivo, não sendo espírita e não podendo garantir que o teu ídolo ressuscite na pele de um cegueta mais modernista, tu fazes a campanha europeísta do Pedro Portas. É isso?
    Quando não há salazar e nenhum cegueta tem pendurezas para limpar o sebo aos esquerdalhas, tu votas estrategicamente nos ”democratas”?

  26. Certamente, não me incluis no meio dos inteletualerdas, não é? Compreendo que com as voltas ortográficas e suas consequências na gramática, te tenhas esquecido das aglutinações….

    Certamente, só me leste com «VIVA SALAZAR», mas nenhuma afirmação de que sou salazarista. Não me obrigues a compulsar o meu histórico no dispensário….

    Meu caro, quem são os democratas entre aspas?

  27. E, claro, não sou espiríta…mas olha que reconheço um mau espírito à frente… Porém, se quiseres falar de Kardec, podes mandar…eu sou polivalente, pá…Há quem asse frangos ( a expressão dos parolos). Eu leio, cultivo, cultuo…Também vejo e cheiro.

  28. IGNARALHO, exatamente, é isso que tu tens protagonizado por aqui e que recorrentemente cheiras…alguma dúvida quanto a isso? Estás a progredir…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.