Grande sorte ter descoberto este bacano

Eis algumas das razões que te vão deixar com um desejo indomável de ver o vídeo abaixo:

– O orador, Robert Frank, é alguém que já esteve morto antes de fazer esta palestra.

– Podemos ver um trecho, envolto num efeito sonoro marado que o torna quase insuportável, de uma conversa sua com um talibã da Fox News que vale cada segundo.

– Recorrendo a materiais gráficos primários, o nosso Bob conseguiu criar o argumento mais espectacularmente frisante acerca do que é uma política fiscal ao serviço do bem comum.

– É, ou foi, um praticante amalucado de windsurf.

– É um fã da melhor série televisiva de sempre (desculpa lá esta verdade, “Sopranos”).

– Tem a coragem de colocar a Mona Lisa no seu devido lugar.

– O que ele demonstra acerca da influência da sorte no destino individual é não só iluminativo como epifânico.

– O tempo acelera à medida que fala, fazendo com que termine o paleio parecendo que ainda estávamos só na introdução.

– Podes ligar as legendas automáticas, o que muito ajuda no entendimento e ainda tem o bónus de gerar disparates hilariantes na transcrição.

– A parte das perguntas da assistência é quase tão boa como o resto, e isto quase nunca acontece. Que sorte.

3 thoughts on “Grande sorte ter descoberto este bacano”

  1. não consigo ver nem ouvir tudo agora mas permito-me comentar alguma coisita: o acaso tem tanto de misterioso como de grandioso – precisamente por ser determinante. se existe Deus ele é o Acaso. valha-me O Acaso! :-)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.