23 thoughts on “Exactissimamente”

  1. Primeiro Argumento: “Falso: quem obrigou o país a recorrer ao resgate foi a coligação negativa de todas as forças políticas então na Oposição que chumbaram em março de 2011, no Parlamento, a alternativa que o Governo do PS tinha negociado com a Comissão Europeia e o Banco Central Europeu”

    Sim, primeiro conduziram o pais a falencia, depois queriam continuar a beneficiar da conivencia de todos os partidos ad eternum. 3 PECs aprovados, mentiras sucessivas e previsoes sempre erradas, e a 4a e que era de vez. Isto e como um drogado, o ultimo chuto e sempre ultimo chuto.

    Segundo argumento: Falso: “havia desde logo a alternativa de cumprir esse mesmo Memorando! O Memorando não previa nem obrigava a cortes adicionais de salários e pensões, nem ao aumento do IRS, nem à subida do IVA para a restauração”

    http://www.publico.pt/economia/memorando-da-troika-anotado

    “1.11. Reduzir as pensões acima de 1.500 euros, de acordo com as taxas progressivas aplicadas às remunerações do sector público a partir de Janeiro de 2011, com o objectivo de obter poupanças de, pelo menos, 445 milhões de euros.”

    “1.20. Redução dos benefícios e deduções fiscais em sede de IRS, com vista a obter uma receita de, pelo menos, 150 milhões de euros em 2012. ”

    “1.23. Aumentar as receitas de IVA para obter uma receita adicional de, pelo menos, 410 milhões de euros durante um ano fiscal inteiro através de:
    i.redução de isenções em sede de IVA;

    ii. transferência de categorias de bens e serviços das taxas de IVA reduzida e intermédia para taxas mais elevadas;”

    Terceiro Argumento: “Falso: Portugal ficou pior” O Costa, a UE, o FMI, a OCDE, todos dizem o contrario.

    Quarto Argumento: e o mesmo argumento, so foi repetido para ver se o pessoal estava atento e porque o Santos Silva nao gosta do numero 4 a conta do amigo capicua, o preso 44

    Quinto (quarto) Argumento: os numeros do PS nao batem certo, ja tentaram explicar pela segunda vez a magia da TSU, e a coligacao apresenta em breve o seu programa. No estrangeiro o programa expansionista do PS ja foi equiparado ao do Syriza, a divida portuguesa ja comecou a sentir o efeito Costa, os juros estao bastante mais altos desde que o Chamucas apresentou as suas ideias para o pais.

  2. eh pá! o básico é rápido no gatilho e não descola daqui nem para dar uma miginha. como estamos em guerra, é bom saber por que lutamos.

  3. O PS “luta” com as armas de sempre, usando a mentira e tentando enganar, outra vez, os Portugueses mais frageis e com menor escolaridade.

  4. “a divida portuguesa ja comecou a sentir o efeito Costa”.

    A dívida portuguesa, a dívida alemã, a dívida francesa, a dívida inglesa,… como toda a gente sabe, pelo menos desde os governos de José Sócrates, os líderes socialistas portugueses têm superpoderes capazes de, com um espirro, fazer todos os indicadores económicos e financeiros europeus evoluirem no mesmo sentido. Vai tratar-te, Básico.

  5. A converseta fascista da “verdade”, vinda dos partidos da Moderna, do BPN, do BPP, da Madeira, dos Submarinos, da Lusoponte, dos vistos Gold, do BES e mais 54 falcatruas semelhantes, e que tem como presidente um crápula que burlava fundos comunitários e burlou durante pelo menos 5 anos a Assembleia da República, o Fisco e a Segurança Social, e um PR que comprou mansões não se sabe como num condomínio privado reservado a assaltantes de bancos….. enfim é esta canalha javarda que dá cházadas de moral e bons costumes!

  6. Ó Antero, pá, então, queres continuar a beber zurrapa em vez de um vinho de colheita selecionada e uns enchidos devidamente etiquetados com a categoria portuguesa, ou francesa? Até o bolo da digestão cheira diferentemente, pá.
    Esta malta habituou-se à sardinha no pão e ao copito de três e prontos, não concebem que há outras qualidades de comezainas…

  7. Ó Básico, além de burro também és cego?
    Que diferença há na evolução das obrigações portuguesas e alemãs no último ano?

    http://data.cnbc.com/quotes/DE10Y-DE
    http://www.bloomberg.com/quote/GSPT10YR:IND

    Nos últimos anos, o único período em que deixaram de caminhar paralelas foi quando os gulosos do pote em quem vais votar, e em quem também já votei e estou muito arrependido, irresponsavelmente, sabotaram o governo em funções atirando o país para as tormentas que só as ortodoxias do FMI puderam conter.

  8. ó básico, agora deste em sociólogo. se não é o pingo doce, quem é que te paga as mentiras que mijas por aqui?

  9. Lucas não vale a pena explicares seja o que for, do outro lado está apenas e só um troglodita avençado. Os teus links é como alimentar burros a pão de ló.

  10. O Galuxo, tu, como a generalidade dos comentadores do pardieiro, sofrem de iliteracia funcional, pura e simplesmente nao conseguem perceber o que os outros escrevem.

    Assim devagarinho e como quem explica para criancas da primaria:
    “No estrangeiro o programa expansionista do PS ja foi equiparado ao do Syriza, a divida portuguesa ja comecou a sentir o efeito Costa, os juros estao bastante mais altos desde que o Chamucas apresentou as suas ideias para o pais”
    Qual e o periodo de referencia da analise? => desde que o Chamucas apresentou o programa

    Depois o link: http://o-antonio-maria.blogspot.pt/2015/05/uma-borboleta-chamada-costa.html
    Qual o periodo de referencia da analise? => desde que o Chamucas apresentou o programa

    O Galuxo do alto da sua inteligencia decide no entanto esclarecer-nos, e responde:
    ” Que diferença há na evolução das obrigações portuguesas e alemãs no último ano?”

    Portanto falha o periodo.

    Pareces tambem ter falhado a parte quantitativa, das continhas tas a ver, e pareces nao ver qualquer diferenca na evolucao das duas obrigacoes. Eu dou-te uma maozinha.

    Em 15 de Abril as obrigacoes da alemanha a 10 anos transaccionavam a 0.1%. Hoje estao a 0.98%
    Em 15 de Abril as obrigacoes de Portugal a 10 anos transaccionavam a 1.7%. Hoje estao a 2.945%.
    O diferencial que ja foi de 1.6%, e agora de cerca de 2%. Portugal que poderia ter-se financiado a menos de 1%, agora pagaria perto de 3%.

    Notas alguma diferenca, ou precisas que te empreste uma calculadora?

  11. Oops, convem corrigir o erro, sob pena de parecer um toto como a generalidade dos comentadores aqui. Digo, Portugal poderia ter-se financiado a 1.6%, e nao a 1%. Agora e 3%, sensivelmente o dobro.

  12. discurso básico, cassete dos direitolas alinhado com o discurso de merda do governo que temos e que vamos ouvir até ás eleições.

  13. E depois das eleicoes tambem… Os tempos em que o desejado, tambem conhecido pelo Messias do Martim Moniz, estava a frente das sondagens ja eram. A coisa esta empatada e cada vez que o gajo abre a boca com mais uma promessa, menores serao as probabilidades de ser eleitos. Os portugueses sao parvos, mas nao tanto.

  14. Perante a falta de argumentos, o reles ataque xenófobo. És uma caricatura de ti próprio!
    E não há nenhuma sondagem que dê o empate. Se conheces uma bota aí para a gente ver!

  15. Básico, seguindo a lógica delirante do teu romance, as taxas de juro começaram a subir desde que começaram a aparecer sondagens a tornar provável a hipótese do PS não ganhar as eleições. Já alguma vez alguém te explicou que correlação não quer dizer causalidade?
    Mas nota bem, o que as sondagens dizem claramente é que, actualmente, quem diz representar a direita tem a menor intenção de voto desde o 25 de Abril. Talvez haja muitos eleitores de direita, como eu, a pensar que esta gente, impreparada, chicaneira e anti-patriótica, de modo algum a pode representar.

  16. O Galuxo, se conseguisses acertar uma afirmacao ja nao era mau.

    1 – As primeiras sondagens que davam a coligacao empatada sao pelo menos de fevereiro passado, a divida so comecou a desvalorizar em Abril.
    2 – O que se discute e o diferencial para alemanha e nao a tendencia de desvalorizacao. Se nao consegues entender sequer a evolucao do spread, porque perder tempo a explicar o porque da divida alema estar a desvalorizar.
    3 – ainda bem que ja nao votas na direita (PSD e centro ja agora), isso so mostra que es uma pessoa de fortes conviccoes e politicamente esclarecido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.