Espionagem política – VII

Quando se diz que Ricardo Rodrigues está a validar a suspeita de que Sócrates mentiu, porque pergunta a Ferreira Leite pela fonte da sua acusação, algo de muito estranho ocorre no cérebro desses tais. Começam por apagar o facto de nunca ter existido negócio algum entre a PT e a Media Capital. Se não existiu esse negócio, é provável que Sócrates não possa saber dele, e ainda menos vir a ser responsabilizado pelas supostas consequências de algo que nunca existiu. Depois anulam a distinção entre o Primeiro-Ministro e o cidadão José Sócrates. As responsabilidades não são as mesmas, os deveres também não. O cidadão pode ter caprichos, preguiças, vícios, por exemplo. O Primeiro-Ministro não. O Primeiro-Ministro é fiscalizado no Parlamento, responde pelo Governo, tem de representar o Estado. O cidadão não. Finalmente, ao designarem como mentira o que é factualmente verdade, isso de o Governo não ter sido informado do negócio nem o ter ordenado ou influenciado, estes recos chafurdam na porqueira para onde querem arrastar tudo e todos, essa decadência colectiva donde a honra é banida para a pulhice ser exaltada.

Em Junho, Sócrates disse que não sabia do negócio. A PT disse que não havia negócio. O Ministro da Presidência garantiu que o Governo não tinha qualquer responsabilidade nesse ensejo de negócio. Foi por isso que o assunto morreu aí, por nada mais ser preciso explicar. Contudo, caso as gravações de uma conversa privada permitam concluir que os interlocutores possuíam informações que se relacionam com esse não-acontecimento, então o que há de extraordinário nisso é a utilização desse material como arma política. Porque a vingar a tese de que podemos espiar os adversários e decidir por eles quem eles são, o que irão fazer e o que teriam feito, o Estado de direito fica substituído pela lei do mais forte, pela selvajaria. Amanhã irá tocar a estes algozes desembestados, e será ainda pior. Com esta pulsão tirânica não pode haver cedências.

Aqueles que querem violar a privacidade de Sócrates são os bombistas suicidas de quem Balsemão fala.

36 thoughts on “Espionagem política – VII”

  1. Val,
    esperemos que esses bombistas suicidas ( de que Balsemão fala) despoletem a bomba no Conselho Nacional do PSD, já que é o que fazem geralmente esses bombistas :
    – matam os da própria seita, os inocentes.
    E o PSD está cheio de inocentes.
    Coitados.
    Bom fim de semana.

  2. Bom, estou muito mais tranquila, o Prof. Marcelo acaba de declarar que a referência de Balsemão ao suicídio do PSD “não é para levar à letra, trata-se de uma imagem”.
    E eu já a ver os deputados com a manela à frente de faixa na cabeça a cometer hara kiri em frente ao parlamento.

  3. Os que agora se mostram tão indignados com o termo espionagem política, termo que se limita a constatar os factos das últimas semanas, são os mesmos que mantiveram toda a compreensão e compostura para com a Presidência da República quando esta, pela comunicação social, veio insinuar-se vítima de espionagem política por parte do governo. Que se saiba, sem quaisquer motivos para esta acusação.

    Definitivamente a coerência não faz parte do léxico desta gente.

  4. È isso mesmo, Val.
    O PSD transformou-se num irrelevante bando de canalha feia e má, cuja actividade principal é atirar pedras ao “senhor”. Foi com esta designação de “senhor” que hoje, no Parlamento, a “senhora deputada” se dirigiu ao Primeiro Ministro. Menos mal.
    Contudo, os portugueses registam e vão contabilizando estes momentos de “verdade” do irrelevante PSD, até porque sabem que a canalha só atira pedras ás árvores com fruto.

  5. Adelaide,

    Gosto muito pouco da senhora em questão, mas se esta chamou “senhor” ao primeiro ministro foi talvez por alguma dificuldade, talvez compreensível, em o tratar por engenheiro. Quanto a tratá-lo por Primeiro Ministro … Bom, há muita gente respeitável que já não consegue ouvir o epíteto sem se rir.

  6. Hoje o PM deu uma explicação cabal no Parlamento. Disse que não interferiu nem foi informado pela PT do negócio. Particularmente é óbvio que podia saber e debater noticias e “zuns-zuns” que vinham sendo anunciado pelos jornais de que havia interesse da PT (como continua a haver) em “entrar” num canal de TV. E qual deles podia ser? A RTP? Nunca. A SIC? Não me parece…A TVI? Era o mais provavel dadas as dificuldades do grupo Prisa. Estas extrapolações eram normais para toda a gente do meio e o anormal era o PM não ter falado particularmente sobre isso. Coisa diferente é a interferência e o conhecimento do negocio atraves da PT. Na realidade isto tudo resulta de um erro de interpretação de um “Eu”. Será que o PM no parlamento quando diz “eu” em materias sensiveis se refere ao cidadão ou ao 1º Ministro? ou aos dois? É obvio que só pode ser como 1º Ministro.
    E o “já sabia” foi perguntado a quem? e em que sentido? Foi claramente perguntado ao PM no sentido de saber se tinha sido avisado do negocio pela PT e consequentemente dado luz verde ao mesmo. Aqui não pode haver lugar a duplicidades.

    À falta de uma Miss Lewinsky, o peeping tom de uma certa direita virou-se para outros pormenores, mais suavemente sordidos e tornou-se num taping tom. Que pena isto não ser a América, ao menos lá é tudo à grande.

  7. J, já o primeiro-ministro, Engenheiro Sócrates, não teve qualquer dificuldade em classificar a especialidade da senhora: coscuvilhice. :)

  8. guida,

    Boa! Eu diria mesmo mais: Engenheiro e Primeiro Ministro José Sócrates :)

    Há que irritá-los bem e meter-lhes a realidade pelos olhinhos dentro, que estão ceguinhos de tanto ódio.

  9. Estranho ou talvez não é que cada vez que acusam Socrates descobrem-se mais coisas sobre certo partido Desta vez diz-se que até senhores juizes estão envolvidos. Uma delícia. Já se sabe de quem é a culpa.

  10. Edie, irritados já eles estão. Hoje, então… São as sondagens, é o Balsemão. No Parlamento estavam à espera de um Sócrates cordeirinho, intimidado pela coligação negativa, enfim, de rabinho entre as pernas e saiu-lhes o Sócrates do costume. Um dia para esquecer. :)

  11. K,

    o arguido revela que houve fundos da UNI a pagar a campanha da Associação Sindical de Juízes????? E do PSD!!!!!!!!!

    Acho bem que a referida associação sindical se manifeste de imediato e que levante já um processo ao…arguido!

  12. Exacto Edie, não me admirava nada.
    A verdade é dura e conspirativa, só são admissiveis as mentiras.Viva o estado de direita…oh perdão! de direito!

    Agora quero ver a estratégia de manipulação dos habituais comentadores.
    Vá…primeiro amalgamar e diluir…” o PS e o Psd são iguais” depois a tentativa de colar Sócrates (Independente…remember?) etc…etc…

  13. hum , Eça : socrátes , o mestre escola ? falhou a carreira , devia leccionar na primária lá na Maçada de trás do sol posto . ( vês ? : o principio de peter a funcionar)

  14. Queros e mf, quem é que merece o murro nos ditos e mais alguma coisa? Não percebi, mas pelo que vi no vídeo, quem merecia ser corrido daquele sítio eu sei bem quem é! Mas não digo para não ser mal-educado, porque se trata de gente fina, de boas famílias, é a nata desta sociedade, mas uma nata já estragada e a cheirar a podre e nós sabemos porquê! Não chegaram de burro da província, que a estes não lhes chegam aos calcanhares, mas fizeram por cá as “pocilgas-bem-cheirosas” onde se habituaram a viver!

  15. A ética:
    Assisti à audição ao Ministro Vieira da Silva e tudo o que disse corroboro com ele. Pena quando as pessoas como ele são acusadas de manipulação terem medo de chamar os bois pelo nome. Precisamos de homens assim na política, que não viram a cara à luta. As pessoas com dignidade afirmam hoje, e se for preciso, voltam a afirmar amanhã, não é uma qualquer comissão de ética, comissão essa que é um conjunto de deputados dos vários partidos, que ali vão fazer o mesmo jogo que fazem no parlamento.
    Aqui na comissão, tomaram um antídoto ou um elixir qualquer, para que a camisa que diariamente vestem do seu partido no parlamento seja despida na comissão de audição. Em trinta e cinco anos de democracia nunca vi tamanha hipocrisia. Bem hajam pessoas como Vieira da Silva e Ricardo Rodrigues que não temem nada porque nada disseram que não tivesse acontecido.
    Ainda hoje o que se passou na AR, por parte da oposição, foi do pior de que à memória em democracia. Todos temos direito a qualquer lugar, mas devia de haver um exame médico às faculdades mentais dos deputados porque o que se tem visto na AR, é degradante e não vai faltar muito a que seja obrigatório só ser visto por maiores de idade.
    Em certa imprensa, ou seja num ou noutro jornal vem a noticiar em pequenas notícias que Lima de Carvalho, revelou no Tribunal Central de Instrução Criminal, que a Universidade Independente financiou o PSD, a Ordem de Advogados e Associação Sindical de Juízes aquando das suas eleições. Uns vem a desmentir outros calam-se. Quero ver os que vão processar Lima de Carvalho. Se estas notícias fossem a dizer que o beneficiado era o PS, já tinha caído o Carmo e a Trindade. Maneiras de ver as coisas e estar na vida. Com estas atitudes é que demonstram a sua imparcialidade. Sou de opinião até prova em contrário, todos tem direito ao seu bom nome mas, é para verem como é bom serem falados. Aqui não são umas escutas são afirmações. Pago para ver como isto vai acabar e o Sindicato dos Juízes como vai sair desta tramóia. Vão dar Lima de Carvalho como um inimputável?

  16. mf, se de facto a tradução está correcta, “palhaço, pá” aplicado ao Aguiar Branco não é de mestre escola. É de génio. Pela coragem daquilo que todos constatamos.

    Somos muitos os que estamos fartos de catedráticos que não dizem porra nenhuma de jeito há séculos. E a oposição, por junto, está a querer assumir-se como voz dessa canalha. Se ao menos conseguissem alinhavar meia dúzia de ideias para propor ao eleitorado. Mas é só cuspo.

  17. Engraçado já há muito que não ouvia a voz da canalha cheira-me a PREC ao contrário

    Mais uma casa de putas

  18. Subscrevo inteiramente o que Eça de Queirós disse.
    Ordinarice! Grosseria!
    Nem tudo está, perdido, encontrei por acaso este blog (não sei nada sobre ele nem me interessa) mas tem umas foto-montagens porreiras (então a do Vieira está piramidal). Sempre dá para rir um pouco.
    Aviso à navegação: as foto-montagens do Blog são um ataque ao Bloco Central (alargado porque o Paulo Portas também come – penso eu que será por “não se portar direitinho”).

    http://wehavekaosinthegarden.wordpress.com/2008/09/page/2/

  19. Eu subscrevo o que Manuel Pacheco diz…

    Ainda quero ver o impacto do que Lima de Carvalho disse ao Tribunal…

    para já tá tudo mui controlado…
    filhos dum cabrão, para não ser machista
    e reagir comogentes reagem quando sentem estas cabrãozices todas!!!

    chega porra, ou porra chega!!!…

    acabado freeport, passou-se logo ás “ocultas”
    que parece não estar a ser mui bem sucedidas…

    tambem foi assim com o sexo oral do clington…
    começou nuns terrenos no arkansas
    e vejam ,
    lembrem-se,
    como terminou miseravelmente…

    mas isso foi nos states

    abraço Manuel Pacheco e restantes amigos!

  20. José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa

    Nasceu a 6 de Setembro de 1957, em Vilar de Maçada, concelho de Alijó, distrito de Vila Real. (veio de burro à cidade)
    Divorciado, dois filhos. (no coments)

    É licenciado em Engenharia Civil e tem uma pós-graduação em Gestão de Empresas (MBA).
    (Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!)

    Foi Primeiro-Ministro do XVII Governo Constitucional, entre 12 de Março de 2005 e 26 de Outubro de 2009, data em que tomou posse como Primeiro-Ministro do XVIII Governo Constitucional. (com uma ajudinha de Sampaio)

    Foi eleito Secretário-Geral do Partido Socialista em Setembro de 2004.(com um limpeza étnica dentro do Partido)

    Exerceu anteriormente cargos governativos como Secretário de Estado Adjunto do Ministro do Ambiente, de 1995 a 1997; Ministro-Adjunto do Primeiro-Ministro de 1997 a 1999; e Ministro do Ambiente e do Ordenamento do Território, de 1999 a 2002. (Caso Freeport)

    No Partido Socialista, foi Presidente da Federação Distrital de Castelo Branco, de 1986 a 1995; porta-voz para a área do Ambiente, de 1991 a 1995; e é, desde 1991, membro do Secretariado Nacional e da Comissão Política.

    Eleito deputado, pelo círculo de Castelo Branco, desde 1987, foi vice-presidente do Grupo Parlamentar do Partido Socialista de 2002 a 2005.

    Antes de exercer actividade política foi engenheiro técnico na Câmara Municipal da Covilhã, de 1981 a 1987.
    (José Sócrates assinou numerosos projectos de edifícios na Guarda, ao longo da década de 80, cuja autoria os donos das obras garantem não ser dele. Nalguns casos, esses documentos eram manuscritos com a letra de Fernando Caldeira, um colega de curso do actual primeiro-ministro que era funcionário do município e que, por isso, não podia assumir a autoria de projectos na área do concelho. in Público)

  21. argumentos à la eça de queirós (não, não é o eça de queiroz):
    peidas-te fraquinho e tens uma pilinha do tamanho de uma joaninha….

  22. Eça de Querós, segui a pista que deixou. Estou a ver…
    “… subida do salário mínimo para 475 €”
    “governo cria 5000 novos estágios para recém licenciados”
    “alunos do 1º ciclo do básico vão receber fruta na escola”
    Tudo pulhices do pior. Nem vou continuar.

    Ou será que se enganou no link e nem para cicerone parece ter grande jeito?

    Na história das casinhas da Guarda, o ridículo é que parte das pessoas que falam do assunto não fazem a mínima ideia do que é que é isso de ser responsável de projectos de arquitectura ou engenharia e muito menos do funcionamento dos ateliers. O curioso é que a história foi trazida para os jornais no início de 2008 por Abílio Curto, ex-autarca do PS, que era exactamente o Presidente da Câmara da Guarda à data dos factos a que se referem as supostas ilegalidades (década de 80). Palavras para quê?

  23. Edie,

    Boa! Eu diria mesmo mais: Engenheiro Técnico e Primeiro Ministro José Sócrates :)

    Claro que o curso foi tirado numa “escola de conducao” ao fim de semana. Que CV Edie. Que inveja. Grande Portugal…. ahahahah

  24. pilinha do tamanho de uma joaninha o suficiente para te enrrabar

    tra.quinas

    Mais propaganda política da mais barata, o Natal é no Coliseu dos Recreios

    Tem dúvidas leia o Medina Carreira ou veja a Taxa de desemprego em Portugal
    É cada abrolho a defender o homem do Burro que até mete dó

  25. Eça, se os cursos de corte e costura que o Medina dá na Sic àquele rapazinho Gomes Ferreira resolvessem os problemas ainda estava tentado a ponderá-lo como um dos meus ídolos.

    Não te digo para olhares para o desemprego aqui ao lado ou no resto da Europa porque calculo que com o mal dos outros podes tu bem. O Medina também é assim. Pode juntar o seu Saraiva, que pelos vistos gosta deles peludos e a cheirar a cavalo.

  26. Mas será que ainda ninguém percebeu qu o medina é um caso agudo de neurose senil????
    Isto não é uma imagem, o homem apresenta sintomas…

    Não acerta uma, coitado…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.