Grandes sucessos do avô cantigas

O economista Eduardo Catroga afirmou que a negociação do programa de ajuda externa a Portugal “foi essencialmente influenciada” pelo PSD e resultou em medidas melhores e que vão mais fundo do que o chamado PEC IV.

Fonte

__

Catroga reafirma influência positiva do PSD no acordo com a “troika”

__

O economista Eduardo Catroga afirmou hoje que o PSD terá autonomia, se for Governo, para substituir eventuais “medidas penalizadoras para os portugueses” do programa de ajuda externa a Portugal por outras que cumpram os mesmos objetivos.

Fonte

__

Eduardo Catroga assume compromisso de que o PSD não vai subir o IVA

__

«Tivemos uma reunião altamente frutuosa com a troika, que percebeu a nossa atitude diferenciadora, de defesa do Estado social. O PEC 4 ataca pensões, não falava em reduzir o gordo estado paralelo…»

Catroga

__

Catroga garante que não haverá despedimentos na função pública se o PSD for Governo

__

Eduardo Catroga critica a atitude do Governo que se «apresenta como vítima e como vencedor de uma negociação que foi sobretudo negociada pelo maior partido da oposição». «O PSD deu um grande contributo para este processo. Portugal vai ter uma grande oportunidade para fazer as medidas que se impõem, para dar esperança», disse ainda.

Fonte

__

Eduardo Catroga insiste que os jovens licenciados deviam levar Sócrates a tribunal

__

Repare: o Hitler tinha o povo atrás de si até à derrocada, até à fase final da guerra. Faz parte das características dos demagogos conseguirem arrastar multidões. José Sócrates, honra lhe seja feita, é um grande actor, um mentiroso compulsivo, que vive num mundo virtual em que só ele tem razão. Tem uma máquina de propaganda montada há seis anos, poderosa. E o PSD tem uma máquina artesanal no campo da comunicação.

Catroga

22 thoughts on “Grandes sucessos do avô cantigas”

  1. « José Sócrates, honra lhe seja feita, é um grande actor, um mentiroso compulsivo, que vive num mundo virtual em que só ele tem razão.»

    Esqueceu-se de dizer que é vaidoso e estudou na Sorbonne….e privou com o panilas do Armani…

  2. Eduardo Catroga também conhecido como prof. Pentelho, deve sofrer de
    Alzhaimer em estado avançado, só isto pode justificar a carta que publicou
    e, já mereceu resposta de Pedro da Silva Pereira, Ministro da Presidência
    do Governo de José Sócrates !
    Todos se esqueceram das suas responsabilidades em 2011 e pior, da porca-
    ria que fizeram durante estes últimos 4 anos, cuspindo no prato da sopa que,
    herdaram, a modernização e desenvolvimento de novos mercados que, tem
    ajudado a disfarçar o vazio da sua acção governativa!
    Até, o irrevogável agarrou na pasta dos “Magalhães” e andou aos beijos e
    abraços a essa gente, para já não falar no insucesso do bobo da Horta Seca!!!

  3. E mais grave foi a governação do PSd , antes de 1011 que conduziu as condições para que se tivesse que chamar a troika.

  4. Eu continuo a achar que nem o PSD merecia ser um dia conotado com este tipo de gente. Mas para isso também se exigia muito mais aos verdadeiros sociais-democratas.

    Também em jeito de off topic já agora, excelente Catarina Martins ontem à noite na TVI 24. Até à data a política genericamente mais bem preparada da Campanha. Mas lá está, mais uma co-responsável pela contrapartida Troika. Se bem que por razões mais nobres que o pote também estava à espera do quê? Que a Troika vinha salvar os trabalhadores portugueses?

    Em muitos aspectos em perfeita sintonia com Catarina Martins e até julgo que não era preciso ser economista – bastava o bom senso – para nunca concordar com grandes ajustamentos em plena crise financeira. É quase o mesmo que andar a limpar a floresta com as árvores já a arder. E também não vale a pena grandes ênfases nas contas marteladas a sul. Que toda a EU conhecia e muito bem, até pelas responsabilidades! Quem sossega mercados em ebulição na Europa é o BCE. Como se veio aliás a provar. De preferência, antes dos conselhos da Reserva americana. Que também ninguém quis ouvir a tempo.

    O problema dos défices a sul é muito mais complexo do que muitos querem fazer crer em Portugal. E estou-me a lembrar de um Cavaco, para quem a agricultura e as pescas nacionais valeram menos que o CR7. Além de uma problemática que nunca se trata com pressa ou c/ medidas puramente conjunturais. E nunca mas nunca com economias sufocadas via especulações financeiras puras e duras.

    Em suma, gostei muito de ouvir muito da Catarina Martins. Mas a uma deputada da Nação exige-se sempre muito mais. Sobretudo nos momentos mais complicados. E o Bloco sozinho não resolve coisa nenhuma em Portugal. Quanto mais na Europa. E o que dizer do partido do David ou da Joana…

  5. um dia destes vi o avô cantigas e apanhei um choque: não estava mascarado e era tal e qual igual ao passado. nem sei se ainda canta – e sei que enchia de alegria muitas tardes e manhãs – não é como esse.

  6. Bem me parecia que David não soava ao nome do líder – provavelmente até lhe chamam outra coisa – do Livre. As minhas sinceras desculpas ao Rui Tavares.

  7. Ter que “chamar a Troika” é responsabilidade de todos os que “governam” Portugal nos últimos 10 a 15 anos!
    E estes artista que estão no poder agora, só não “chamaram a Troika” para um segundo round apenas e só porque o BCE resolveu comprar dívida dos países insolventes como o nosso.

  8. O serralheiro Jerónimo arruma com os dótores Carvalhas, Portas, Passos, Cavacos e Sampaios.
    Vai ao poetAleixo e está lá que «é a alternância/é a aganância» nem é preciso eleições.

  9. Quem pediu ajuda á Troika foi o PSD. Quem salvou o País da bancarrota foi o Costa. O Sócrates nunca foi 1º Ministro e o PS não governou de 2005 a 2011. Quem pediu ajuda á Troika foi o PSD. Quem salvou o País da bancarrota foi o Costa. O Sócrates nunca foi 1º Ministro e o PS não governou de 2005 a 2011. Quem pediu ajuda á Troika foi o PSD. Quem salvou o País da bancarrota foi o Costa. O Sócrates nunca foi 1º Ministro e o PS não governou de 2005 a 2011.

  10. Ao fim de 40 anos de Democracia muitos portugueses não conseguem compreender tanta dificuldade em viabilizar plataformas de entendimentos à esquerda. Sem beliscar o direito à diferença noutras questões, como é óbvio. Excepto em Lisboa, com muito bons resultados e pouco mais. E que justifica inclusive muito do desencantamento geral à esquerda. Nem para inviabilizar a chegada ao pote desta pandilha – um autêntico vazio político – que acabou de desgovernar o país?! A mim também já não me agradavam nem as medidas nem a perda de soberania dos PECs. Mas como em tudo na vida muitas vezes temos que fazer opções deste tipo. E quem mudou entretanto de opinião no “combate” à crise foi a Europa. Infelizmente para muita gente e felizmente para os maluquinhos do défice. E é preciso lembrar numa fase em que o Coelho ainda era contra a austeridade. Já tinha assinado o memorando e não ia aumentar os impostos, o mentiroso.

    A verdade é que a direita quando lhe cheira a pote faz sempre qualquer coisa. Até uniões com o diabo, como acabou de se ver mais uma vez. E eu até sou dos que chego a sentir pena de quem quer que seja que tenha que levar com o Portas. Mas nem isso foi impeditivo outra vez.

    E depois nesta legislatura uma das poucas alegrias dos portugueses resultou precisamente da união no TC. Aliás, se muito portugueses agora pudessem votar nos Juízes do Constitucional… Independentemente até de nada ter sido tão positivo para Portugal na última legislatura como o fim da monarquia Espírito Santo. Talvez a única coisa boa da Troika tenha sido mesmo a exigência de amputar a maior teta nacional. E até tinha bastado haver tomates para correr com o ddt assim que o próprio deixou de ter a idoneidade – exigida por lei – para liderar qualquer instituição financeira. Como as fraudes nas declarações do IRS, só para citar um exemplo. E ainda muito a tempo de alienar a parte não financeira do GES – hoje inclusive um conglomerado ilegal. E não tínhamos agora mais um 31 ainda resultante da resolução do maior banco privado português. E a economia nacional nem precisava nada do BES. ..

    Tal como a Catarina Martins também diz, nada como o Estado salvar o sistema bancário todo com sucessivas injecções de capital e depois deixar os senhores banqueiros decidir os empréstimos à economia real. Uma verdadeira economia de mercado PAF.

    Voltando ao assunto primordial, podemos inclusive retirar o PS da equação e já nem no Bloco se entendem!? E aí estão mais três partidos novos à esquerda que também não conseguem convergir? Será? E porquê? Porque uma senhora queria passar a comentar o cor-de-rosa e quiçá até despir-se para alguma revista mais à frente? Julgo que não! O que está sempre em causa é mesmo uma personalidade muito tuga, muito mais que quaisquer discordâncias políticas. Basta ver o quanto foi criticado e por quase todos os quadrantes à altura o acordo do Daniel Campelo. E ao fim e ao cabo estava só a contribuir ou a beneficiar a terra dos seus próprios eleitores? Pois é…

  11. Nova versão da História Política Portuguesa…
    Quem pediu ajuda á Troika foi o PSD. Quem salvou o País da bancarrota foi o Costa. O Sócrates nunca foi 1º Ministro e o PS não governou de 2005 a 2011. Quem pediu ajuda á Troika foi o PSD. Quem salvou o País da bancarrota foi o Costa. O Sócrates nunca foi 1º Ministro e o PS não governou de 2005 a 2011. Quem pediu ajuda á Troika foi o PSD. Quem salvou o País da bancarrota foi o Costa. O Sócrates nunca foi 1º Ministro e o PS não governou de 2005 a 2011.

  12. “… a ‘troika’ que está cá a nosso pedido sabe isso.”
    http://www.jn.pt/PaginaInicial/Nacional/Interior.aspx?content_id=1841312&page=-1

    “… a ‘troika’ que está cá a nosso pedido sabe isso.”
    http://www.jn.pt/PaginaInicial/Nacional/Interior.aspx?content_id=1841312&page=-1

    “… a ‘troika’ que está cá a nosso pedido sabe isso.”
    http://www.jn.pt/PaginaInicial/Nacional/Interior.aspx?content_id=1841312&page=-1

    “… a ‘troika’ que está cá a nosso pedido sabe isso.”
    http://www.jn.pt/PaginaInicial/Nacional/Interior.aspx?content_id=1841312&page=-1

    “… a ‘troika’ que está cá a nosso pedido sabe isso.”
    http://www.jn.pt/PaginaInicial/Nacional/Interior.aspx?content_id=1841312&page=-1

    “… a ‘troika’ que está cá a nosso pedido sabe isso.”
    http://www.jn.pt/PaginaInicial/Nacional/Interior.aspx?content_id=1841312&page=-1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.