Exactissimamente

«E, para fechar a lista dos derrotados com a eleição de Mário Centeno, há um autoderrotado absolutamente incompreensível: Marcelo Rebelo de Sousa. De facto, desde a primeira hora em que a possibilidade se tornou real (ao contrário do que alguns, soberbamente, ridicularizaram), o Presidente não escondeu toda a sua animosidade à ideia. E, mesmo sabendo nós que o seu espírito analítico viaja várias galáxias à frente do nosso, não ignorando que o homem nunca dorme em serviço nem fora dele, é difícil, para não dizer impossível, entender tanto mal-estar. Terá Marcelo medo ou ciúmes do prestígio internacional do Governo? Terá achado que era altura de dar uma mão aos derrotados da direita, mesmo que para isso se tenha encostado à posição da extrema-esquerda? Francamente, não sei e não entendo.»


Miguel Sousa Tavares

9 thoughts on “Exactissimamente”

  1. Leiam também o Jumento. É tão, mas tão evidente.
    Agora é “só” arranjar um candidato decente a PR para desalojar este tasqueiro … vejam lá isso …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *