29 thoughts on “Geringonça”

  1. E quanto não terão valido estes 2 dedos e 0,5 de conversa na algibeira deste “intermediário” não partidário (“Deixem me rir!”, parafraseando Jorge Palma)?

  2. Valupi, o Geringonça tem a mais o que o Aspirina B tem a menos.
    O Geringonça tem a menos o que o Aspirina tem a mais, Valupi.

    Ou seja, um frenesim “tubiano” excessivo (diverso, ainda assim) que reacendeu o combate político da/s esquerda/s. Pouco sal na ponta da língua e dos dedos, seja ou.

    Nota, ao jeito de consumidor. Não me parece ser um blogue no verdadeiro sentido da palavra, antes uma central de distribuição. Haja quem venda os seus produtos, e que eles cheguem a casa das pessoas.

  3. Foda-se, vem para aqui um gajo se entreter um bocadinho, e eis que senão quando, aparece o nosso caro colega internauta analisar os nossos bocadinhos de boa disposição e caralhadas com analises +/- profundas.

    Já basta a vida…

  4. Aquele trabalho com a mãozinha quase a sacar a carteira ao Costa… é de moina, nota-se ali formação profissional no 28- para homenagear o canário que é de Campo d’orique.

  5. «vem para aqui um gajo se entreter um bocadinho», lindo.

    é lindo, mas percebe-se. aquilo que tu escreves transpira pretenciosismo, cheira a cabotino e não se entende pevide do que queres dizer. só lá vamos com sucessivos rectificativos, como nas conversas do passólas.

  6. o kéqueriam dum ministro das finanças do cavacoise e condómino da coelha. se houvesse alguém com tintins no sítio, lá para os lados da procuradoria, esta escumalha já tinha ido toda de cana, como não há brincamos às investigações ao sócras e aos desmentidos com broches aos botões & relvados.

  7. Estás a fazer um best of das porradas que vais levando no Aspirina B, Ignatz?

    A
    B de Breyner, Nicolau.
    «(para lá das parvoíces do Ignatz)» etc., olha.
    «Ignatz, o que é que não percebeste quando eu utilizei a palavra heterodoxia (na política, nomeadamente)?», olha-olha nas caves do Aspirina B.
    C
    D
    E
    F
    G de Geringonça.
    «pretensiosismo com s, Ignatz.», olha-olha-olha.
    H
    etc.

    Como (não) diz o povo, apanha-se mais depressa uma coça do que um coxo.

  8. “Não aparece um post a matar as saudades de dizer mal do Cavaco?”

    Porque não há matéria (nem nunca houve) para dizer bem e agora nem há oportunísticos interesses para tal.
    Mas se conheces algum episódio ou causa boa, para o povo, defendida pelo cavaco conta p’rá gente, pá?

  9. E por causa das causas boas e, também, das boas causas há umas semanas que ando para fazer esta pergunta no Aspirina B ou algures: alguém sabe dizer se a Maria de Belém já entregou os papéis para a subvenção vitalícia?

    Ignatz, hoje do pretensiosismo com e sem s. Coças alguma coisa, …?

  10. sobre a mania de belém, não sei e caguei para a subvenção. ando mais preocupado com a agenda itinerante do rebelo. quanto a pretenssssiosismos e coças, noto que continuas agarrado à bóia ortográfica para não te afogares na merda incompreensível que escreves, as coças resultam da sarna da tua conversa. deixa lá, não estás sozinho, o graça moura traduziu dante e despois andou a convencer-nos que tinha sido ele que escreveu aquela porra, acabou heróico lutador contra o acordo. ainda vais a tempo para te alistares na nova mobilização promovida pelo presidente sousa.

  11. Schiiii, logo de manhã? Queres ler outra vez o apóstolo Matheus, o de Braga ou ficas mesmo e para sempre com o Rosé fresquinho?

  12. Genial, LUÍS VARGAS! E sempre genialíssimo Man. João Vieira, que inventou essa do “homem”-carrapato, que assenta que nem ginjas ao MANITAS edinho cathróga!

    ________________________

    Ó Eric, Ericzito, pá, há para aí sapateiros aos pontapés, se não conheces nenhum Psiquiatra de jeito! A “desancares” assim o Ignatz até pareces um bambi recém-nascido a dar uma coça num velho leopardo… Enxerga-te, langonho.

  13. Ui, um tipo das 13:05 que ainda lê cenas de bambis e de leopardos?!
    (será uma personagem do Kipling retardado, …?)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.