2 thoughts on “Feeling Good”

  1. Rita, gosto muito. A tua obra é ímpar, um hino à delicadeza como força motriz e sentido da vida. Ficamos sempre a pedir mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.