Espionagem política – V

O ministro acusou quem faz investigação criminal de estar a fazer espionagem política, quando não tinha nenhum facto para sustentar acusações. Essas afirmações não foram mais do que inaceitável pressão política sobre investigação criminal.

Miguel Macedo, deputado do PSD, acerca de Vieira da Silva

*

Pedir honestidade intelectual e respeito pela malta que lhes paga o salário também não, até lhes poderia fazer mal, mas que pena nunca se pedir a estes marmanjos que expliquem as bojardas. Pagava para ouvir este deputado a descrever o processo através do qual a declaração de Vieira da Silva se constitui como pressão seja de quem for ou do que for. Pressão onde? Como? Para quê? Acima de tudo, ó Macedo, que raio de consideração tens pelos magistrados e polícias portugueses? São, como insinuas, impressionáveis por frases politicamente legítimas ditas em entrevistas? Isto é, há mesmo juízes que não suportam a democracia e dela têm de ser protegidos, como dizes?

Ferreira Leite, na Assembleia da República, exigiu que Sócrates interviesse na investigação judicial em curso. Disse que o povo, alimentado pelos boatos na comunicação social, assim o pedia, pelo que Sócrates estava obrigado a expor a sua privacidade. Chegou ao ponto de lançar suspeições para cima da decisão de considerar as escutas ilegais, reclamando a sua preservação ou publicação. Parece, no entanto, que esta pressão é aceitável para o PSD, talvez por ter vindo de uma senhora (e séria como há poucas).

Entretanto, Vara tem de pagar 25 mil euros e não pode falar com outros arguidos. Temos criminoso da pesada, pelos indícios, pois as pessoas de bem, como Dias Loureiro, quando calha terem a chatice de não conseguir explicar o que fizeram a dezenas de milhões de euros, ou centenas, quiçá milhares, apenas ficam sujeitas ao termo de identidade e residência.

38 thoughts on “Espionagem política – V”

  1. O patético Ministro continua a falar em espionagem política só se for em freeport ou face oculta nunca mais ninguém limpa a casa maçónica do PS

  2. O Eça de Querós deve estar com dores , levou com algum maço de maçom pelos lombos e por isso não consegue destinguir o que é real das aparencias .Acredita no que o Sr. MIguel Macedo inventa e não reconhece os factos nem quando lhe saltam às canelas .Aqueles deputados do PSD, deviam era ter ido para casa ,contar estórias de embalar ás criancinhas em vez de estar a atacar quem tem todo o direito de dizer aquilo que disse.Gostei particularmente do deputado do PC a aproveitar a boleia do PSD e da senhora nutrida do BE, a esquecer o Trotsky para sepor de cócoras frente aos deputados da Dª Manuela .Assim,com estas oposições vamos longe: talvez até as novas eleições sejam mais cedo.

  3. Pois é envia lá um pedido de comenda para o Vara. Há muito que se percebeu que serves e quem defendes.

    És tão patético que usas os péssimos exemplos para desculpabilizar e branquear outros igualmente maus. Pergunto-te ainda tens algum pingo de dignidade?

    Presumo que não!

  4. Os cães ladram e a caravana passa, se existe algo perfeitamente ridículo é o fanatismo político, a esses digo:
    antonio manso vai para o caralho e não chateies

  5. Eis os factos sucintos: Armando Vara foi sujeito a medidas de coação adicionais. Declarou a sua inocência, argumentando com a impossibilidade de existência de provas de qualquer facto que o incriminem, pelo simples facto de nunca ter praticado qualquer crime.
    Quem aposta agora na sua inocência? Respondo: aposto eu. Será então agora a hora do “acerto de contas” com a verdade. Não mais haverá fugas do segredo de justiça sobre Armando Vara, neste processo. Nada mais haveria a dizer, para além da verdade. E a verdade, em que acredito, é que não existe o mínimo fundamento para aquele ter sido constituído arguido. Mas porque não me demonstram o contrário? Fico então à espera…

    As relações do Presidente da República com pessoas da índole de Dias Loureiro e Oliveira e Costa, são inquestionávelis Ambos são o que TODOS sabemos. De resto, nunca fez uma clara demarcação sobre o comportamento dos mesmos. E temos Fernando Lima, actor numa farsa política, homem de confiança do PR, a subir na cadeia hierárquica no Palácio de Belém.

    É que, para quem não se lembra, Armando Vara foi suspenso das suas funções numa instituição privada.

    Esmiuçando este pequeno rectangulo, e parafraseando os Fedorentos, afirmo que esta nação é toda ela, toda ela não, metade, a metade debaixo, um balde de merda… nessa metade, arreio o meu calhau, em tempo de necessidades…

  6. jrrc, não queiras rescrever a história, pode ser?

    Armando Vara já foi suspenso de funções publicas, sim publicas, era ministro lembras-te?
    Guterres não o consegui sustentar perante a imposição de Jorge Sampaio. Na altura o mal menor foi correr com ele de ministro. Olha que muita coisa fixou por dizer. Vara não é virgem nas falcatruas!

  7. jrrc vê-se que és uma pessoa criteriosa, Armando Vara embora pagando caução é inocente, os outros que ainda não foram condenados são o que TODOS sabemos. Viva a coerência, mas não a tua, claro.

  8. O esquerdalho marxóide em Portugal serve a direita desde sempre. A 1.ª República foi, em parte, vítima deles. Ajudaram ao 28 de Maio como totós, antes de serem presos e enviados para os Tarrafais. O PC serviu a Salazar durante 40 anos como argumento para negar a liberdade e a democracia ao país. Em 1974-75 fizeram tudo para o país voltar a cair nas mãos da direita. Em 1977, o PC ajudou a derrubar o governo de Soares e entregou o país a Eanes e, logo a seguir, à AD. Em 1985, o PC, com 44 deputados, ofereceu o país a dez anos de Cavaco. Em 1995-2002 obrigaram Guterres a negociar com o queijo Limiano. Agora o PC e o Bloco estão a fazer tudo, novamente, para entregar o país à direita. Não prestam mesmo. É uma gente profundamente estúpida. São autênticos atrasados mentais, sem ofensa para os ditos.

  9. Ibn Erriq
    “Armando Vara já foi suspenso de funções publicas, sim publicas, era ministro lembras-te?”
    Quem te disse? Ah, já sei, é a tua “interpretação da lei”…
    Isso é mentira… vê lá se refazes o pensamento, fazes uma pesquisa na net..e dizes alguma coisa de jeito…talvez o que ficou por dizer…ou o que ficou por dizer foi uma insinuação?

    De resto, tens razão: os outros TODOS ainda não foram condenados; mas já confessaram.

    Nunca chegarás a peceber o Sócrates…a não ser que adiras ao simplex..

  10. jrrc és um pandego pá! Mas isso não altera o factos.

    “Após a vitória eleitoral do PS em 1999, tornou-se ministro adjunto do primeiro-ministro (1999-2000), com os pelouros da juventude, toxicodependência e comunicação social.”

    ….

    “Em 2000, passou a ministro da Juventude e Desporto.

    Ainda em 2000 viu-se forçado a pedir a demissão ao surgirem notícias sobre alegadas irregularidades cometidas pela Fundação para a Prevenção da Segurança Rodoviária, que fundara no ano anterior, quando era secretário de Estado, processo que seria posteriormente arquivado.”

    In Wikipedia

  11. Alguém tem de pedir ao Manuel Alegre para instruir os amiguinhos da “esquerda”.
    Este senhor, em lugar de andar a falar de esquerda e de união de esquerda colocando sempre o PS como inimigo da esquerda.

    A elite politica deste país está num desvario total. Elegeram Socrates como alvo a abater. Será que não têm consciência que nenhum deles consegue formar uma equipa digna a que se possa chamar governo.

    Gostava que Louçã dissesse quem são os elementos ministriaveis que possui no partido…
    Já agora, o mesmo para o PCP…
    Quanto ao PSD, todos sabemos que tem elementos passiveis de executar funções de estado, mas com os problemas que têm… ainda convidam Santana para PM, novamente

    O que me parece ainda mais esquisito é não perceberem que também eles (partidos da oposição) são atingidos pelo nevoeiro.

    Como é que o PCP e o Bloco vão explicar aos portugueses, que, de repente, apoiam as decisões do PSD e do CSD. Convém que expliquem muito bem explicado, porque ou eu me engano muito, ou não foi essa a decisão que os portugueses tomaram nas últimas eleições.

  12. Perdão….

    Em relação ao post…
    Bem…não consigo perceber o Miguel Macedo… depois do 1º ministro ter sido ilegalmente escutado durante meses a fio, como é que se exerce pressão com efeitos rectroactivos?
    Será um vislumbre do futuro??
    A culpa desta salgalhada não será do Português, língua? Não seria melhor as futuras leis serem redigidas em inglês? Não será o tal “problema de expressão”?.
    ” A lingua inglesa fica sempre bem….”

  13. LOL,
    és de facto um pandego oh jrrc, ao que parece o primeiro ministro não directamente escutado, parece isso sim, que estava na “outra ponta da linha” de um dos escutados. Mas para ti que és um tipo que preza a coerência tanto dá, qualquer argumento serve desde que aparentemente siraa os teus intentos. Oh fraca gente!

  14. É de facto uma pulhice o que esses juízes de caca estão a fazer com o Vara, personagem que, diga-se, nunca me mereceu especial simpatia. Se o fulano das sucatas deu ou não 10.000 euros a Vara, eu não sei, ninguém sabe, nem os juízes sabem, pois se tivessem alguma provazita reles, a estas horas já tinha saído tudo na 1.ª página do Sol, na TVI, no Mário Crespo ou nos jornais do Balsemão e do Belmiro. Como não têm provas nenhumas, passam ao bluff, como no poker: sobem a parada para 25.000 euros, a ver se pega junto dos totós.

    A Face-Oculta-com-Rabo-de-Fora conseguiu o que queria: que se lance lama sobre Vara e Sócrates, e que não se fale de Dias Loureiro, Oliveira e Costa, Joaquim Coimbra, Rui Machete, Daniel Sanches, Arlindo Carvalho, Carlos Horta e Costa, Carlos Encarnação, Tavares Moreira, Filipe Pinhal, Jardim Gonçalves, Cavaco Silva, António Preto, Manuela Ferreira Leite e o resto do bando laranja. E que não se fale dos milhares de milhões de euros que desapareceram das mãos desses senhores nem do buracão fraudulento que deixaram em herança a este governo.

    A Dias Loureiro, como dizes e bem, esses mesmos juízes de caca fixaram termo de identidade e residencia. Pois claro. Os alvos a abater da máfia pidesca, que não sei quem comanda, são sempe os socialistas, nem que seja por falta de licença de isqueiro. O mesmo se passou já na história da Casa Pia, em que convenceram dois putos a acusar Jaima Gama e Ferro Rodrigues de práticas pedófilas. O meu aplauso para Vieira da Silva, que disse na cara dessa bandalhagem a verdade acerca da Face Oculta.

  15. Excepcionalmente, hoje, vi uns excertos na RTP2 das discussões à volta da espionagem política. Fiquei prostrado na cadeira, pois reparei que os PCP(istas) e os Bloquistas não passam neste momento de simples “homens de mão” dos canalhas PSD(istas)! E eu que já acreditei que estes gajos eram de esquerda. Va de retro…!!!

  16. Ibn Errik !
    Suspeito que a tua interpretação dos factos coincida com a de magistrados e juízes…
    Ou que estes nos julguem todos “Asnos Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Asno Classificação científica Reino: Animalia Filo: Chordata Classe: Mammalia
    Ordem: Perissodactyla Família: Equidae Género: Equus Espécie: E. asinus Nome binomial
    Equus asinus O asno (Equus asinus), chamado ainda de burro, jumento, ou jegue, é um mamífero perissodáctilo de tamanho médio, focinho e orelhas compridas, utilizado desde tempos pré-históricos como animal de carga.[carece de fontes?]”

  17. Francamente, acho que estes assuntos deveriam ser discutidos e comentados com mais seriedade, mais dignidade, mais honestidade e, naturalmente, sem ordinarices.

  18. Ora bolas, estava a redigir um longo comentário, e, trás, inadvertidamente carreguei na tecla delete, e pumba!

    Não vale a pena redigir de novo. Mas com relação à patacoada, vá lá com um bocadinho de benevolencia, “infeliz comentário” do Ministro Vieira da Silva, estava lá tudo desmontado, ponto por ponto :-)

    No essencial, vou-me pronunciar agora, apenas em relação a um ponto:
    A falta de honestidade intelectual, na realidade, está bem patente, é aquí, neste trecho:

    ” Isto é, há mesmo juízes que não suportam a democracia e dela têm de ser protegidos, como dizes? ”

    A falta de seriedade deu para a construção de uma falácia: onde está a palavra “democracia”, deveria estar “pressão”.

    Mas retomando e utilizando a palavra correcta, que é, pressão: então não há? O presidente do FCP, que passa a vida nos tribunais, alguma vez foi condenado? Idem quanto ao chefe da claque, “empresário” que se passeia de Porsche.
    Digo eu, não só não há pressão, como há medo!

    E isso é triste, muito triste.
    Principalmente, quando existe um partido, que tem ligações (perigosas, muito perigosas) com o mundo do futebol. E que faz disso gala!
    Quem era ministro que trouxe o Euro 2004 para Portugal?
    E de que partido é Miranda Calha? A mesma pergunta quanto ao bobo do PS (Alegre dixit) Lello?
    Ainda hoje estamos a pagar a factura, e os grandes beneficiários, para além de vários clubes de futebol, que tiveram estádios novinhos em folha e de graça, foram os empresários – 400 novos portugueses passaram a integrar a lista da Forbes a seguir ao Euro2004 – e o(s) políticos que se serviram do foot como trampolim para futura(s) carreira(s).

    Os outros estavam a governar-se no BPN e no Portucale?
    Pois estavam!

    Mas não poderia e deveria o PS ser diferente?
    Podia. Mas como lá diz o anúncio: podia mas não era a mesma coisa.

    Quando ví num cartaz eleitoral das eleições de 1995 (ganhas por Guterres) a foto do Almeida Santos e a frase “Agora nós”, tive um mau presságio!
    Não pelo homem, mas sim pela frase.
    Cést la vie!

    PS: num país civilizado e numa democracia de verdade, pessoas como Dias Loureiro, Oliveira Costa e outros, já estavam na prisão, e por muito tempo. Idem aspas quanto a Nobre Guedes, Telmo Correia e companhia (mas não disse o vosso “Patriarca” que sabia de tudo, porque Nobre Guedes e Abel Pinheiro, num almoço a três que lhe tinham solicitado, lhe tinham, muito aflitos, dito que o partido estava falido e precisava de dinheiro?). E qual teria sido o “parecer” do “Patriarca”?
    Não se sabe: são “conversas privadas”.
    Viva a “presunção de inocência”! :-)

  19. Nik e jrrc, muito bem.
    __

    Vox, quando te voltar a acontecer um desses “delete” malditos, podes tentar anulá-lo no comando “anular”, e o “delete” é apagado, voltando o texto pródigo. Este comando está disponível no botão direito do rato, ou nos botões do programa que estejas a utilizar (Word, por exemplo).

  20. impressionante! A ferrugenta que andou a lançar o mote de que andava asfixiada, com medo de ser escutada, sabia de tudo e não larga o osso! Como é possível tanta hipocrisia, safadeza, e sei lá que mais… impune! Ela é a face visível da alma do PSD, que coisa

    Andam por aí uns passarões com a asa DIREITA derreada. Um tal de Ibn Errik(não sei bem porquê, mas ele título “cheira-me” a qualquer coisa dos SS, ou da “Stasi”, ou algo parecido…), um Vox (este até já quer meter o futebol… – que dor de corno, por aí vai…) e algum outro, que andam com azia. Há boas receitas nas farmácias. Cuidem-se!
    É de bom senso entender-se o que se ouve,o que se vê e o que se lê. Já a Sofia de Mello Breyner Andressen dizia: “Vemos, ouvimos e lemos, não podemos ignorar…” e ignorar o que o Ministro Vieira da Silva disse e, sobretudo, o que quis dizer, é não ser sério e o tal do Macedo que ontem ouvi e todos os outros que por vingança política querem aparecer nos media (de que são exemplo os “seguidistas” do BE e do PC), deveriam ter vergonha.
    Eles bem pretendem envenar o povo, mas este já tem demonstrado que não é burro (ao contrário do que aquele salafrário do Vasco Graça Moura disse).Basta querer “somar” os factos, como bem demonstrou o Val, para perceber que os altos (?) quadros do Partido da Sra. Leite sabiam das fugas, que deveriam ter sido passadas por alguém de dentro do processo – “penso eu de que…”

  21. Nik disseste tudo modo suncinto, claro, verdadeiro!

    estes juizes

    a respeitavel senhora, com sua intervenção de ontem, confirmando teve acesso as escutas ilegais

    fazem com, sempre os mesmos “jornais de referencia” como se chamam eles mesmos

    fazem um caldo de mixordia “politica”

    bem à imagem do que venerando introduziu na presidencia

    abraço Val, Nik

  22. Caro sr. Margarido,

    Muito obrigado pelas elogiosas palavras em relação à moi. :-)
    Folgo muito por saber que estou a contribuir para uma pedrada no charco deste marasmo de Blog que mais não é que uma “comunidade de comadres” que passa a vida a dar palmadinhas nas costas uns dos outros, coisa mais gay nunca tinha visto.

    Então esse post da Espionagem Política, que já nem sei em que folhetim vai, é coisa sem pés nem cabeça.

    Parafraseando o “Czar Putin”

    Ganhem juízo! Se continuarem a repetir as mesmas asneiras, vão acabar por sofrer as consequências! :-)

    Cordiales!

  23. Caro Sr. Vox:
    “Quem nasce torto, tarde ou nunca se endireita…” (Vox Populi)
    “Vinho que vai p’ra vinagre
    Não retrocede caminho,
    Só por obra de milagre
    Volta de novo a ser vinho!” (António Aleixo)

    QUEM É VELHO, JAMAIS CONSEGUE ENTENDER O NOVO!

    Espero que a sua “santa” beatitude se conserve… ámen!

  24. Costuma dizer-se que o tempo é bom conselheiro. No caso destes políticos de lavadouro não parece ser o caso. Quando o PSD, durante as campanhas, falava em asfixia democrática, escutas de telemóveis e condicionamento da sociedade civil não estava, nas entrelinhas, a referir-se e a criticar tão somente a justiça e os seus órgãos próprios de investigação? O não esclarecimento dessa dúvida com casos práticos e concretos deveria ter conduzido inevitavelmente a que uma mão cheia de organizações corporativas se lhes atracassem às canelas. Como tal não se verificou, é de supor que eles não prestam, estão verdes.

  25. A minha interpretação dos facto é a seguinte simples. Vara era ministro de Guterres quando foi corrido, por problemas com a fundação, Há duvidas quanto a isso?

    e pur si muove

    Quanto ao resto, só te digo que, de facto conheces, bem a taxionomia da tua espécie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.