5 thoughts on “Exactissimamente”

  1. Para complementar esta análise lúcida do Porfirio, leia-se a explicação, finalmente libertada, do BCE sobre as origens da crise das dívidas soberanas. Finalmente! Mas não acredito que Assis e os homens de Seguro aproveitem a “deixa” para desmascarar a narrativa da direita. Afinal, foi essa narrativa que deu o poleiro a Seguro e aos actuais dirigentes do PS. Pior, a “troupe” de Seguro talvez tenha feito sempre a mesma leitura dos acontecimentos. Até Soares, que agora anda todo agoniado, pegou ao andor que entronizou a direita. Não me admirava muito que sucedesse ao PS o mesmo que está a suceder ao PASOK na Grécia, que vai em 3% nas intenções de voto. Não para já, claro. Se o país entrar numa trajectória semelhante à da Grécia, e o desastre está à vista, o culpado será definitivamente o PS. A narrativa mentirosa pegou fundo e, em caso de desastre, o bode expiatório fará mais falta do que nunca. A comunicação social fará o resto, a um povo encurralado na miséria. Quero estar profundamente enganada, e que estes meus sentimentos sejam delirio do desencanto. Mas olhem os bancos estrangeiros a fugir. Olhem a recessão de novo à porta.Olhem os patetas que tomaram conta do PS…

  2. E não é tão cómico-trágico ver dois iniciais apoiantes de seguro a espadeirar um com o outro nos seus blogues e respectivas caixas de comentários?
    As mesmas caixas-comentários donde me expulsaram por ser crítico de seus posts sub-repticiamente anti-Sócrates. Um foi apoiante declarado de seguro e, embora algo crítico, mantem esse apoio mesmo depois de todo um comportamento sujo face ao recém-passado do PS, o outro andou duvidoso, penso hoje, a ver no que davam ou paravam as modas e, como tudo no segurismo descambou num objectivo apoio à narrativa dos estarolas do governo, tem vindo progressivamente a atacar o segurismo por via da defesa de Sócrates.
    O Tito porfia e o Porfírio que titubiava titulariza-se agora na defesa de Sócrates. Tudo era evidente desde o princípio, pois como agora sabem notar, jamais um líder político pode ser credível junto do povo e muito menos junto dos militantes quando renega o passado-ainda-vivo do seu próprio Partido opondo-se até à própria elite mais esclarecida e competente do seu Partido.
    A continuação deste estado PS-seguro-mula-plasticina por muito mais tempo matará ou deixará um rombo no Partido irreparável.
    O PS não tem de ter medo de continuar social-democrata e posicionar-se politicamente ao centro que é onde as pessoas vivem necessariamente. E se hoje mandam e impõem os modelos os mercados não é possível que seja sempre assim e a revolta contra tal estado de coisas está larvar e pressente-se por todo lado.
    Quem não perceber isso será atirado para o lixo, o destino dos seguros do mundo.

  3. oh neves! deixa lá, não foste só tu a ser corrido, tudo o que possa pôr a careca do porfírio ao léu é censurado. ontém quando vi este link pensei linkar outros postes da mesma adega, mas das colheitas 2010/11, tem lá uma pomada especial ao passos coelho, cujo rótulo “o sócrates do psd” é uma ode à bebedeira que hoje vivemos. aí vai a amostra, se procurarem encontram mais.
    http://maquinaespeculativa.blogspot.pt/2010/03/o-socrates-do-psd.html

  4. ignatz,
    E são estes bandalhos que, logo que Mário Soares, diz algo mais duro com total intuição e razão política actual e especialmente futura, veem imediatamente levantar dúvidas e escarafunchar na merda que são e produzem armados em guardiões da democracia.
    Não passam de guardiões do oportunismo sempre à espreita de serem assinalados no bloco de notas do poder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.