2 thoughts on “Exactissimamente”

  1. “À banalidade do mal não será ousado associar a banalidade da mentira.” Não é ousado, é inerente. A força motriz do mal é a mentira. A verdade é que nunca faz mal a ninguém, mesmo quando parece que sim. È, por assim dizer, o bem absoluto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.