Fenómenos do entroncamento

Desde 5 de Junho de 2011 que o Presidente da República deixou de considerar urgente, sequer necessário, aquilo do falar verdade aos portugueses. Não lhe voltámos a ouvir tais pedidos lancinantes, o que causa naturais interrogações. Será esse silêncio o resultado de mais um daqueles cortes no serviço público despesista impostos pela tal austeridade laranja que nos está a salvar dos anos em que consumimos irresponsavelmente verdades luxuosas que não trabalhávamos o suficiente para conseguir pagar?

2 thoughts on “Fenómenos do entroncamento”

  1. Forçar a resignação já! Antes que o desastre se torne irremediável.
    Com este presidente da República o buraco não vai parar de ser escavado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.