16 thoughts on “Exactissimamente”

  1. Alto lá, «sendo que» dá muito jeito. Substitui expressões mais longas, como: “e por falar nisto”, “e já agora, ressalvo que”, “e a propósito”, “no entanto, convém precisar que”, “mas não sei se sabiam que”, etc. Não desgosto, nada tem de errado e eu uso. Penso que está para ficar.
    Há expressões bem mais absurdas. Olha esta: “Esta estrada vai ter (ou vai dar) aonde?” Dar? Ter? E esta: “Vou ter com ele às cinco”.

  2. Penélope, e não estás sozinha nessa prática. Olha o que diz o livro de estilo do Público sobre a expressão:

    http://static.publico.pt/nos/livro_estilo/nova/16s-palavras.html

    Creio é que o António Guerreiro está a criticar outra coisa, tanto que ele tem o cuidado de referir que não coloca o problema na dimensão gramatical (saber se é bem ou mal usada). O que ele está a analisar é um certo uso social da expressão – e, quiçá, como desculpa, ou degrau, ou oportunidade, para reflectir sobre a linguagem mediatizada.

  3. de 2014, temos os postes de 23/07, 21/03, 17/03, 12/02, pelo menos. há mais de outros anos, mas dá trabalho procurar e estou exausto, foi uma noite do cacete.

  4. enapa, ah, campeão, não falhas! E a tua preocupação comigo é tocante. Como é que conseguiste essa proeza? Andaste a vasculhar nas prateleiras empoeiradas de bibliotecas esquecidas?

  5. Só para dar um contexto à referência ao Livro de Estilo do Público, o que essa entrada assinala é o uso frequente e versátil da expressão. Quanto às questões de gosto (o “estilo”), isso é do domínio da liberdade dos escritores.

  6. val, ah, meu maroto, a chamar-me campeão, como se o tamanho importasse e não soubesses que com o google tudo se pode escabichar.

  7. já tenho mais um passatempo interessante. que livro tão fixe! estava a pensar que não é só a oralidade que apanha atalhos. mas, de facto, não vou muito com modas – muito menos com letras.

    (gostava muito de voltar a receber comentários do aspirina)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.