25 thoughts on “Fodido”

  1. ah sim , claro , a mediocridade do socrates nao tem par !!! ninguem lhe faz concorrencia de facto. mas so o valupi para fazer concursos de mediocridade. balha-me deus…

  2. É por isso que eles – quer militem nas esquerdas “revolucionárias”, quer
    nas direitas “bcbg” – se “mordem” todos na ânsia de ver este Primeiro Ministro partir…!Reparem que não é querer derrotá-lo. É que ele saia de cena…!
    Esquecem-se de um PEQUENO pormenor : JOSÉ SÓCRATES FOI O ESCOLHIDO PELA MAIORIA DOS PORTUGUESES NAS ÚLTIMAS ELEIÇÕES !!! E só não foi por maioria absoluta porque os tais mediocres, com a colaboração de toda a comunicação social, inventaram patranhas tais que conseguiram infiltrar dúvidas em parte da população menos atenta aos “jogos da conspiração”.

    Mas também os há no PS: porque uma coisa é a discussão aberta e sem limites de temas entre todos os que se sentem socialistas. Outra coisa é a insistência com que alguns membros do partido sobem à cena pública para criticarem as medidas do Governo, evidenciando um desejo de serem candidatos ao “pós-Sócrates”!

  3. Como é que pode ter concorrencia um dos responsáveis máximos da governação mais dinâmicos da história portuguesa? Mas isso é verdade? Os factos falarão por si, porque são estes que a história registará e não as homilias dominicais dos mercelos pequeninos, insignificantes, invejosos, mentirosos, inventores de factos. Para a história também vai ficar a raiva dos merdosos, iguais aos de sempre, a bater, impotente, contra o rochedo da vontade indómita de seguir em frente, contra os temores ancestrais da “novidade” ou mesquinhos interesses da paróquia dos caciques.

  4. Senhor Valupi,

    Então isso diz-se? Olhe lá uma coisa! Foder é bom, logo fodido também tem que se r bom. Quando se é bem fodido, o resultado é excelente, melhor que aplicação de botox.

    Portanto, acho que o meu querido amigo devia usar outra expressão, por exemplo, «tramado». Sendo a língua portuguesa um manancial de expressões com múltiplos significados, ainda assim, temos que cuidar de não ofender o vocabulário que em sentido próprio, na verdade único significa algo que de tão bom que é, todos os animais gostam de fazer.

    Sócrates já anda a morder nele há muito tempo, só que anda não percebeu. Deslumbramentos, como o Sol, que nos cega se olharmos para ele.

  5. Uma grata surpresa, pensei que pessoas como este Valupi já não existiam, afinal existem e este é dos gordos, no tempo do Estalin eram menos elegantes, este é um belo exemplar de mordomo de casaca e calças de listas.

  6. Já agora, aproveitando o título do post, este comentário de Edward Hugh:

    As I suggested in an earlier post, the big surprise this week could be if Portugal gets a bail-out along with Ireland. This would make sense, since if they don’t, simply taking Ireland out of the firing line would only lead to a very rapid build up of pressure on Portugal. So it would be a kind of schock & awe tactic. …The downside would be that this would then leave Spain directly in the firing line (with Italy being drawn in in the slipstream – the Italian spread seems now to move in lockstep behind the Spanish one). Undoubtedly a few months of peace could be bought, but in the next round of the crisis Spain would then emerge, and that time the stakes would become very high indeed, almost all or nothing.

    Começo a convencer-me nós somos um mero aperitivo antes do ataque ao porta-aviões…

  7. Por causa desta do «fodido» até já estou a ler, num post anterior, «ou fode». Sinal dos tempos: tudo resvala para a sarjeta. Estamos quase a ficar jornalistas ou comentadores do plano inclinado. Neste, chega-se mesmo ao ponto de arrear as calças para cagar à frente de toda a gente. Que vergonha!

  8. Tens razão Val,
    mas deves ter em conta que a concorrencia é muito fraquinha. Afinal, qualquer tresmalhado (gajo minimamente digno) que andasse pelo ps, saiu assim que o socras entrou.

  9. Valupi, o grande drama deste País está em pôr professores e procuradores na ordem.
    Será que algum dia se consegue ?
    Até lá não vale a pena.
    Obrigado
    Jnascimento

  10. Claro está que este último «Ideias» não é o primeiro Ideias. Quer ficar com o nick, fique. Não há problema. Vou escolher um outro. Fique bem. Já agora espero que tenha sido bem fodido e não tenha pago para isso. Mas a avaliar pelo «oops», ficou com o tamanho da moeda do euro!

  11. Em Portugal há letrados muito analfabrutos. Também os há que têm os dedinhos afanados de tanto tirarem ideias da net.

  12. Não vi até hoje nada que melhor defina José Sócrates: “Não é só muito melhor do que a concorrência, É TAMBÉM O CARRASCO DA SUA MEDIOCRIDADE”. Ninguém gosta de carrascos. É por isso aqui, nesta profunda e magistral síntese que radica o ódio, verdadeiro ódio que lhe dedicam. Assassiná-lo-iam físicamente se pudessem e ainda fosse tempo dessas coisas. Não o sendo, não hesitam cobardemente e de acordo com o que lhes está na massa do sangue no mais torpe assassinato de carácter.

  13. «E ainda fosse tempo dessas coisas»? Mas desde qando é que é tempo de assassinar alguém?

    Quanto a Sócrates, não há dúvida que anda no labirinto e não encontra a saída. se ele fosse amigo de Portugal, já se tinha demitido há muito. Com muitos atrás dele, não descurando de Cavaco.

  14. que conversa da treta. o siocras não presta. aposto que lhe perguntava de que viviam os fenicios ou lhe pedia para tirar os parentesis numa qualquer operação matemática e ele não sabia. duvido que saiba a regra do 3 simples , até. óu o que seja o mínimo denomidador comum , que é do que trata o post.
    contentaste com o mínimo , V? eu não.

  15. A mediocridade, os mediocres, sempre usaram o truque da descredibilização pela suspeita de carácter daqueles que sobressaiem pela capacidade, pela intuição, pela acção, pela inovação, pela coragem de lutar e mudar, em suma, por uma visão e vontade genética que nos lideres se chama carisma.
    Na antiguidade os mediocres serviam-se da acusação de blasfémia. Foi assim contra Sócrates e foi assim contra Péricles por três vezes.
    Alguém se lembra do nome dos mediocres acusadores, hoje? As pátrias desses desgraçados acusadores até esconde, por vergonha, dos seus manuais históricos os nomes de tão medonha e nefasta gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.