10 thoughts on “Eras logo despedido”

  1. Val, quando falas de futebol, em Portugal, tens que dançar conforme a música. O homem disse aquilo que se espera ouvir de um dirigente de futebol em Portugal. Não te deve chocar, mesmo vindo de um dirigente do Sporting, clube supostamente de gente de estrato social e económico mais exigentes. Mas não deixa de ser uma atitude nobre, a tua, de sportinguista, de repulsa por afirmações destas…

  2. Mas a classe das pessoas não deriva dos nomes e sobrenomes que usa no BI. Só o facto de este indivíduo ter aparecido como porta-voz do Sporting Clube de Portugal já representa um mistério. O que ele pretendeu dizer não vale nada, não representa nada, nada significa.

  3. Qualquer atitude, menos correcta de incentivo por parte de alguém com responsabilidades num club, pode levar e «legalizar» os adeptos a reagirem menos bem. O resultado está aí.

  4. Após a pancadaria que houve ontem nas ruas de Lisboa, com pessoas hospitalizadas e veículos danificados, apetece perguntar quanto tempo levará o Ministério Público a acusar um tal Salema Garção de incitamento à violência?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.