8 thoughts on “Exactissimamente”

  1. Vai mal e muito mal. Outra coisa não seria de esperar. Com um líder cinzentão, sem chama nem projeto, que é visto pela generalidade da população, como a face da mesma moeda, em relação a Passos Coelho, pois a origem é a mesma, fez o seu tirocínio para o poder, conspirando recatadamente. aguardando que o poder lhe caísse no regaço. Como em tempos disse Mário Soares em relação a Victor Constâncio “as galinhas não voam” e eu acrescento “as águias não caçam moscas”. Mas é o que o PS tem para apresentar aos eleitores.

  2. Mas quem é que pode dar crédito ás sondagens da Eurosondagem não se recordam das Vitorias “folgadas” de João Soares sobre Santana Lopes, de Edite Estrela sobre o Seara, de Fernando Gomes sobre o Rio, etc etc etc ,

    Na noite de 29 de Setembro lá vamos ter estes mestres a repetirem o que dizem sempre,

    ” Houve factores com que não contávamos”

    Pois , o facto de todos o candidatos apoiados pelo governo, JÀ ERAM….

  3. Mas, qual é a pressa? Se em dois anos não foi possível apresentar um esboço
    de programa de governo que possa concitar o apoio da maioria dos portugueses!
    Infelizmente, no PS tende-se a fazer a política pequenina, não dos verdadeiros in-
    teresses dos potenciais eleitores que, estão para lá das tricas internas do partido!
    Para além dos casos já citados, temos Cascais, Matozinhos, Alcácer do Sal, etc., etc.,
    onde vão buscar figuras que já deviam estar em arquivo histórico … é brincar com
    assuntos sérios, a aposta será em candidaturas verdadeiramente independentes!!!

  4. temos que admitir,s que há portugueses contententes com este governo.há milhares de pequenas e media empresas a passar mal “por culpa dos socialistas” e satisfeitos com todas as medidas levadas a cabo no campo laboral por este governo: mais facilidade no despedimento, horas extras a um custo mais baixo,supressão de feriados e fundos de desemprego mais curtos no tempo etc etc. por favor não façam de seguro nenhum estupido,pois isso era passar uma certidao de incompetentes a quem o conhece há muitos anos e a ele não se opos nem teceu quaisquer comentarios desfavoraveis à sua candidatura.a minha leitura é que muitos de nós não gostam dele por causa do seu comportamento face ao governo anterior, a narrativa de que foi o ps que nos levou à bancarrota tanta vezes repetida passou a ser verdade e por ultimo,muitos dos nossos pobres graças ao apoio dos portugueses,estão a viver melhor do que antes,dado o aumento da solidariedade.para dar a volta o ps,tem que destruir com todo o vigor a narrativa da direita. faze-lo por escrito aos eleitores e em todos os meios de comunicaçao onde intervenham. ponham os deputados e autarcas a trabalhar nas suas regioes,para invertemos o desastre que se avizinha,para o ps e para os portugueses em geral. seguro tem responsabilidades no desastre? tem e muitas,porque o odio a socrates o cegou!

  5. “Mas, em qualquer caso, são utilizadas pelos eleitores para punir governos cujas políticas contestam” Há pouquíssimas autarquias onde isto se verifica. Talvez nas mais desenvolvidas, mas, na grande maioria, a governação do país não costuma ter grande influência nas votações.

  6. Ó amigo nuno cm,

    o Seguro tem responsabilidades no desastre, mas os maiores responsáveis são os atuais militantes do PS, que votaram esmagadoramente por ele, ou seja, na auto-destruição do seu próprio Partido!

    O PS com Seguro não só não tem Futuro, como os seus militantes já não têm emenda.

    Haja a coragem de romper de vez com esta caricatura do que foi o Partido Socialista de Mário Soares, Salgado Zenha, Sottomayor Cardia, Henrique de Barros, Vasco da Gama Fernandes, António Arnaut, Raúl Rego e tantos outros e que os herdeiros dos valores republicanos, sociais-democratas, da Liberdade e da Democracia criem um novo Partido de Esquerda que devolva a esperança a todos nós que nos revemos nesses ideias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.