23 thoughts on “Exactissimamente”

  1. Pois é ! Mas para este efeito as figuras gradas do mediatismo luso não organizam sessões públicas! São como a minha vizinha, que é sócia destacada de todas as organizações ambientalistas que se possa imaginar, mas que nunca se lembra de levar sacos usados quando vai às compras.

  2. Off topic, Val. Sabes se alguém no Aspirina B está a escrever três posts sobre a estratégia de comunicação utilizada pelo José Sócrates durante as suas três-3-três intervenções em directo nas TV’s aquando da jornada vespertina no túnel do Marão?

  3. … eu por mim gostei especialmente daquela frase longamente pensada e troantemente proferida em que José Sócrates disse hoje que «Portugal se está a encontrar finalmente consigo próprio», fogo.

    É certo que ela tem algo de Torga, depois do seu eterno retorno às origens e do prazer de caminhar por entre as fragas. No entanto, presumo que o Valupi não deixará de estar de acordo, o convidado do actual PM António Costa pensou como sempre longe ou muito longe.

    Não como na viagem de Jacinto ou com a torpeza de Eça para encontrar em Tormes um país rural que ainda não fora corrompido pela civilização europeia, mas uma frase e peras (!) que bem poderia ter sido influenciada pelas leituras obrigatórias de Eduardo Lourenço. Mais, de deslumbramento e com óbvias ressonâncias nas cartas de Pedro Álvares Cabral, de Vasco da Gama e mesmo de Diogo Cam quando Portugal era um dos campeões dos mares.

    Enfim, não sendo um especialista em Marcelismos (no Ipsilon há uma excelente opinião de António Guerreiro sobre o kitsch do seu discurso de posse, a propósito), o melhor que encontrei assim de repente foi uma citação de um ex-PR… e dos bons, já agora.

    «Portugal fez do mar, o caminho para se encontrar consigo próprio, com os outros, com o Mundo.» – Jorge Sampaio, na inauguração da Expo’ 98.

  4. … eu por mim gostei especialmente daquela frase longamente pensada e troantemente proferida em que passólas de massamólas disse hoje que “Mesmo que eu fosse primeiro-ministro, coisa que hoje não sou, e a obra fosse inaugurada amanhã, eu não estaria lá. Porque nunca estive em nenhuma obra de inauguração enquanto fui primeiro-ministro, nem de estradas, nem de autoestradas, nem de pontes, nem de coisa nenhuma.”

  5. Que falta nos faz José Sócrates.
    Só Ele para nos passar a força de sermos maiores e visionários.
    Foi bom lembrar a sua prática democrática e elegante de convidar políticos que passavam pelas obras inauguradas.
    Foi um grande Primeiro Ministro. Um reformador que modernizou o País.
    Sabe bem do necessário impulso das Obras Públicas neste pequeno Estado de anémicos empreendedores e gulosos merceeiros.

    São os ódios de inveja dos anões da Nação que o perseguem.

    Hora de relembrar a vida e obra de outro grande Estadista que gerou invejas e ódios.
    – Marquês de Pombal.
    O tal, que no Século XVIII nos garantia que a Avenida da Liberdade se tornaria pequena.

    O Dr. Costa não brilha assim mas sabe fazer as coisas. Começo a acreditar forte.

    O outro, o cherne, amigo do tal que não inaugura porque nada fez continua vendido ganhando a vida lá fora recomendando agradecimentos à europa dos tecnocratas o Túnel do Marão.
    Percebemos :
    – São agradecimentos pelo tradicional emprego americano aos políticos que prestam serviços aos interesses que não nos interessam .

    Gostava de ter a lista dos avençados do poder em moeda estrangeira ou euros mal terminam os mandatos?

    O mãnhas não se interessa por isso.
    É mais escabroso estudar em Paris e usar casa de amigo sobretudo, se for Grande, inteligente e distante da corja.

  6. O Massamolas não teria inaugurado nada porque não fez nada … oh whait … mas ele inaugurou, inaugurou, …depois de ter deixado de ser PM ele até inaugurou pela 2ª vez uma escola que já tinha inaugurado antes.

    José Sócrates em GRANDE.
    A “malhar” na Direita e no Massamolas que deu gosto.
    Até o cherne deu um salto mortal e se estatelou ao comprido !

  7. Quanto ao assunto deste post …

    É bem que agora obriguem o MP a acusar com as provas que tinham até 15 de Abril de 2015, porque a partir daí tudo o que foi recolhido é nulo.
    Mas não deve ter problema nenhum, pois não ?
    Afinal eles prenderam um Ex-PM, chutaram o homem para dentro de uma cadeia, humilharam-no, fizeram dele saco de boxe, porque tinham “provas irrefutáveis”.
    Pois agora vão ter oportunidade de as mostrar ou então vão ter de assumir a canalhice e explicar que não vão a jogo porque como disse o tal juiz … “estão de mãos vazias”, “o processo é um saco de vento” …
    Ora bem.

  8. Esta criatura que se rebola pela tv pública em mesas de palpites do ódio prós e contras da treta mete muito medo.
    Convidada (paga imagino) para “debates” onde bovinos jornalistas esquecidos do contraditório ouvem a mais miserável linguagem de ódio contra o Ex. Primeiro Ministro José Sócrates vomitada sem interrupção ou tempo limite.
    A tv dita pública ao serviço da calúnia orquestrada dá o tom.

    Esta criatura faz o número diabólico da liberdade opinativa que tresanda a ódio e a define como elemento importante e indispensável na matilha que quer sangue jorrado.

    É verdade Jasmin tem razão José Sócrates corre perigo físico.
    Esta megera diz claramente que se o ministério público como era suposto, não conseguir destruir a imagem do Homem, mesmo com a prisão em antena aberta e o encerramento em Évora a coisa tem que ser resolvida.

    Depois é evidente o medo desta irmã de Drácula.
    José Sócrates alho-e-cruz dos vampiros em desnorte vai ganhando espaço natural para defesa duma acusação fabricada com pés de barro.
    A megera diz claramente que foram retirados da justiça os elementos encarregues de o destruir por outros que dão provimento ao que é correcto.

    Como fica a nu a intenção objectiva de destruir o Ex. Primeiro Ministro José Sócrates imediatamente denunciada pelo Corajoso Ex. Presidente da República Dr. Mário Mário Soares à porta do presídio da ignomínia.
    Qual o grupo servido por esta sibilina criatura descomposta pelo ódio?
    Quais os poderes ocultos de que fala José Sócrates garantem fórum assíduo e espaço ilimitado em pasquim do ódio a esta serventuária do pior e mais negro extremismo?

    Cada vez que José Sócrates mostra sua classe e competência de comunicação lembrando obra de vulto, as feras rosnam mostram os dentes e exibem lombos de pelos arrepiados atacando tresloucadas.
    É DE FACTO DEMASIADO GRAVE !

  9. Jasmin, também reparei na frase, digna de antologia, da Helena Matos que referes:

    «E por fim o voto dos eleitores. Esperar que seja a justiça a resolver o problema Sócrates não só é uma péssima ideia como um risco demasiado elevado.»

    A primeira ilação a tirar, a menos de aflição disléxica grave, é que esperar que a justiça resolva um problema eleitoral é uma péssima ideia. Até aqui nada a apontar à ilustre cronista. No entanto, a esperança de que esta gente que se auto-intitula de «liberal» (na realidade não só profundamente anti-liberal e ignorante, mas de fraquíssima formação política e ainda mais fracos princípios morais), que domina os media tenha começado a perceber que a função da justiça não é a de angariar votos nem colaborar através de comportamentos criminosos em campanhas denegridoras dos seus inimigos, é depressa desmentida pela segunda óbvia ilação: a saber, a de que uma falha por parte da justiça na prossecução desse tipo de resultados é um «risco» e não um desidério. E não apenas um risco, que nesta vida alguns são de correr quando os objectivos o merecem, mas um risco «demasiado elevado»…

    Se não fosse tão elevado, vá lá, a cronista dignar-se-ia embarcar na operação (como se outra coisa não andasse a fazer há anos), mas assim é que não…

    Extraordinário. E isto não choca ninguém, num país ainda há pouco posto em polvorosa pelos media a propósito das «bofetadas» do João Soares…

  10. As minhas desculpas pelo nome errado no comentário anterior. Sou eu, mas escrevi «ue» com os cotovelos.

  11. Ó Ignatz das 20:04, desta vez entendeste o que o senhor antes de ti escreveu?
    (vá lá, não tenhas vergonha e pergunta…)

    primaveraverão das 21:05, Ele com e grande do Messias e tudo? O José foi uma espécie de Marquês de Pombal, divino, tão omnipresente que estava na sua própria sombra (a de D. José)?!

    Jasmim das 9:01, por mim é sempre um gosto ler os teus avisos ao Valupi porque contigo até a frase do advogado João Araújo sobre as idas do motorista João Perna até à fronteira ganhou agora um novo sentido. Cuidado, General Sócrates, o Elvis está vivo!!

    LOVE ON TOP, depois da jornada do Marão até o Valupi ficou embaraçado com tantas Graças em caixa alta (já não bastam as desgraças) do ministro de D. José.

  12. Jasmim, não se pode inferir a leitura que fazes daquilo que essa fanática escreveu. Quanto muito, apenas reconhecer que a potencial ambiguidade na expressão será do seu agrado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.