13 thoughts on “És alfacinha?”

  1. A PUTA DA CRISE!

    «O mercado automóvel português fechou o ano com o pior resultado desde 1987, apenas um ano após a entrada de Portugal na CEE. Em 2009 venderam-se 160.996 carros ligeiros de passageiros, menos 24,6% do que no ano anterior»

    «No caso das marcas de topo – cujas vendas tanto podem ser influenciadas pelas entregas de carros que já estavam encomendados, e de outros que podem não ter entregues ainda – os resultados dividem-se. A Maserati, a Aston Martin e a Jaguar baixaram as vendas. Já a Ferrari, a Porsche e a Bentley conseguiram aumentá-las. A Ferrari, por exemplo, quase duplicou, de 16 para 31 carros.»

    http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=158716

  2. As palavras são acertadas mas a prática não está de acordo. Já pensaram no problema do Principe Real??? Com ou sem opinião pública eles fazem o que querem e ainda lhes sobeja tempo. Eu fui membro de uma Assembleia de Freguesia mas saí quando percebi que a Junta nada fazia para defender os moradores (eleitores) das garras da EMEL qaundo esta entidade os (nos) burlou. Foi na Freguesia da Encarnação, aqui em Lisboa perto do antigo jardim de São Pedro de Alcântara – hoje apenas miradouro.

  3. Sou alfacinha, nado e criado, mas já não vivo na grande cidade. Portanto, só quando o municipio de Torres Vedras, adoptar uma medida semelhante, poderei com muito gosto participar.Para bem da minha ex cidade ,espero que esta medida não seja só fogo de vista, para “èpater le burgeois”,(espero que seja francês e não franciú).Um pouco à maneira dos Suiços, que fazem consultas constantes aos cidadãos (nem sempre com os melhores resultados, e sabe-se lá com que intenções) era sumamente interessante uma democracia mais participativa cá na parvónia.

  4. Amigo jcfrancisco, acabei agora de ler algures na net que cada extorsionista da EMEL que consiga bloquear 17 viaturas por dia tem um prémio de €250,00. Segundo a explicação de um dos responsáveis pela extorsão, é apenas um incentivo à produtividade. Será isto verdade? Vivo na Freguesia de Alcântara e a formiga branca ainda cá não chegou, mas temo que seja apenas uma questão de tempo e de extorsionistas disponíveis.
    Eu votei no Plano de Recuperação do RioSeco. A vizinhança a isso obriga.

  5. eu não sou alfacinha, ou seja não vivo aí, portanto não voto aí, mas acho boa idéia e é um consolo ver que está em marcha, já existe. Será pervertida? Talvez, quais são as boas idéias que não são objecto de perversão? Mas não tira que é uma boa idéia. Quanto ao ‘eles fazem o que querem’ não é assim: aqui no meu sítio, faz uns anitos, os moradores impediram a construção ilegal que estava em marcha, a obra foi embargada, reposta a situação anterior e fez-se um centro de saude e vai-se fazendo um ecoparque, na altura o conceito até era inovador. mais tarde o ministério público até interpôs acção de anulamento do alvará, mas disso ainda não conheço a decisão, a câmara nem contestou, mas já lá vão 5 anos… Triste Justiça, isso sim.

  6. Votei na Fronteira Verde. E é verdadeira a crítica que aponta a probabilidade de votarmos em projectos mais próximos da nossa residência ou local de trabalho. Não foi o meu caso, ou não especialmente, mas é inevitável ter mais interesse pelo que nos é mais conhecido.

    Por outro lado, o mapa está com um detalhe hipnótico, até se indicam os lotes, para além dos locais com árvores, vegetação, cursos de água ou poços. E ficarmos a saber de tantos projectos (fora os que não chegaram a esta 2ª Fase) dá uma visão de conjunto que reactualiza a visão do poder autárquico.

  7. essas coisas têm muito o que se lhes diga. o mecanismo de participação, por si só, não muda mentalidades

    (é quase como a oferta de consultoria gratuita às empresas e elas não quererem aderir por estarem convictas que ninguém dá nada a ninguém).:-)

  8. Também acho que é uma excelente ideia, e lá está, a aposta do Governo em facilitar o acesso às novas tecnologias é importante para o sucesso de iniciativas como esta. Começa a não haver desculpa para a não participação dos cidadãos. Espero que os alfacinhas adiram em massa e que em breve a ideia seja copiada por outros municípios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.