11 thoughts on “Exactissimamente”

  1. quantos cidadão negros e ciganos morreram às mãos da policia em Portugal ? deve ser efeito da coca, vê tudo a centuplicar, no mínimo. só me lembro de um puto que foi levado para um assalto pelo pai lelo.

    quantos cidadãos, de qualquer cor, forma mortos por negros e ciganos em Portugal ? só na semana passada marchou um negro com 23 anos , assassinado por outros negros. no seixal.. rixas entre a ciganada é a mato, logo, vai dar dar banho ao cão, mamanãodou.

  2. Miseravel comentario, o do magistrado, bem digno dum miseravel pais de yos. “Não mataram ninguém”, diz a alimaria, portanto o que lhes pode fazer uma coça de vez em quando ? Até é saudavel, não é. Aposto que o triste do yo não é negro, nem cigano, nem mulher. O 25 de Abril foi um erro. Era para ter acontecido noutro pais. Na realidade, os Portugas vivem muito bem com o fascismo. Alias, quarenta e tal anos sem ele e muitos, tal como o yo, ja não se aguentam.

    Que tristeza, foda-se.

    Boas

  3. ó homem, acalme-se. até sou mulher e de uma nacionalidade odiada, mas odiada, pelos portugueses, portanto…não estou nem aí.
    agora, insinuar números sem especificar, sem dar fontes , eu não aceito. quero saber, preto no branco, quantos ciganos e negros a psp e gnr mataram, e o que estavam a fazer essas pessoas que foram mortas. penso que é normal. as pessoas precisam de dados correctos para perceber um problema , não é com divagações politicamente correctas e choradinhos comuns.
    mais, é ir à Lusíada ver os miúdos das Palop todos atinadinhos, a estudar , educados, para perceber que o problema não é racismo é comportamentismo… e delinquência e carreira de delinquente .

  4. Qual numeros, qual carapuça ! O teu raciocinio é que esta mal, oh parvalhão. Existe crime, logo a policia bater é um mal menor, é isso ? Trata mas é de procurar saber o que é o Estado de Direito. Até para ficares a perceber que, se calhar, das-te mal com ele e que esta na altura de te mudares para um pais autoritario. Infelizmente (para os que la moram e que não podem fugir), ainda tens muito por onde escolher…

    Boas

  5. num país autoritário estou eu a morar…o estado regula a minha vidinha toda, com mão de ferro e multas e coimas, até já nem sal posso por à vontade.
    bater não é um mal menor,claro, mas a policia não bate também em brancos? falem de violência policial no geral, non? só o pretinho e o cigano é que levam ? ou só o pretinho e o cigano são dignos de dó ? santa paciência.
    e duvido muito que cigano leve, acredito mais que dê.

  6. Mas o pretinho leva mais, porque Portugal, para além de continuar a ser um pais autoritario, apesar do 25 de Abril (principalmente por causa de tristes como tu), continua a ser um pais racista. Não so racista, mas orgulhoso de ser racista, e desinibido,, como provam os teus comentarios miseraveis.

    Podes continuar a javardar à vontade, que a minha vida não é isto. Agora para convencer quem quer que seja que o que dizes tem nexo, e que não és um racista e um fascista de primeira, ja vais tarde.

    Azar…

    Boas

  7. Ó joão Viegas, és branco? também és dos que gostam de andar com os pretinhos ao colo?

    Olha que eles não gostam de colo, já são grandinhos, e podem fazer-te xixi no colo!

    Eles já sabem andar pelo seu pé.

  8. Os mercenários de ódio-económico, do presente, são iguais aos do passado: não podem ver um povo autóctone a viver pacatamente no planeta.
    .
    Se estivessem a ser feitos investimentos em caravelas, a esta hora os mercenários de ódio-económico estariam a reivindicar que era necessário a existência duma escravatura (nota: de facto, hoje em dia a realidade não é muito diferente: por todo o planeta existem investimentos a ser rentabilizados… através da utilização de mão-de-obra semi-escrava)
    .
    —»»» Para que o planeta Terra seja um planeta aonde povos autóctones possam viver e prosperar ao seu ritmo: URGE TRABALHAR PARA O SEPARATISMO-50-50.
    .
    Ou seja:
    – Todos Diferentes, Todos Iguais… isto é: todas as Identidades Autóctones devem possuir o Direito de ter o SEU espaço no planeta —» INCLUSIVE as de rendimento demográfico mais baixo, INCLUSIVE as economicamente menos rentáveis.
    .
    .
    Nota 1: Os ‘globalization-lovers’, UE-lovers. smartphone-lovers (i.e., os indiferentes para com as questões políticas), etc, que fiquem na sua… desde que respeitem os Direitos dos outros… e vice-versa.
    -»»» blog http://separatismo–50–50.blogspot.com/.
    .
    Nota 2: Os Separatistas-50-50 não são fundamentalistas: leia-se, para os separatistas-50-50 devem ser considerados nativos todas as pessoas que valorizam mais a sua condição ‘nativo’, do que a sua condição ‘globalization-lover’.
    .
    .
    .
    .
    P.S.
    A situação actual dos africanos não é difícil de entender: no passado foram utilizados como escravos… mas também foram… utilizados como instrumento de substituição populacional de povos autóctones.
    Hoje em dia (embora existam excepções à regra) os africanos estão ao lado daqueles que querem rentabilizar investimentos recorrendo a mão-de-obra servil de baixo custo… e… juntamente com os investidores, os africanos (muito frequentemente) destilam desprezo/intolerância para com qualquer povo autóctone que queira sobreviver pacatamente no planeta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.