Gargalhada da semana

“Devo dizer a Vossa Excelência que a mentira e a ofensa não são o caminho para a resolução dos graves problemas que temos de enfrentar. A desconsideração, o ataque sustentado em factos pessoais, que aliás nem sequer são verdadeiros, não são toleráveis na luta política e institucional. Essa forma de agir é censurável e ofende os princípios éticos da nossa democracia”, prosseguiu Paula Teixeira da Cruz.

Fonte

40 thoughts on “Gargalhada da semana”

  1. Para anónimo, Val, bem que tu és um acabado filho da puta, certamente com BI e outros documentos oficiais incapazes de disfarçar o azeiteiro completo que há em ti. Ninguém como tu, inteligente como um asno, sensível como uma vaca, absolutamente paneleiro na defesa pretoriana de outro absoluto filho da puta, hoje em Paris a rir de nós e a pagar-te todos os meses o exercício de retórica.

  2. Tens falhado a medicação, PALAVROSSAVRVS REX? Estás a dar crescentes sinais de que precisas de ajuda profissional. Resta só saber se no campo psiquiátrico, se no policial, se em ambos.

  3. tás a ver, tás a ver, bem dizia eu nos comentários num dos posts mais abaixo, ainda há pouco, comentando mais uma das tuas assíduas blogo-cópulas lambo-socráticas, que tu, como diz o REX pareces

    “absolutamente paneleiro na defesa pretoriana de outro absoluto filho da puta, hoje em Paris a rir de nós e a pagar-te todos os meses o exercício de retórica”

    tás a ver, tás a ver que

    essa tua insistente fixação escatológica pelo dady sócrates, na minha opinião um berlusconizinho à portuguesa mas sem ter tanta tusa – e mentiroso pra caralho, o fdp, deve ter alguma obsessão sexual na sua origem?

    É tal o desvelo e amor que lhe devotas, qual platonismo assumido, com uma erecta assiduidade, que tudo leva a crer que tu também pegas de empurrão. Sonhas com o nariz de pinóquio? Uiiiiiiiii.

  4. Val, não percaS tempo com estes mentecaptos,fascistas e imbecis.
    Grande Sócrates,mesmo lá longe fazes comichões a estes cabrões.
    Quanto ao teu post, é defacto de dar uma gargalhada.É precison ter lata.

  5. 2Nunes, estás a repetir um comentário. E embora seja um comentário espectacular, que merece ser do conhecimento da população em geral tal a inteligência e obsessão sexual reveladas, não é minha política admitir a repetição de comentários, nem mesmo se o comentador tiver cartão de socrático e as quotas em dia. Assim, ficas informado. Numa eventual futura repetição, só ficará o primeiro.

  6. Val, a qualidade do discurso dos teus opositores diz tudo sobre a categoria dos seres que travaram a batalha anti-Sócrates. Diz muito, também, sobre o tipo de valores que está em confronto. A Paula T. Cruz é só um exemplo mais mediático.
    Diz também muito sobre como lhes dói que toques na ferida.

    Alguma psicopatia bem à vista, no entanto…

  7. Val, não pode aconselhar alguns leitores do seu blog a umas cvisitas ao sexólogo? revelam-se tão perturbados sexualmente só de pensar no sócrates que devem ter algum problema a necessitar de ajuda clínica, concerteza.

    Ah, e aprecio a valentia do(a) palavrossavrvs rex perante a sua cobarde utilização do anonimato. Ele(ela?) sim, valente, até dá apelido e tudo!…

  8. tábem, pronto, não fiques mal disposto pá, eu só queria ajudar-te na ocupação dos tempos livres, para te desviares uns minutos da tua crónica obsessão socrática gayola enfadonha.

    Luís Vicente, manda ai a morada de algumas sexólogas … monos socráticos é que não, sff

  9. Por mais voltas e voltinhas que se dê, Sócrates pertence àquele grupo de primeiro-ministros de má casta, que, num tempo muito preciso, escafederam-se, deixando os seus países em maus lençóis mediante ou más apostas económico-bancárias, como a Islândia e Irlanda, ou por pura gestão ávida, danosa, com falsificação de números da economia, como a Grécia e, sim, Portugal, sobretudo. O Estado Português foi conduzido à bancarrota por Sócrates e pelos seus, entre os quais o inenarrável e indescritível Obeso Basílio, no altar dos negócios e da treta, um dos mais derreados e sabujos socratistas certamente na proporção do suculento comissionismo fácil de que todo o socratismo viveu e medrou. Mas Sócrates fez mais: intimamente associado a Vara, perseguiu Moura Guedes e a TVI, o que configurou um gravíssimo crime de atentado contra o Estado de Direito mediante a urdidura de um estratagema para controlo da comunicação social. Só que este recanto chamado Portugal não tem gente sólida e fiável no empreendimento interminável e cego da Justiça. Tem Monteiro e tem Noronha, figuras decorativas, inúteis, pífias, fatigadas de nulo, sempre a perder para um animal selvagem e destemperado como Sócrates. Perante um par de telefonemas bem assentes como bordoadas e toda uma omertá compromissiva maçónica, esses poderes fátuos judiciários, em vez de nos nos representarem com zelo, protegeram e ainda protegem pulhas, sujos, esses não apenas corruptos, mas sumamente corruptos, absolutamente corruptores. O Processo Face Oculta resume, na índole que se desnalga dos arrolados, a índole purulenta do Primadonna. A sua ainda impunidade e incompreensível respaldo redundaram nas nossas fomes, dificuldades e problemas presentes e futuros. Cada desculpa e cada ocultação de factos e responsabilidades, em tribunal, parece mais mal amanhada que a outra e por isso o ex-presidente da REN, José Penedos, arguido nesse processo, se demarca de alguns comportamentos do filho, resta saber até quando será possível o Primadonna poder escapar dos factos semi-ocultos que o arrolam e o tramam.

  10. 2 Nunes

    que puta de fixação com o Sócrates, li o post 2 vezes e não vi lá nenhuma menção a tão distinto nome…

    Estupidossauros rex, tem calma não te vá dar um coisinha ruim…

  11. Val, Eu Sou Joaquim Carlos Santos, nunca o escondi. Se eu injuriei alguém, nem a polícia nem eu saberemos quem és, o que és. Como passo fome e o dinheiro para as coisas mais comezinhas para mim, as filhas e a mulher, não abunda, apesar do trabalho de cada dia, lembro-me sempre simetricamente de ti, do dinheiro que ganhaste a assessorar o Princípe Sócrates, colocando o melhor de ti ao serviço da Besta Apocalíptica que arrasou Portugal.

    E tu, quem és? Insultar um anónimo não pode ser insulto porque um anónimo, sobretudo se não pensa com decência, não é ninguém. Mas se te salta a tampa pelas minhas palavras e te dás ao trabalho de me responder, o efeito que eu pretendia, enervar-te, está alcançado. Isto vale para ti e para o coro de hienas pronto a defender-te da mesmíssima maneira.

    Não penses que te não admiro. Admiro. Só te não posso respeitar porque te não respeitas a inteligência. Nem ao serviço da verdade nem ao serviço do que é recto. Admiro-te tanto quanto se pode admirar o repugnante engenho do diabo ou a asquerosa inteligência de Estaline.

  12. oh palavrex! não achas que é falta de chá e abuso de confiança usares a casa dos outros para divulgares a merda publicas no teu blogue que ninguém visita. para sonhares com a gratidão fachistóide não podes ser tão cromagnoso, o tempo das injeccções atrás da orelha e da criançinhas com café com leite já foi.

  13. oh palavrex! se em vez de passares o dia na bloga a destilar socrates fosses trabalhar talvez não fosse necessário publicitares a tua mulher e as tuas filhas

  14. PALAVROSSAVRVS REX, tens repetido que sou, ou fui, assessor de Sócrates, e que ganhei, ou ganho, dinheiro para escrever neste blogue em sua defesa. Tenho duas perguntas para te fazer:

    – Como é que descobriste essa informação?

    – Quanto dinheiro é que me pagaram, ou ainda estão a pagar?

    A segunda pergunta, como calcularás, é para mim bem mais importante do que a primeira. E se souberes onde esse dinheiro está guardado, ainda melhor.

  15. À ganda Jaquim, és o maior, e atão a fazer análises pareces a minha tia Balbina, no tempo dela é que era bom, meia sardinha em meio papo-seco consoante a senha de refeição.
    Mas olha lá ó Rex, não te estás a esquecer do Cavaco, é que foi no tempo dele que vieram os dinheiros de Bruxelas, foi no tempo dele que deram cabo da industria, foi no tempo dele que pagaram para largar a agricultura, foi no tempo dele que acabaram com as pescas, é que ele esteve lá 10 anos ou esqueceste-te. Sabes por acaso onde foi aplicado o dinheiro que era para modernizar o país? Sabes por acaso onde está o dinheiro que te estão a roubar para pagar o buraco do BPN?

  16. Uma citação realmente de gargalhada, sobretudo para quem se lembrar das passagens da ministra pelas entrevistas do Crespo, nos tempos mais intensos da caça ao homem. Mas o mais interessante de tudo são os transes de alucinação histérica que a sugestão de presença — mesmo fantasmática — do Grande Satã continua a despoletar nalguns comentadores, agora, ao que parece, como uma espécie de catarse frente ao coelhismo castigador que lhes vai ao bolso. Chamem o Freud, depressa!

  17. Val: “Para palavras loucas, orelhas moucas…” Não vale a pena ler comentários de “gente tão proletária”. Quanto àquelas outras da ex-mulher do banqueiro monárquico, convém recordar as constantes provocações que ela fazia quando era comentadora do “Conselho Superior” da Antena 1, para nos apercebermos que, como diz o povo: “quem com ferros mata… com ferros morre…”. E ainda deve ser muito pouco o que ela tem ouvido, porque nestes meses todos não se tem notado a sua presença, por isso, ela própria se resguarda.

  18. PALAVROSSAVRVS REX , acaso serás um daqueles boys que quando mudou o governo ( para PS ) ficou sem o tachinho ? É que tanto veneno quase dá para jurar que ficaste a arder com o alto cargozinho que tinhas numa qualquer acessoria.Ninguém se dá ao trabalho de destilar tamanha verborreia se não tiver sido directamente afectado pelo Socrates. E á bruta.
    Para além disso, lê lá o que a senhora ministra diz acima, transcrito pelo Val, e ve lá se segues o exemplo, tá?

  19. Rex, nunca escondeste que eras o Joaquim Carlos Santos? Então, Joaquim, por favor, TRATA-TE, desintoxica-te, faz qualquer coisa. Desabafa no teu blogue. Cheiras mal da boca, dos dedos, do cérebro.Ficas contente por teres atenção. Então toma lá um bocadinho e desampara.

    Cito a tua modesta frase (esquizóide, meu é o que és): “Só te não posso respeitar porque te não respeitas a inteligência”

    P.S. Já agora revelo, aliás nunca o escondi, que o meu nome é Lúcia do Céu

  20. Gato, o estupidossauro nunca trabalhou na puta da vida. É um mentecapto, nem para vender bicas serve. Alguém lhe paga a banda larga e, como tempo não lhe falta, vem para aqui exibir atraso mental em maiúsculas.

  21. Deduzo, pelas palavras da srª ministra da Justiça, que realmente tanto tem feito pela mesma, que o que nos está a dizer é que defende a demissão do governo. Valente, a gaja.

  22. eu cá não sou de intrigas, mas este título é de todo muito ambiguamente val parecido

    Seguro tem de tapar buraco de Sócrates

    10 Novembro
    Por:Paulo Pinto Mascarenhas

    Pedro Passos Coelho e António José Seguro estão unidos por uma fatalidade: ambos têm de tapar os buracos de José Sócrates. Se Passos recebeu o buraco das contas públicas, Seguro herdou as dívidas do PS, que incluem “brindes e outras ofertas” de mais de 600 mil euros durante a campanha eleitoral. Em plena crise financeira, o novo líder do PS recebeu uma factura do Sr. Engenheiro Independente no valor de 4 132 885,75 €.
    No Largo do Rato, fala-se também com algum azedume do último congresso unanimista de Sócrates, em Abril, que se diz ter custado mais de 1 milhão de euros. Mas a revelação das despesas em “brindes e outras ofertas”, em que o PS gastou quase seis vezes mais do que o PSD, fazem lembrar outras histórias passadas.
    Muitos recordam as mais de duas centenas de paquistaneses, indianos e africanos que andavam sempre de saquinho na mão durante os comícios do Sr. Engenheiro Independente, percorrendo o País em autocarros fretados. Além de uma bela merenda grátis, recebiam ainda outras recordações cor-de-rosa.
    Os imigrantes da Índia e do Paquistão estiveram nos comícios em Beja, Coimbra e Évora, onde deram nas vistas ao exibir os seus turbantes. Até à porta da RTP, no dia do debate com Passos Coelho, lá apareceram de bandeiras em punho.
    Agora, como dizem as más-línguas, chegou a vez de Seguro pagar os custos da emigração de… Sócrates.

  23. Se a direita e os direitolas, artolas& filhos da puta, estivessem confiantes na merda que têm à frente da desgovernação, não andariam tão preocupados com Sócrates.

  24. de manhã fugiram 15 malucos do manicómio , à noite os guardas já tinham apanhado uns 500 . parece que uns tantos foi aqui.

  25. Ena, tanta gente só com olhos para mim. Adoro atenção.

    Quanto às tuas perguntas, Val, e relativamente à primeira, you don’t wanna know. Em relação à segunda, estou a tentar descobrir, mas não tens sido muito cooperante.

  26. PALAVROSSAVRVS REX, não respondeste. Mas o facto é que repetes essa informação. Isso leva-me para duas possibilidades, e só duas:

    – És um imbecil que papa qualquer atoarda, especialmente aquelas que são preparadas pelos ranhosos para consumo dos imbecis.

    – És um ranhoso, mentindo, difamando e caluniando da forma mais imbecil possível.

    Como vês, a tua ausência de resposta conduz sempre ao mesmo resultado: não valerá a pena perder mais tempo contigo caso não expliques como te apareceu no maltratado bestunto essa ideia de que me estão a dever dinheiro (e muito, espero) pelo facto de escrever num blogue.

  27. oh rex! como ninguém visita o teu blogue tens necessidade de vir aqui provocar as atenções que tanto adoras e que justificam a tua existência e aparente subsistência das tuas rexinas e rexona.

  28. Rex, se adoras atenção, vais tê-la. Explica lá isso, faz-te homem. Eu não tenho nada a ver com nada, aqui. Só adoro dar atenção a quem a merece e deseja, como tu.

  29. Por falar em perdas de tempo do Val comigo, imbecilizando-se na insistência nervosa em imbecilizar-me, Sócrates, mau carácter, mal educado e devastador, é digno da prisão e do látego. Não se lhe pode poupar as costas: um criminoso e um coveiro das multidões não pode escapar sem castigo. Esqueçam o Freud. Chamem é o Jung, depressa, para acalmar os incansáveis amantes e brochistas do Primadonna, como o Val-Gueixa, hermafródita para todo o serviço passento das Gueixas do marketing e da peta assessora.

    Val, sei o suficiente para te pôr nervoso e obrigar-te a explicações insultuosas a partir do teu escondimento baixo e que dá para tudo. Se eu fosse Nada e o que escrevo das tuas putativas funções de proximidade e intimidade socratescas de Nada valesse, ainda que o teu silêncio te comprometesse, não te dignarias a confrontar-me.

    Vocês, os da reles e grande omertà socratista, ignoram os vossos insectos de estimação mais persistentes como eu, não é verdade?! Quanto às hienas que, em coro, por aqui te assistem nas repetições previsíveis de rebaixar, por que não vão dar banho à minhoca?!

  30. PALAVROSSAVRVS REX, esta vai ser a última vez que entro em diálogo contigo neste blogue. Talvez tu saibas tudo a respeito de toda a gente. É um bocadinho improvável mas possível quando se contemplam os mistérios da Natureza. Acontece que eu também fiquei a saber algo a teu respeito quando te perguntei pela fonte das tuas declarações sobre mim: és um mentiroso, um difamador e um caluniador. Alegas que me dás importância porque estaria ao serviço do alvo do teu ódio demente, mas nem sequer és capaz de explicar como é que tal cenário foi parar à tua estragada mioleira. Aqui entre nós que ninguém nos lê, acho que andas a precisar de voltar a tomar o xarope.

    Entretanto, o teu estatuto para mim passa a ser o de sujidade. A partir deste dia e desta hora, todos os teus comentários que contiverem sequer um insulto seja a quem for e ao que for serão eliminados ainda antes de serem publicados. Se, mesmo assim, insistires em gastar o teu tempinho comigo com a tua imbecilidade ranhosa, garanto-te que te vais cansar primeiro do que eu.

  31. Rex, fala, homem. És palavroso que baste, vens com o freud e o jung, etc, sabes palavras comó caraças e inventas outras tantas, mas do que interessa, nada. Diz lá o que sabes, caraças.

  32. Val, epá, desculpa lá estar outra vez a pôr as mãos na lama, mas publica os comentários do Rex. A sério. São o melhor testemunho do ódio demente e das pobrezas de espírito que envenenaram este país.

    Estúpidos como cargas de lenha, manipulados como os varões do metro, mas que se julgam a luz cristalina da verdade. Quanto mais se puder ver como a psicopatia até a puta da sintaxe das frases consegue impregnar, mais conscientes se tornam as pessoas de bem.

    De resto, peço aos outros leitores que não insultem. Não liguem. Deixem-nos falar e tenham pena.

  33. Gonçalo, os seus comentários serão publicados se não contiverem insultos seja a quem e ao que for. Esta foi a consequência da investigação que fiz às suas afirmações a meu respeito. Como estamos perante um caluniador lunático, só voltaremos a ter o Rex por aqui com açaimo. Se gostas de o ler, sabes bem onde deves ir, até porque o bicharoco tem o resto da Internet toda por conta dele.

  34. Já li o suficiente para saber que dali já não vem nada. Como te disse, até a sintaxe do homem transpira esquizofrenia. A Caixa alta, o léxico, a sobreadjectivação, os pseudo-barrocos… tudo traduções do mundo de fantasia onde o homezinho se abriga.

    Compreendo que não queiras pactuar com isto, na tua casa. Mas, continuo a dizer-te que tipos como ele são úteis: assim se vê de que argumentos vive esta canalha (do qual o tipo será, admito, uma hiperbole, mas que ilustra bem os níveis irracionais a que chegou o debat… a chafurdice).

  35. Mas ele escreveu à-vontade por aqui durante meses e meses. O que alterou o seu estatuto foi a forma como respondeu às minhas perguntas. A partir daí, posto que estava em causa uma calúnia que me envolvia ao ponto de a poder desmascarar, ele só tinha dois caminhos. E escolheu o da pulhice.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.