14 thoughts on “Em busca da campanha perdida – Quem é que reduziu a pobreza em Portugal?”

  1. Se dantes esses nunca se importaram com a pobreza. Que hipocrisia Valupi, sabe quem reduz a pobreza? A bondade. Não são esses, nunca foram nem serão.
    Se quer exemplos, há muitos. São é anónimos.

  2. Sócrates …reduziu a dele. Saíu da Covilhã e foi para a Rotunda do Marquês…zona muito nobre de Lisboa.
    O Pratos fedelho mora em Massamá….depois há outros que moram na quinta patino…

  3. fifi
    27 DE SETEMBRO DE 2015 ÀS 15:26
    a direita,gosta mais de fazer caridade,para ter sempre mão de obra barata disponivel!

    Porém quem LOUVA os chineses são os xuxas, ai que hilário…

  4. Maria, de bondosos está o “inferno cheio”.
    Por cá a Jonet e o Manuel Lemos levam o estandarte dos bondosos e da bondade vivem. Para não falar daqueles que ao domingo vão à missa pedir perdão do mal que fizeram de segunda a sábado, ao seu semelhante.

  5. No meu entender, o PS de Seguro e de Costa cometeram um erro fatal (pior Costa) ao não assumir o legado de Sócrates quando foram confrontados acintosamente com a bancarrota de Sócrates e do PS. Deixaram que esta falsidade fizesse caminho. E se antes da campanha eleitoral não tiveram microfones e audiencias, a campanha deu-lhe oportunidade. Foi desperdiçada.

  6. numbejonada,os chineses nas suas lojas só lá metem chinocas.quanto às empresas privatizadas,aí têm que cumprir os acordos em vigor.o resto é diplomacia politica (ex palavras do costa)

  7. Caro Adelinoferreira, não me referia à Isabel Jonet, embora não critique o trabalho que faz, por vezes não sabe ficar calada, aliás devia mesmo ficar SEMPRE calada. Se ler bem o que eu escrevi, falei em anónimos. Penso que me entende. E quanto a infernos,lá há de haver, mas eu falo de bondade genuína e trabalho realizado. Se o Adelino não conhece isso, é pena. Porque existe, felizmente. Já a política e os seus senhores não erradicarão nunca a pobreza.

  8. Maria de Sempre

    ” Já a política e os seus senhores não erradicarão nunca a pobreza.”

    Pelos vistos os bondosos nascem todos no norte da Europa!

    A fé ajuda…

  9. À cerca dos insectos de que falas quem os tinha antigamente usava DDT.
    Oh Maria, mas o que está entre aspas não faz parte do tem comentário?!
    Será que não vês mais longe? Se for o caso vai ao Adão, e assim verificarás que os tais bondosos de que falas apenas ajudam a mitigar a fome e a miséria. Nunca serão a solução! A solução é desde sempre política.
    N.B. desde sempre quer dizer: desde que um homem delimitou um pedaço de terra e disse; isto é meu!

  10. Não admira que Passos Coelho tenha sido elevado a herói da nação tuga, no ver da opinião “pública” difundida pelo cartel mediático. Pois aquilo que mais importa, neste era de decadência ética em que vivemos, é preservar os privilégios e prerrogativas do populismo burlão e saqueador.

    Privilégios que alimentam a aura de prestígio do narcisismo e da soberba das elites do partido laranja e da alta finança nacional (melhor dizendo, daquela que ainda sobrevive) assim as premiando pela sua sobrevivência ao longo de várias décadas de decisões ruinosas (pelas quais foram responsáveis).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.