Estado de guerra – 10 meses depois

Há vários tipos de catástrofe. Esta pandemia é uma catástrofe diferente de um terramoto, de um maremoto, de um furação, de um vulcão, de um acidente químico ou nuclear de larga escala. Diferente pela extensão no tempo da sua força activa e pela mutação na dinâmica da sua actividade.

Num terramoto há abalos severos nas estruturas físicas durante alguns segundos ou minutos, seguem-se réplicas cada vez mais fracas, e depois acabou. Num furacão há ventos e chuva avassaladores durante um par de dias, e depois acabou. Num maremoto há inundações destruidoras no espaço de horas, e depois acabou. Num acidente nuclear há efeitos contínuos que podem permanecer durantes décadas, séculos e até milénios, mas não estão (geralmente) sujeitos a alterações que os agravem ou aumentem o seu raio de acção.

Com as pandemias há um agente que é um autêntico morto-vivo, um vírus, tendo a capacidade de se reproduzir e evoluir, de ganhar rapidez, de ocupar cada vez mais terreno, de aumentar a intensidade e gravidade dos seus ataques. É uma entidade que não tem cérebro nem vontade mas que tem a inteligência e a finalidade da biologia.

Usar a metáfora do “inimigo” para lidar com a actual catástrofe em que nos encontramos, em que se encontra a humanidade, não é apenas um recurso útil para orientar comportamentos colectivos e individuais em prol da segurança e da prevenção. É também ser humilde, preferir a realidade onde há uma guerra para vencer com as armas da responsabilização comunitária e da consciência guerreira.

68 thoughts on “Estado de guerra – 10 meses depois”

  1. Há uma pandemia sim, mas a pandemia maior é a da estupidez.
    Estão a morrer mais de 600 pessoas por dia, a covid é responsável (?)por 150 mortes. Se é tão grave como querem fazer crer, porque não fazem a requisição civil aos hospitais privados?
    Por cada morte covid há quatro não covid, quando é que vão parar com estas medidas estúpidas sem efeitos comprovados e que só servem para espalhar a miséria?
    Será que isto só pára quando rebentarem com a economia e as pessoas estiverem todas na merda?

  2. “Se é tão grave como querem fazer crer, porque não fazem a requisição civil aos hospitais privados?”

    não há falta de hospitais. há é excesso de grunhos a passear a trela do cão e a debitar asneiras como tu.

    https://tviplayer.iol.pt/imperdiveis/ha-pessoas-a-passear-trelas-sem-cao-aconteceu-em-cascais-durante-confinamento/60057a560cf2951d9a052e02?_ga=2.233810782.1764680355.1610979119-1681386441.1610979119

  3. A pandemia pior é realmente a da estupidez e o comentário das 21.29 é o melhor exemplo disso.

    A provar que se trata realmente de uma pandemia está o facto de ela estar em todo o lado e não apenas no comentador das 21.29. A saber, um dos apanhados é, desgraçadamente para nós, o primeiro-ministro António Costa, que eu tinha como inteligente e se revelou, afinal, burro como o caralho! E digo desgraçadamente porque, infelizmente, não vejo alternativa em nenhum dos que, no nosso espectro político, competem furiosamente no campeonato da vacuidade oportunista e ambicionam ficar-lhe com o lugar. Com o caramelo do PSD, a garina do berloque, o avô cantigas que não abre a boca sem um papel à frente, o prisão de ventre da bola ao centro ou o porco nazi de aviário, a capacidade para lidar com o cabrão do conadovírus seria ainda pior, a avaliar pelo seu comportamento público e pela merda oportunista e burra das sentenças que cagam pela boca.

  4. Se o comentário das 21.29 é estúpido, o das 22.34 e o das 22.54 são inteligentissimos.
    Além de comerem a merda toda que lhes põem à frente são incapazes de utilizar os neurónios.
    Se não têm formação académica para entender os vírus, leiam livros, usem a net, não andem sempre a lamber o cú ao partido.
    Se a economia for com os porcos, não houver dinheiro para comer e começar a disparar a criminalidade, eu quero ver onde é que estão os defensores destes confinamentos parvos e destes estados de emergência estúpidos.

  5. e eu convencidissima que não se podia fazer experiências sociais com humanos e voilá , somos cobaias de uns cromos que andaram todo o verão na praia em lugar de ampliar a capacidade de resposta do sns para atender os doentes sem tratamento desde Março e que vão quinar não tarda , mais os covid multipatologias .
    é confrangedor tudo isto.
    e ler que passados uns 6 meses malta que teve covid morre , e é isto uma noticia -:) : ora o imbecil que a escreveu não percebeu ainda que o viris , como todos , gosta de pessoas doentes? que morriam dali a 6 meses na mesma ?

  6. “orientar comportamentos colectivos e individuais” é um bocadinho contraditório com o que o Valupi diz da operação marquês (prosas com que eu concordo, em geral). Ou não é? Em vez disso, não seria mais sensato abrirem o debate, que está completamente fechado no espaço público, àqueles (como eu) que pensam que isto não é uma guerra? Ou que um vírus não se vence pelo método do medo e terror?

  7. “Ou que um vírus não se vence pelo método do medo e terror?”

    yah meu… benceremos com paz & amor. bora lá confraternizar com o cóbides sem máscara numa boa e combencemos o bírus a boltar para a terra dele. poupábamos bués em bácinas e podiamos oferecer um bibrador novo à yo.

  8. Se a estupidez pagasse imposto já não era preciso a bazuca da europa, era só cobrar ao acéfalo das 13.00.
    É, as máscaras evitam à brava, foi por não usar máscara que a Graça Freitas foi infectada.
    Continua a meter a cabeça na areia e qualquer dia estás com uma ditadura nos cornos, depois vem para aqui continuar a dizer parvoíces infantiloides.

  9. “Diz que” a liberdade de termos opinião nos permite estar contra evidências científicas, normas de comportamento utilizadas pelo poder para tentar deter uma pandemia, insultar esse mesmo poder na pessoa de A Costa como hoje no Observador um artigo de Raquel Abecassis faz, dizer que tivemos muito tempo para responder ao presente surto e que nada foi feito, se não tivesse sido nada feito a resposta do sistema de saúde seria a de Março e não havia capacidade de responder a este enorme recrudescimento, ser bastonário da OM e dizer que não temos capacidade de resposta e que vai morrer muita gente o que devia ser tratado com cuidado por uma função desempenhada por um médico cuja profissão evita ao máximo criar pânico, trabalhei com médicos e sei. Eu poderia continuar a escrever porque talvez alguém me leia e perceba que uma coisa é a pandemia outra coisa é o aproveitamento da situação por forças obscuras, os negacionistas, e forças políticas que de obscuras não têm nada.

  10. não consigo perceber como, com os hospitais atulhados de pessoas nos cuidados intensivos, á beira de não poderem receber mais ninguém em condições de as tratar (covid ou não), há CS’s que têm a solução e não a dizem.

    explica lá CS: como devemos lidar com o vírus?

  11. Ó Rui se já tivesse sido decretada a requisição civil aos hospitais privados não havia este show off de ambulâncias à porta das urgências.
    Se as medidas são eficazes porque é que estão outra vez os surtos nos lares?
    Se as máscaras são eficazes porque é que a Graça Freitas foi infectada?
    Pensem um bocado, acho que não deve ser difícil.
    Será que aqueles que estão a morrer agora já tinham a primeira dose da vacina?
    Os médicos que apanharam a primeira dose testaram positivo à covid, porque é que não dão a informação toda? Talvez porque é mais fácil o passa culpas, não?

  12. “Ó Rui se já tivesse sido decretada a requisição civil aos hospitais privados não havia este show off de ambulâncias à porta das urgências.”

    é pouco e não resolve, falta pessoal e equipamento. a menos que queiras isolar os covides do resto do pessoal como faziam aos leprosos que iam para um campo de concentração até lhes passar a doença. tamém não acho bem aquele festival de tinónis à porta dos hospitais a entupir o trânsito e a produzir co2.

    “Se as medidas são eficazes porque é que estão outra vez os surtos nos lares?”

    porque há uma data de grunhos como tu, especialistas em pandemias, que furam as regras porque têm a mania de pensar com a sua própria cabeça de acordo com as instruções do ventrulhas.

    “Se as máscaras são eficazes porque é que a Graça Freitas foi infectada?”

    boa pergunta, mas quem é que não fica infectado com tanta imbecilidade?

    “Pensem um bocado, acho que não deve ser difícil.”

    prontes, já pensei e não doeu nada.

    “Será que aqueles que estão a morrer agora já tinham a primeira dose da vacina?”

    claro, só pode ser da vacina ou da seringa. a segunda dose é para garantir que não escapa nenhum. mas não é obrigatório.

    “Os médicos que apanharam a primeira dose testaram positivo à covid, porque é que não dão a informação toda? Talvez porque é mais fácil o passa culpas, não?”

    porque trabalham para o sns que é incompetente, tu é que deves saber o que se passa mas queres ficar com o conhecimento todo para ti.

  13. C.S., onde é que leste ou ouviste a Graça Freitas ou outra autoridade de saúde, nacional ou internacional, garantir que o uso de máscara, só por si, é 100% eficaz na prevenção do contágio? Ainda não te apercebeste que para além do uso de máscara há mais umas quantas medidas preventivas e que ainda assim o risco existe? E, já agora, a Graça Freitas come de máscara, em casa com a família está sempre de máscara? É assim que imaginas o seu dia-a-dia?

  14. Ó guida e o surto no lar de alfandega da fé com 50 infectados depois de tomarem a vacina?
    Não era melhor vocês em vez de arranjarem argumentos só para contrariar, usassem um bocadinho a cabeça, e não andassem atrás da manada?
    Porra não custa nada, é só pensarem um bocadinho, está a chegar o dinheiro de Bruxelas há que justificar a necessidade, não?

  15. Guida, seja a primeira toma seja a segunda toma, falei nisso só para pensares um bocadinho.
    Repara se os testes são assim tão fiáveis isto não devia acontecer, ou acreditas que eles injectam o vírus na primeira dose?
    Não será que os testes estão a dar positivo a quem já tem anticorpos, e o teste não consegue distinguir os vírus dos anticorpos?
    Daí que eu diga que é urgente parar com o alarmismo social e a histeria e analisar as situações com seriedade e sem fundamentalismos bacocos.

  16. oh nharro! a bácina da pfizer leva 10/14 dias a fazer efeito, 50% de eficácia na 1.ª dose e 95% após 2ª dose, ou seja: cobertura total de vacinados “pouco dias depois de ter recebido a primeira dose” é lá para o mês que vem. portantes és um gajo muito avançado no tempo, o tipo ideal para previsões covid que falta ao sns.
    não percebi a cena do dinheiro de bruxelas, mas deduzo que ouviste falar disso no último comício/morfes do ventrix. conta lá, prá malta rir.

  17. C.S., experimentei pensar um bocadinho e surgiu-me uma dúvida: o teu problema não são as vacinas, é mais a existência do vírus, deste e dos outros, não é? Ninguém os vê e tu é mais ver para crer, certo?

  18. Queres manter uma conversa séria ou queres entrar no mesmo registo que o troll aí de cima?
    Por cada morte covid há 4 mortes não covid, achas que se deve entrar em histeria por causa do vírus?
    Não achas que é melhor agir com a cabeça fria?
    Achas que as medidas adoptadas são coerentes com a ” gravidade do vírus “?
    Há 600 mortes 150 são covid 450 são não covid, e a atenção é toda para os 150 mortos covid.
    Ó guida, por favor…

  19. C.S., ainda estou à espera de aprender contigo acerca da eficácia das máscaras da Graça Freitas? Por mim, era sobre isso que estaríamos a “conversar”.

  20. Não preciso de te ensinar nada, vai ver qual é o tamanho do vírus e qual é a densidade das máscaras e ficas com a resposta.
    Se andares com uma rede mosquiteira faz o mesmo efeito e respiras melhor.
    Se tiveres possibilidade mete um trapo na boca durante 3 horas e depois manda analisar, e vai ver a quantidade de vírus, bactérias e fungos que se acumulam nesse tempo e que estás constantemente a respirar.

  21. Se calhar não morriam tantos não covids.
    Mas estamos sempre no campo das hipóteses, com estas medidas uma coisa é certa, morre muito mais gente no imediato além de provocar o alastramento da miséria.

  22. Se calhar, não, é de certeza! Até porque a Graça Freitas está farta de dizer que as outras causas de morte, incluindo a miséria, estão proibidas até ao final da pandemia, lá está.

  23. “Há 600 mortes 150 são covid 450 são não covid, e a atenção é toda para os 150 mortos covid.”

    e fonte há ou foste encher à luminosa dos ‘médicos pela verdade’?

  24. Então mas não foi a Graça Freitas que disse que as máscaras davam uma falsa sensação de segurança?
    Agora já acreditas nela?

  25. C.S., ao contrário do que pensas, como prova a imbecil pergunta que aqui colocaste e que deu origem a esta nossa “conversa”, isto não é uma questão de crença ou descrença na Graça Freitas. Antes fosse!

  26. Dizer que as máscaras dão uma falsa sensação de segurança é dizer que não tem efeito nenhum ?
    – Valha-nos S. Carol Wojtylla !!!!

  27. Ó guida diz lá qual foi a pergunta imbecil que eu fiz?
    Considerando, claro, que as que tu fazes são inteligentissimas.

  28. “Se as máscaras são eficazes porque é que a Graça Freitas foi infectada?”

    Tens razão, C.S. não é uma pergunta nada imbecil. Antes revela que és um profundo conhecedor do que está em causa nesta pandemia!

  29. Lamento que não percebas a ironia. E o que está em causa é a sobrevalorização de uma pandemia em que as medidas de protecção provocam mais danos do que o próprio vírus.

  30. “E o que está em causa é a sobrevalorização de uma pandemia em que as medidas de protecção provocam mais danos do que o próprio vírus.”

    E tens dados, números, cientificamente comprovados, que corroborem a tua tese, ou a ciência não é para aqui chamada?

  31. C.S:
    Estou contigo no cepticismo.

    1- Estamos em época de gripes e os idosos morrem, também, com pneumonia “que nem tordos”. Já assim é há anos. Os óbitos são devidos ao vírus, ou as pessoas morrem de outra doença mas, por acaso, até lhes foi feito um teste que acusou positivo?
    O teste foi feito por quem e quando? Antes, ou depois do óbito? Foi confirmado por autópsia?
    Não estou a negar nada, estou só a questionar a informação, ok?

    2- A Santa Casa é o fulcro de maior parte dos dados que passam pela Comunicação Social e criam na opinião pública parte da percepção de gravidade desta pandemia.
    São constantes as notícias que referem lares da SC cheios de idosos contaminados. Quem testou? Quem pagou os testes? Quantos destes são assintomáticos?
    Parecem perguntas legítimas.

    A maioria dos testes são feitos no privado. A “guerra” destes ao SNS é conhecida, certo?
    Esta pandemia veio mesmo a calhar para se denegrir e rebentar com os serviços de saúde públicos. E já estou a falar do pós pandemia. Como é que o SNS vai recuperar o atraso que se está a criar nas listas de espera, por ex?
    Os médicos (que são repetidamente) entrevistados, ou mesmo a Ordem, não têm agenda?
    E a ordem dos enfermeiros que já provocava atritos com o governo antes da pandemia?

    Eu não bato mais no ceguinho, apenas deixo uma humilde previsão, um vaticínio do que se vai passar a médio(?) prazo:
    O Marcelo ganha as eleições e começa a guerra declarada ao governo. Acaba esta guerrilha subtil e de baixa intensidade que a direita confunde com falta de colhões e alinhamento com os xuxas.

    Como a pandemia é um maná bem mais rico do que os incêndios de Pedrógão, os mérdia não vão largar o osso e vão aquecer o caldo onde o Celinho vai cozinhar o governo. Ou seja, afogar, finalmente, a geringonça e convocar eleições antecipadas.

    Independentemente das minhas teorias constipatórias, o que se segue é fácil:
    Ganha o PSD, ou uma geringonça de direita com o Chega e a IL, os mérdia vão promovê-los a salvadores da pátria (novamente), a União Europeia desbloqueia os fundos para que eles possam financiar as grandes empresas esportadoras e não as pequenas ou micro porque estas não são viáveis, volta a pressão para baixar o défice/dívida, a epidemia amaina e vai ser tudo um mar de rosas.
    Ah, finalmente privatiza-se o SNS e SS porque os xuxas deixaram o País na bancarrota.
    Se calhar ainda voltamos a comer com o Passos e o Costa que se cuide porque pode ser que vá parar com os costados :) na choldra.

    Gostava muito de estar enganado mas, se analizarem em termos geopolíticos, estamos a viver um “Black Swan” que vai operar mudanças de paradigma abruptas.
    Em Portugal resulta num autêntico golpe de estado, mas a engenharia social que se vai seguir a nível global será irreversível.
    Digam-me que estou errado.

  32. Obrigado ó Vieira, estava a ver que era o único que fazia perguntas fora do sistema.
    Não é à toa que o Marcelo já deu a entender viabilizar um governo com o chega se houver um acordo escrito.

  33. C.S., também me apetece arriscar uma pergunta fora da caixa: tens acompanhado as sondagens para as legislativas e a preferência dos eleitores para quem deve ocupar o lugar de primeiro-ministro? Ou, para ti, estas sondagens são tão fiáveis como as máscaras da Graça Freitas?

  34. Antes das legislativas sabes quantas eleições vão haver?
    Se as legislativas fossem no domingo, essas sondagens eram capazes de ser fiáveis.

  35. Eu nem me atrevo a afirmar nada para não ser trucidado pelos crentes, que estão imbuídos pela força da fé no mainstream.
    Até admito estar completamente enganado embora, para já, não tenha muitas razões para isso.
    Também obtive números, dados, testemunhos de médicos e enfermeiros, portugueses e estrangeiros, alguns pessoalmente, que poderia lançar na discussão mas, tirando a mais-valia do mainstream, valem tanto como os dos que acreditam porque não os consigo provar. Servem apenas para modelar o meu túnel de realidade.
    Ninguém tem acesso aos dados e os mérdia estão a conduzir a carruagem. Entrevistam selectivamente, exageram, mentem descaradamente…Vão desenterrar mortes de velhinhos num lar em Carrazeda de Ansiães com que interesse?
    No fundo, alimentam uma campanha de terrorismo que tem consequências políticas(e não só).
    Está à vista de todos, que o sabem e é deliberado.
    Atenção que não estou envolvido com nenhum movimento pela verdade, nem sequer confio muito em muitos dos que ouvi manifestar a sua opinião. Uns são notoriamente vigaristas e outros até parece que dão tiros no pé de propósito. Não ajuda ao esclarecimento.
    A única coisa que faço é, como dizia o humorista Dave Chapelle, dar uns passos atrás para deixar de ver uma parede enrugada como a pele de um pénis e conseguir perceber a forma do elefante.
    Não vou resolver nada mas, tendo em conta a sanha dos que têm o dever de informar com propriedade, está-me a custar a engolir a estória do chinês que comeu sopa de morcego.

  36. Vieira:
    Lembra-te do que fiz a Bíblia, 325 vezes : não temais !!!
    Já vi fascistas defendidos por muito poderosas polícias políticas a fugirem para o aeroporto, sem se disparar um tiro, no glorioso 25 de Abril !
    Essa cobardia ainda hoje os afeta e nos descansa.
    Acredita em Portugal ! A canalha fugitiva continua com o mesmo estofo.

  37. Clemens:
    Sabes lá se os portugueses querem uma experiência trumpista ou bolsonarica ?
    Os resultados de anos dessas experiências assumem diferentes formas consoante os olhos que as vêem…e há olhos muito doentes e mentes muito retorcidas. Fia-te ns Virgem e não corras !

  38. é assim , não tivessem chamado o trump , agora que se reformou, para dar assessoria ao costa e nada deste caos pós natalício tinha acontecido.

    bom , há que olhar as coisas pela positiva : listas de espera ? os doentes morreram , fica uma listinha ; acresce que os que morreram eram os de patologias caras , tipo cancro ou transplantes : aforram -se uns milhões em quimio e radio e operações ; falta de pessoal na saúde ? ficamos com excesso , os doentes finaram-se ; falta de lares ? já não é preciso investir na área , há montes de vagas ; dividas às farmacêuticas ? vai diminuindo aos poucos , posto que os consumidores crónicos de medicação comparticipada foram ver o Senhor ; finalmente : será que vai dar para me reformar uns anos mais cedo? é possível.

  39. dass… a gaja aqui acima parece uma conta fake da sandra a desbundar alarvidade e ordinarice. oxalá apanhes uma carrada de covides e curtas um prolongado estrebuchamento num contentor do lixo.

  40. antes uma carrada ou só um poucochinho (o tratamento vip é igual ) do que uma doença séria , as hipóteses de receber tratamento são 100 % superiores com o covides.
    de todos modos prefiro uma charrada , ou uma charada. sempre dão para afastar o tédio.

  41. Eu sei que a pergunta é retórica mas, só se estivermos a dormir não percebemos que a pressão não é de agora e que a virose é só um pretexto para desbaratar o que resta da influência do estado e , além no SNS, destruir o tecido de micro, pequenas e médias empresas no intuito de deixar espaço para as grandes corporações multinacionais aumentarem as formas de domínio.
    Só que agora fia finhinho porque a coisa é mais global, ou não fosse aparecer o cabrão do cherne Barroso.

    Os países mais pobres do sul, como Portugal, estavam a equilibrar balanças de pagamento, graças ao turismo, enquanto os do Norte, a entrar em recessão, perdiam gradualmente a supremacia. Não esquecer que o turismo é um fluxo importante de capitais. Talvez não seja sustentávem no longo prazo mas, se forem bem geridos os fundos resultantes do enriquecimento da economia e os consequente impostos arrecadados é possível um país pobre consolidar as finanças e manter uma certa independencia económica (geo política, também).
    Até gostava de verificar se não são os países mais ricos que mais ganham com o “lock down” ao segurarem divisas que, de outra forma, se iriam esvair nos países mais ensolarados.
    Para muitos é teoria da constipação, mas é o que penso, prontes.

  42. C.S., essas e muitas outras notícias semelhantes, que consistiam em pegar em tudo o que corria mal, aqui e ali, ignorando olimpicamente tudo o que corria bem, são a prova da histeria mas é dos anos anteriores à pandemia. E o objectivo era claro: criar a percepção de que tínhamos o pior SNS do Mundo. E a estratégia continua a ter algum sucesso, cá estás tu a prová-lo. Isto apesar de tudo o que se passou nos últimos meses.

  43. Ó guida mas que pensamento retorcido é esse?
    Então quer dizer nos outros anos pegavam em tudo o que corria mal e ignoravam olimpicamente tudo o que corria bem só com o objectivo de criar a percepção de que tínhamos o pior SNS do mundo.
    Mas este ano é diferente.
    Estão a pegar em tudo o que corre mal a ignorar olimpicamente tudo o que corre bem só com o objectivo de criar a percepção de que temos o pior vírus do mundo. E como isso só por si não chega há que criar medidas draconianas próprias de países ditatoriais.
    Ó guida por favor…

  44. ” … há que criar medidas draconianas próprias de países ditatoriais.”

    queres dizer: nos países onde são reprimidos os direitos dos covides e proibida a sua livre de circulação e expressão sem máscara.

  45. C.S., com que então, “medidas draconianas próprias de países ditatoriais”? Para ti, a possibilidade de um agente patogénico causar o dano que este está a causar é uma impossibilidade. Tens a sorte de teres nascido num tempo e num ponto do globo que te permite ter um armário com medicamentos lá em casa, farmácias, hospitais, etc. por todo o lado e vives na ilusão de que a nossa espécie é a maior e tem estas bichezas todas controladas. Mas não. Nem a nossa espécie, apesar de todo o avanço científico das últimas décadas, nem nenhuma, animal, vegetal ou outra (as bactérias, com milhões de anos de existência, são as maiores vítimas dos vírus) está imune.

    Ou seja, estás a chorar de barriga cheia!

  46. Mas já viste os links por acaso?
    No ano 2017 foi assim, em 2018 idem, em 2019 igual. Todos os anos é a mesma coisa, só este ano é que se lembraram de fazer este alarido todo.
    E a nível mundial, achas que é normal? Não pensas um bocadinho nem nada? O frio não conta?
    Tanto faz haver frio como calor, num vírus respiratório? Ó guida por favor, pensa um bocado, já viste que hoje morreram mais de 700 pessoas?
    Já viste que estão a descurar mais de 400 pessoas porque está tudo concentrado num vírus que tem uma letalidade muito inferior?
    E as pessoas que estão a ficar desesperadas porque não têm dinheiro para comer por causa destas medidas estúpidas que lhes tiraram o emprego?
    Não sejas fundamentalista, pensa um bocado, e diz-me se o objectivo destas medidas tem alguma coisa a ver com a garantia da saúde da maioria dos portugueses?

  47. C.S, já pensei. Afinal, o que se está a passar a nível mundial é um plano do diabólico Costa para dominar o Planeta e arredores. Claro que não é uma coincidência a presidência portuguesa da União Europeia calhar nesta altura. Tens toda a razão!

  48. Vocês cegam e não vêem mais nada. O que é que te leva a pensar que eu estou contra o Costa?
    Não se pode criticar o querido líder, é?
    Compreendo que ele deve estar a ser pressionado por todo o lado, principalmente pelo PSD, por razões óbvias, mas isso não é desculpa para adoptar medidas erradas.
    Se pensarmos como a direita acabamos a governar como a direita. A frase é do Costa, não será isso que ele está a fazer agora?

  49. “Se pensarmos como a direita acabamos a governar como a direita. A frase é do Costa, não será isso que ele está a fazer agora?”

    não, porque se estivesse a governar como a direita quer não faz sentido andarem a reclamar todos os dias a demissão de ministros e quererem ser governo. já viste alguma patroa despedir querer despedir a empregada por fazer aquilo que ela quer? não, mas lá está, pensas pela tua cabeça, logo dá asneira: 18 comentários de fézadas polvilhadas de ignorância provenientes da conceituada coudelaria observador.

  50. C.S:
    Eu até tenho votado PS e também não acho que o Costa esteja isento de críticas. No entanto, faço uma distinção entre o que são medidas pensadas e aplicadas num contexto normal (se é que ele existiu) e as que ele é obrigado a tomar para minimizar os estragos.
    Creio que o homem tenta manter a normalidade a todo o custo, por razões evidentes, percebendo que os mérdia e a direita só pretendem espalhar o caos.
    E esquece a discussão dos números, o pessoal embarcou no pânico do cóvides e não se consegue distanciar.
    Não é por acaso que o Gates já tinha tudo pensado aquando do Event 201 :
    https://www.centerforhealthsecurity.org/event201/scenario.html
    Se não têm paciência para ler, temos pena. Não é teoria, é facto.

    Ó 10:49:
    Tanga nízi, meu.
    Tens muita poesia, mas ainda sonhas com o amaricano alto, loiro e espadaúdo que te vem salvar das garras da comunada e dos terroristas. És um crente, gostas do Biden, nada a fazer.
    Sei que estou a juntar duas respostas e se não me expressar bem, avisa. É que baralhas tudo, treslês o comentários e a discussão fica sem ponta por onde pegar.
    Já se percebeu que és anti-comunista, mas chamas “comunas” ao pessoal só porque sim e, ainda por cima, quem passa a vida a promover o Ventas és tu. Ainda juntas a bosta do Observador do gordo Zé Manel. Fónix, meu.
    Já disse que o PCP não me diz nada e estou-me a cagar para o cabrão do vendedor de banha da cobra.
    Até concordo com uso de rótulos para definir pontos de vista, mas o teu maniqueísmo é demasiado primário.
    É o que eu acho.
    Nô arde fílingues, méne.

  51. Ó Vieira:
    Eu acredito que o Costa esteja a minimizar os estragos, mas alguém podia dizer-lhe que os estragos estão a ser feitos por toda a camarilha do PSD. Desde o gajo da ordem dos médicos, ao gajo de Ovar acabando no gajo das compotas, todos seguem a cartilha do Relvas; política rasca e baixa.
    Tentar desestabilizar, gerar o caos para depois virem lambuzar-se com o dinheiro de Bruxelas.
    Era bom saber se o aumento de mortos covid estará associado à toma da primeira dose da vacina.
    Na Noruega os idosos já estão a cair que nem tordos.

  52. Olha C.S. nã sê. Deve haver maneira de saber se os velhotes que falecem já foram vacinados.
    Mas nem vou por aí, creio que morrem porque, na sua maioria têm mais de 80 anos e estão debilitados. Bastam gripes, constipações, AVCs, eu sei lá. Nem os médicos devem saber ao certo. É só o teste dar positivo.
    Devem estar a testá-los depois do óbito.
    Ainda ontem ouvi entrevistar na RTP o professor Jorge Torgal onde ele corrigiu o jornalista:
    O pivô, a dada altura falou de treze mil e tal doentes de covid, ao que o professor replicou que esse era sim o numero de infectados que apenas dava origem a uma média de 10% de doentes.
    Interessante foi ver o dito professor a comentar o facto do Marcelo criticar o governo por não ter previsto a 3ª vaga. Parece que o presidente não percebeu que, pelos vistos, nenhum primeiro ministro a previu. É que não somos só nós os afectados.
    Acho que estão a aparecer alguns médicos que tentam desmistificar esta palhaçada toda.
    I hope, I hope…

  53. “Tanga nízi, meu.”
    tanga nazi sei o que é. nízi é erro do corrector ou palermice tua.

    “Tens muita poesia, mas ainda sonhas com o amaricano alto, loiro e espadaúdo que te vem salvar das garras da comunada e dos terroristas.”
    má língua ainda aceito, agora poesia não tou a ver e muito menos sonhos com americanos espadaúdos. loiras de saltos altos são as tuas opiniões e receios, comunada & terrorismo na mesma frase revelam conhecimento adquirido nos manuais da mocidade portuguesa, não confundir com a padaria portuguesa que não sendo a mesma coisa contribui para o mesmo.

    “És um crente, gostas do Biden, nada a fazer.”
    só não acertas em cheio por causa do “crente”. gostei do obama como presidente e acho que o biden é o presidente certo neste momento para os usa e para o mundo. já começou a reverter as piores merdas que o trump fez: plano covid, muro, acordo climático, saida da oms, imigração e pôs a américa a falar civilizado para o mundo. se não gostas, nada a fazer.

    “Sei que estou a juntar duas respostas e se não me expressar bem, avisa. É que baralhas tudo, treslês o comentários e a discussão fica sem ponta por onde pegar.”
    pois, se calhar o problema é teu, nada a fazer.

    “Já se percebeu que és anti-comunista, mas chamas “comunas” ao pessoal só porque sim e, ainda por cima, quem passa a vida a promover o Ventas és tu. Ainda juntas a bosta do Observador do gordo Zé Manel. Fónix, meu.”
    a isso respondo com palavras tuas acima transcritas “É que baralhas tudo, treslês o comentários e a discussão fica sem ponta por onde pegar”

    “Já disse que o PCP não me diz nada e estou-me a cagar para o cabrão do vendedor de banha da cobra.”
    ninguém te perguntou nada e muito menos para insultar um vendedor de banha da cobra não identificado.

    “Até concordo com uso de rótulos para definir pontos de vista, mas o teu maniqueísmo é demasiado primário.”
    aqui volto a não perceber a ideia, afinal concordas ou discordas? se não for primário não se percebe, que merda de maniqueísta és tu?

  54. Ok, meu.
    ‘Tava para desistir, mas ainda faço mais uma tentativa. Não é por ti, mas pelos outros que tiverem a paciência para ler este despique de merda:

    “tanga nazi sei o que é. nízi é erro do corrector ou palermice tua”
    Estava no gozo, mas esquece, é palermice minha.

    “má língua ainda aceito, agora poesia não tou a ver e muito menos sonhos com americanos espadaúdos. loiras de saltos altos são as tuas opiniões e receios, comunada & terrorismo na mesma frase revelam conhecimento adquirido nos manuais da mocidade portuguesa, não confundir com a padaria portuguesa que não sendo a mesma coisa contribui para o mesmo.”
    Pensei que entendesses ironia pela forma como escrevinhas, mas começa a parecer-me que o que és é parvo.
    Não são os teus ídolos que se arrogam os defensores do mundo livre?
    Percebes? Comunada, terrorismo…
    É o que digo, tens mão pesada no teclado, mas a carola não acompanha.

    “só não acertas em cheio por causa do “crente”. gostei do obama como presidente e acho que o biden é o presidente certo neste momento para os usa e para o mundo. já começou a reverter as piores merdas que o trump fez: plano covid, muro, acordo climático, saida da oms, imigração e pôs a américa a falar civilizado para o mundo. se não gostas, nada a fazer.”
    Agora sim, já parece que estamos a debater alguma coisa.
    A questão é que discordo de ti em tudo. O Obama fez o quê, afinal?
    Para não te maçar muito, três exemplos para estudares: Guantanamo, Afganistão e Líbia.
    Fechar a base que se encontra no territørio de outro país e onde se torturam prisioneiros de guerra infringindo a convenção de Genebra, foi uma das suas promessas eleitorais.
    Cumpriu?
    É verdade, não gostas de países comunas e os muçulmanos são terroristas, certo?
    Aumentou o contingente de tropas no Afganistão e destruiu a Líbia com a desculpa que ía defender o povo dos ataques do próprio governo.
    Espera aí, não foi a mesma razão que os nossos amigos deram para atacar todos estes países, incluindo Iraque e Síria? Ah, já me esquecia: o Iraque também tinha armas de destruição maciça e o Afganistão escondeu o Bin Laden, é isso?
    Não sei a tua idade, mas acho que já és homenzinho suficiente para perceber quando te estão comer por parvo, não? Ainda por cima com umas tangas mesmo rascas.
    Não é que não consigam fazer melhor, estão-se simplesmente a cagar. Eles têm as pistolas e os mérdia tratam do resto.
    É verdade que nunca tive vontade de visitar o país. Mas tenho muitos amigos americanos e até sou padrinho de casamento de um que vota democrata. Acho que sei, melhor que tu, do que estamos a falar.
    Depois falas de reversões:
    Plano covid. O que é isso?
    O Muro. Pára a construção ou também vai demolir o que está feito? É que, não sei se sabes, o Trump fez muito pouco daquilo que se vangloriou. Já existiam muitos kms de “muro”, ele apenas substituiu por algo mais “imponente”
    Acordo climático. Os maiores poluidores? Yah
    OMS. Sabes o que é? Quem financia? E o que faz?
    Imigração. Estás a falar de legalização dos quase escravos mexicanos e equiparação das suas remunerações com os ordenados médios americanos?
    Depois dos exemplos que te dei (mas não só), o que é que achas que é falar civilizado para o mundo?
    Acabar com quarenta e tal anos de sanções a Cuba?
    Retirar tropas dos países que ocuparam?
    Reatar as negociações com o Irão?
    Exigir a libertação do Assange?
    Por exemplo, sei lá.
    Eu também não gosto do Trump, mas o Bernie Sanders talvez fosse muito comuna para ti. Descansa que esse é impossível ganhar,mesmo dentro do partido.
    O que quiz dizer é que não muda nada no essencial. É a mesma merda com um laçarote cor-de-rosa.
    Já estou com sono e o resto não merece resposta.
    Hasta mañana

  55. “O que quiz dizer é que não muda nada no essencial. É a mesma merda com um laçarote cor-de-rosa.”

    o que os bernies matias e as marizas sanders fazem é pedir o impossível para nada mudar, é a mesma merda com os lábios pintados de vermelho. com 5% aos 100 só dá para ir até à assembleia ou ao capitólio berrar e votar contra as alterações propostas por outros. quanto a alianças foi o que se viu na camara de lisboa, na assembleia nacional e o que se há-de ver nas eleições futuras. o pcp tem muitos defeitos e desactualizações mas não faz figuras destas.

    “É verdade que nunca tive vontade de visitar o país. Mas tenho muitos amigos americanos e até sou padrinho de casamento de um que vota democrata. Acho que sei, melhor que tu, do que estamos a falar.”

    relê esta merda e vê lá a quantidade de asneiras que encontras em duas linhas de texto. eu ajudo:
    1- nunca lá foste, mas sabes como é porque tens muitos amigos americanos e até és padrinho dum deles.
    2 – não tens vontade de lá ir, mas cagas opiniões sobre coisas que achas que conheces
    3 – logo achas que sabes melhor do que eu, gajo que não conheces, do que estamos a falar
    parece uma tese do relvas sobre conhecimentos adquiridos por equivalência na tasca da esquina

    no resto nem vale a pena falar ou rebater enquanto não te passar o efeito da cloroquina que xutaste no último acampamento do gusmão.

  56. O parvalhatz, bully ranhoso e malcheiroso, quer convencer que é de esquerda. Não é.

    O parvalhatz, pide incansável da pensância alheia (por défice crónico de pensância própria), finge ser diferente de Ventura, o bacorinho. Também não é.

    Para o camisa-castanha parvalhatz, bem escondido atrás do arbusto, os bolsos dos calções a abarrotar de pedras, qualquer Sapiens é um judeu e montras é coisa que não falta para despejar os bolsos dos calçõezinhos. O criptonazi parvalhatz sonha com a glória da Kristallnacht, cuja memória lhe humedece as noites com infindáveis e frenéticas punhetas.

    O principal inimigo do criptonazi parvalhatz, aka porcalhatz, é o espelho. Logo a seguir vem o Homo sapiens sapiens, a espécie inteira, que odeia quase tanto como se odeia a si próprio e que dele não se livrará enquanto existirem arbustos no planeta.

    O parvalhatz é um fedor
    E fede tão intensamente,
    Que faz estremecer de horror
    A pituitária de toda a gente.

  57. só faltava o guia espiritual da esquerda dura, remasterizada com social-democracia pura, em modo parábola dos cegos do velho brueghel, para me excomungar com banonalidades kindergartenianas.

  58. Valupi:
    Não é que seja assim tão importante mas, por acaso, não terás p’ aí um comentário meu na pasta de spam, como da outra vez?
    Gracias

  59. Pois é, até já cheguei a achar piada a algumas saídas tuas, mas parece que já estás a ficar velho e azedo.

    Tiveste o dia todo para responder a umas perguntas simples e foi isso o resultado?

    Acho mesmo que um dos teu 2 neurónios ( o Teco) já morreu, a ver pelo teu raciocínio deturpado.

    Agora misturas uma facção democrata com bloco de esquerda para dares uma ao estilo do Ventas. Falas de batons vermelhos, que pedem o impossível…Dá lá exemplos dos pedidos impossíveis do Sanders? Ou de alguma coisa que tenhas lido ou ouvido da parte dele?
    Caga no bloco, que eu também e nem sequer o chamei para a conversa. Mas olha, por acaso, ambos têm posições firmes contra o intervencionismo alimentado pelo complexo industrial militar (do qual também se alimenta), mas isso já não é coisa que te interesse.
    És mais Trumpista do que pensas ( ou finges pensar) e o que mais gostas no Biden é a parte em que não se distingue substancialmente do beiçolas: Liderança americana, “Make America great again”
    Isso nunca muda e o resto é cosmética, como já te disse.

    Quanto à forma como obtenho informação, já previa que fosses pegar por aí, mas o que tens contra a informação verbal, discussão, debate, etc? Não achas a tua abordagem estúpida?
    O teu conhecimento (que me parece escasso) do assunto é mais empírico? Foste lá e falaste com o Bernie e com o Biden? Como é que tens tantas certezas?
    Ah, pois é, segues o que dizem nos mérdia, ok.
    Curiosamente, dos americanos com quem falei, e que lá vivem, alguns não percebem nada do que se passa a nível político, vê lá. Mas, por acaso, o meu afilhado (hehe, memo à tuga) é professor de Ciência Política numa universidade e, imagina só, até se consegue aprender umas coisas com ele.

    Para concluir:
    Eu disse “acho que sei melhor do que tu…” porque percebi que que preferes manter a discussão na base do bate-boca, estilo “desgarrada”. Fazes umas piruetas verbais para espicaçar o interlocutor, lanças uns “sound bites” mas não sais do espumaço.

    Ao início, até é engraçado mas, após várias oportunidades para desenvolveres, continuas na rama e já se torna aborrecido .

    Estou fora, leva lá a bicicleta, fica p’ra próxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.