5 thoughts on “Exactissimamente”

  1. O Snr. Valupi desculpe-me por está imagem poder parecer algo disruptiva, mas creio que o snr. Primeiro Ministro está a chamar a atenção do Povo para o facto de parte do sucesso governativo se dever ao papel do Tribunal Constitucional.
    Mais tarde comento a questão de fundo, isto é, o texto.
    Atenção que a imagem é animada.

    http://1.bp.blogspot.com/-jZKoxD5wsrE/U_fcxsosgbI/AAAAAAAAlT8/Bg4NqBwUK-g/s1600/29e8e08dfbaadc2d97088a9e18a9f024a85b03.gif

  2. para o coelho o desemprego,não saõ pessoas mas numeros e números é com ele.´se portugal não se livra deste banha-de -cobra,somos um país com um povo de caca!

  3. Snr. Valupi estou completamento de acordo com o articulista.

    Por mais que me esforce a tentar maquilhar a realidade, dizendo

    O rico está menos pobre
    e
    O pobre está menos rico

    eu consigo convencer alguem.

    Dizia-se : novas epidemias irão chegar.

    Chegou uma epidemia que deixou o País com pessoas, umas com casas, carros, televisores e restante mobilário pessoal, mas sem emprego, outras, sem sequer emprego e nem casa para habitar.
    Uma devastação que deixa as coisas sem pessoas e as pessoas sem coisas.

    Mais valia uma bomba de neutrões.
    Essa, ao menos, mata as pessoas e deixa as coisas.

    E, desse modo, eliminava-se a dificuldade da estatística na hora de contabilizar a angústia, o drama e a frustação, ficava mais facilitada a quantificaçã dos bens imóveis, que esses são activos.

  4. Atenção ao “Estudo sobre o impacto financeiro do Programa Eleitoral do PS”, apresentado hoje por António Costa e Mário Centeno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.