2 thoughts on “Exactissimamente”

  1. Não é inteiramente verdade. Mas sê-lo-a se todos os políticos se renderem incondicionalmente (como está a acontecer) ao novo poder, o tal que “emigrou” e agora não conhece fronteiras. Precisa-se, urgentemente de políticos heróis a que arrisquem a vida. Não estou a ver nenhum. Nem têm obrigação de o fazer. Assim, vai continuar a descrença completa nos políticos.

  2. As condições serão tais que mesmo os inermes imporão uma saída da asfixia. A menos que deixemos tudo ser regido com os rigores de Dachau ou Treblinka . Aí a História repetir-se-à,uma derradeira farsa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.