este nojo vai ficar aqui disponível anos e anos

No dia em que o país era confrontado com estes números: Orçamento 09, versão 05 (Jan 2010): Deficit de 9,3% do PIB o primeiro-ministro e dois ministros dedicavam o seu tempo e as suas preocupações não ao orçamento muito menos às implicações desse orçamento na vida dos portugueses. O que estava em causa era a única coisa que preocupa esta oligarquia: o que se diz deles. Agora os milicianos que têm por aí tentam desvalorizar o Mário Crespo. Mas quem dedicou parte do dia da apresentação do orçamento a falar do Mário Crespo foi o primeiro-ministro: «Terça-feira dia 26 de Janeiro. Dia de Orçamento. O Primeiro-ministro José Sócrates, o Ministro de Estado Pedro Silva Pereira, o Ministro de Assuntos Parlamentares, Jorge Lacão e um executivo de televisão encontraram-se à hora do almoço no restaurante de um hotel em Lisboa.» – A isto chama-se gente sem vergonha.

Helena Matos

*

E a isto, chama-se o quê?

16 thoughts on “este nojo vai ficar aqui disponível anos e anos

  1. A estupidez não tem limites. Deve ser uma infeliz, coitada até tenho pena dela. E assim persistem gerações de gente reaccionária, estúpida e anormal da pior espécie.

  2. São os piores, esta malta provinda da extrema-esquerda reconfigurada em reaccionária. Ficaram-lhes os tiques estalinistas daqueles tempos heróicos de 1975, muita pestana queimada a estudar as divulgatas marxistas-leninistas.

  3. A verdade é que a direita se apoia no Crespo para mais uma cruzada contra a censura…
    A pseudo esquerda PS repudia o caso, mas dificilmente se descolará dele com o rol de casos anteriores…
    Alguém ouviu alguma coisa, alguém mentiu, alguém inventou ou “calhandrou”, alguém Chibou e “picou” o Crespo, deixando-o encrespado…

    Resumindo:

    Crespo não gosta de Sócrates e vice versa…
    Crespo quer protagonismo, Sócrates também (mas apenas positivo!)…
    Os antecedentes do 1º ministro em relação a opiniões menos favoráveis à sua pessoa falam por si…
    O JN não é mais que o “Correio da manhã do Norte”…
    A ser confirmado, são situações deveras graves!
    É o “diz que disse…” tão tipicamente Português, de origem popular, que confirma que o populismo está para ficar no poder…
    Por falar em “comentários popularuchos” o Paulo Portas, agora não falha uma… Todos os dias em horário nobre solta uma daquelas verdades que todos temos como óbvias, mas que a populaça agradece e rejubila com fervor ideológico!
    Cada tiro, cada melro…

  4. Em similitude com a definição anterior de excrecências, assisti, ontem, a um debate habitual na RTP N com o Emídio Rangel, Carlos Amorim Abreu e a “menina-donzela” Joana Amaral Dias, em que esta, a par do conservador e liberal C.A.Abreu, teceu as mais disparatadas conclusões, exactamente na linha das que acima vêm publicadas por essa tal de Helena de Matos. Não consegue dissociar o ódio que nutre pelo Sócrates da bisbilhotice que é trazer para a praça pública conversas à mesa do restaurante. Ela bem tentou gritar e excitar-se (qual peixeira numa qualquer feira – com toda a consideração pela peixeira, como é bom de ver…)mas não foi capaz de sair da mais banal boçalidade e Doutora, como é (já que a sua vaidade, exibicionismo e tentativa de vedetismo – basta estar atento ao articular das palavras e ao seu tom “fino” e de “tia”, para atestar o que penso…)não consegui desmascarar o acto grosseiro do Crespo em alimentar a telenovela em que se meteu e que agora outros actores querem alimentar.

  5. E depois é muito pouco rigorosa, esta rapariga. Confunde o “orçamento de 2009” com o de 2010. De facto, em Janeiro de 2010 já não faz sentido falar em orçamento de 2009. Um orçamento é uma previsão de receitas e despesas. Presumo que em Janeiro de 2010 não se esteja a fazer previsões para 2009, antes a fechar as contas. Normalmente comparam-se as contas com o orçamento, identificam-se os desvios e fundamentam-se os mesmos.

  6. Val, nestes últimos tempos não tenho feito comentários porque: 1º não acrescentaria nada de novo aos seus posts, – o meu silêncio cúmplice; 2º não é que tenha desistido, mas verifico que é cada vez mais dificil lutar contra a demagogia reles – como disse anteontem o inteligente e verdadeiramente independente Silva Lopes – dos políticos da oposição, de direita e de esquerda!
    Mas ao ler esta pasta de lama em prosa dessa mulher, tenho de vir a terreno para expressar mais uma vez o quanto concordo consigo, Val! Apetece-me até pegar no comentário já acima feito pelo Zeca Diabo, e dizer que a Helena Matos “jornalista e historiadora” como agora é apresentada, já nem lhe bastará a sex-shop! Que outro comentário se pode fazer! Os calhandreiros/as desta espécie estão cada mais provocadores à medida que as suas mentiras são desmascaradas na praça pública! É elucidativo ler a entrevista do MCrespo ao 24H…!

  7. A isso, chama-se gente com dignidade, e sentido de decência.
    Coisa que falta a sí, ao vosso Salaguterres, e à cambada que frequenta estes Blog (parecem paneleiros a fazer festinhas e a dar palmadinhas nas costas uns aos outros). Amontoado de Paneleiros, Galdérias, e Fressureiras!
    É o que espaço de merda, dito um Blog, é!
    Todos bem orientados à mesa do Orçamento, claro!
    Continua!
    Fora do parasitismo, pouco tens a fazer, por isso, te encontras com ele todos os dias!
    Lacaio!

  8. Mas os ministros ainda têm direito a almoçar em dia de Orçamento de Estado?
    Estes políticos são uns maganos.

    Com a crise internacional a pedra de toque da classe devia ser o jejum. Quando muito, biscoitinhos e chá. Refeições só ao fim de semana e com a família. Com sorte…

  9. A HM tem razão. Quando muito uma conversa acerca de MC poderia ocorrer, quando muito, nas latrinas do restaurante. (Mas o mais certo era o bufo acusar os convivas de se estarem a c@g@r para o orçamento) :-)

  10. Atrasada mental? só espero que essa gaja quando chega a casa continue a falar do trabalho, quando come, também só fala do trabalho, até quando caga deve falar do trabalho.

  11. Val,
    Sócrates, foi de propósito e habilmente transformado pelo interesseiro reaccionarismo portugues e em proveito próprio, em escadote para gente xico-esperta alcandorar-se a notabilidades que por si só e mediocridade implícita nunca conseguiriam. Servem-se do “trampolim” Sócrates para saltar para o estrelato da pior direita na perspectiva de uma futura migalha caída da mesa como pardaie de esplanada.
    Para tal gente, tudo acontece porque Sócrates o magicou com o diabo. Contudo o diabo está é mesmo em carinhas de anjinhos ou santinhas como JADias.

  12. o nivel dos comentarios mostra bem o desnorte que vai por aí no largo dos ratos
    este bando de covardes ja esta a ensaiar o abandono(mais um) da fossa em que nos enfiaram, tendo os artistas do spin avençados do governo, a trabalhar para arranjar um bode espiatorio
    façam-se homens e assumam a incompetecia e deixem-se desses tiques ditatorias que tanto teem contribuido para o descredito desta fossa junto dos mercados internacionais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.