E se o culpado estiver inocente?

A facilidade com que se diz que Armando Vara é corrupto, e que corrupto foi ao longo da sua carreira, fazia dele o comparsa ideal para apanhar Sócrates numa armadilha. Como qualquer um sabe por experiência própria, não somos imunes à difamação. Quando nos fazem uma denúncia, que X fez isto ou disse aquilo, que Y não presta, pelo menos a suspeita fica connosco, ou até a completa adesão ao relato se vier de fonte credível. Se o visado da difamação for um político, não tem qualquer forma de escapar ao dano. É geral a crença de que a classe política é composta maioritariamente por criminosos que dominam o sistema e que, por isso, nunca são apanhados. A história da produtividade da Justiça em Portugal consolida a paranóia e faz dela uma evidência à prova de contraditório. Assim, Vara é culpado, mesmo que nada nunca se prove contra ele.

Claro que Vara pode também estar inocente, ser apenas uma vítima das invejas, cinismos e oportunismos de terceiros. Se tal voltar a ocorrer neste processo Face Oculta, saindo impoluto, a Judiciária e o Procurador de Aveiro vão ter muito, mas mesmo muito, para explicar.

Joe Berardo disse bem de Vara, no aspecto profissional, quando esteve na porqueira do Crespo. João Soares, também lá, declarou ser seu amigo. E a atitude de peremptória declaração de inocência e convicção de esclarecimento da suspeita, seja agora ou em tribunal, deve estar a baralhar os pulhas que fizeram piadas com os 10.000 euros.

41 thoughts on “E se o culpado estiver inocente?”

  1. Para mim é quase obvio desde o inicio que nem o Vara nem a quase totalidade das pessoas que foram embrulhadas neste caso têm alguma coisa a ver com alguma rede tentacular.
    Isto só serviu de biombo para escutar o PM e tentar apanhá-lo atraves das escutas para o lixar em ano de eleições. Só um estupido faria o que dizem que Vara fez, ele sabe o que toda a gente diz acerca de si, ele sabe perfeitamente há anos que é um alvo e q

  2. ooops…. e que ao primeiro indicio seria queimado pelos inquisidores do reino. A proximidade a Sócrates neste momento só faria com que essa possibilidade se acentuasse ainda mais, e então apos o envolvimento de Dias Loureiro no BPN, só faltaria marcar a hora e o dia para servir de cordeirinho sacrificial para a eterna musica de fundo que passa no comentario politico ” O PS e o PSD são iguais, eles são o bloco central dos negocios e dos interesses, etc” ele serviria para reestabelecer o equilibrio da percepção politica e para pôr o resultado em 1-1.

    Se Vara não for culpado em alguns grupos de Comunicação Social soltar-se-ão alguns “ais” porque se perderão alguns bonus para este ano. Os bónus são mais ou menos estes:
    – Se conseguirem que o PM caia – 100.000

  3. oooops!

    – Se Vara for acusado – 50.000

    E por aí fora….porventura será p/causa disto que o afã comentarista já atinge as raias do desespero. Ou será meramente uma altruista questão ideológica?

  4. Sinceramente, Valupi, tenho pena de Vara e da familia. Ao vê-lo jurar inocencia e formular o desejo que o pesadelo acabe depressa, comecei a pensar que ele nem lhe passa pela cabeça o calvário que tem pela frente. Este processo é, em tudo, tirado a papel químico dos casos Casa Pia e Freeport, no que fiz respeito aos intentos e processos difamatórios e aos desenvolvimentos que acabam por ter. Os visados são exactamente os mesmos: O PS e os dirigentes do momento. E nada faz recuar os executores pelo facto de o dirigente socialista do momento ser PM.
    Para dissimular a golpada, escolhem-se figuras secundárias, a servir de biombo. Estas passarão de imediato para secundarissimo plano, para que se evidencie a «cabeça de cartaz». Na Casa Pia foi a Direcção do PS com tudo o que pudesse vir a ser candidato a PM ou PR (Ferro Rodrigues, Jaime Gama) e no Freeport e Face Oculta, José Sócrates. Neste último caso a finalidade é mesmo para derrubar, porque Sócrates está em funções.
    Como nos casos anteriores, é processo para se arrastar por muitos anos. Vara e Penedos podem olhar para o calvário de Pedroso, Ferro Rodrigues ou Jaime Game que em vão tentaram junto dos tribunais lavar a sua honra. Os senhores magistrados nem aceitaram sequer as suas quexas, de modo que vão ficar perante a opinião pública como eternos predadores sexuais de menores. Aqueles que andam a tentar empurrar Gama para a candidatura presidencial estão, de facto, a empurrá-lo para o inferno. Que se cuide.
    Tenho pena dos Varas deste País, entregues a uma justiça a correr-lhe nas veias o sangue dos santos inquisidores e dos pides da nossa recente memória.
    A Face Oculta da nossa pior e nunca oficialmente admitida corrupção e tráfico de influências é a dos magistrados inquisitoriais e pidescos que nos aparecem constantemente pela frente.

  5. K, para mim, nada é óbvio. Por exemplo, um criminoso pode alegar inocência e convencer uma audiência, um júri, um juiz. São inúmeros os casos de personalidades públicas que chocam pelo contraste entre a sua imagem de décadas e o que depois se descobre delas. Mas é precisamente por causa desta complexidade e dificuldade que devemos fazer exercícios como os teus, admitindo qualquer cenário, pois o combate pela justiça é um combate pela racionalidade.
    __

    fernando penim redondo, onde é que leste isso? Tens de indicar a fonte para que possamos também apreciar a tese. Quanto ao que escrevi, diz algo que espero não te incomode – que a corrupção não se combate através da condenação de inocentes.
    __

    Jeremias, muito bem.

  6. Para mim desde o início é muito claro: depois de Dias Loureiro e todo o «pessoal» do cavaquismo estar envolvido em fraudes com o BPN e um Banco em Cabo Verde os outros terão pensado – «Nós também temos magistrados e jornalistas. Vamos actuar».

  7. Val, “a corrupção não se combate através da condenação de inocentes”
    porque simplesmente ninguém é condenado, nem os inocentes nem os culpados.
    Por isso, para o cidadão comum, as fugas de informação para os jornais aparecem como a única vingança possível, uma compensação lúdica. Uma espécie de série cómica em que os actores fingem sofrer muito.

  8. fernando, pode ser, mas estás a descrever a decadência. E até me parece que a estás a celebrar. Ora, aqueles que fazem alguma coisa contra a corrupção não vão por aí, é absolutamente ao contrário – já aqueles que se aproveitam da corrupção, apoiam essa completa impotência que chama nomes a todos, nada provando e bastando a suspeita mais manhosa, só para manterem escondidos os nomes que importa manter impunes.

  9. Val, a unica maneira de condenar alguem numa sociedade decente é arranjar factos/provas que consubstanciem uma acusação. Aqui não alinho em relativismos que perpetuem julgamentos baseados nos “se” e no “já aconteceu”. Até agora já vi inumeras pessoas difamadas e cujas vidas foram pelo cano devido a essa perversão da lógica ” inocente até prova em contrario”. Agora a lógica é “aparece nos jornais é culpado mesmo que não se prove nada”. Sempre culpado.E não admito qualquer cenário, porque só existem dois cenarios a admitir, culpado ou inocente. Olhando para tras para os corpos e vidas que ficaram no campo de batalha desta horrorosa justiça não tenho duvidas em escolher uma trincheira.

  10. de alguma maneira os juízes e procuradores têm de atentar nisto: sejam inteligentes, não há como escapar a que também vós sereis julgados, por inevitabilidade dialéctica. Sede pois justos, é o único caminho que poderá minorar estragos, compris?

    quanto a nós: evitemos essa coisa cobarde e nojenta de fazer blame the victim, quanto mais não seja por dúvidas. O facto é que em regra os processos de intenção ou outros, movidos contra o PS, têm consequências em demissões, contra o PSD não.

  11. Val,

    Eu não estou a celebrar a decadência mas também não aceito a chantagem do clubismo em que os adversários são demónios e os amigos são angélicos (aqui no Aspirina condenou-se o Cavaco sem invocar os rigores da prova provada que agora se exigem para defender os “da casa”).
    Também não alinho na paranóia dos “corpos e vidas que ficaram no campo de batalha” pois, que eu desse conta, não houve nenhum “perseguido” que não acabasse por obter novas mordomias que não estão ao alcance dos mortais.

  12. bem , o homem já foi condenado a 4 anos de pena suspensa por outros crimes , e como diz Becker , ele há uma coisa chamada de “carreira de delinquente ” , que não é exclusiva dos coitados das “favelas”.

  13. Brilhante mf, fonix.Uma vez culpado sempre culpado.Esse metodo supera o “um-do-li-ta cara de amendoa”. E realmente o Becker era um fenomeno ganhar Wimbledon aos 17 anos não é para todos.

  14. Esta questão é importante independentemente da pessoa em causa.O tempo entre o aparecimento nas páginas dos jornais de um alegado crime,cometido por uma pessoa ou um grupo de pessoas,e a conclusão de todo o processo judicial é de tão longo e demorado,que leva a que a vida dos visados fique completamente virada do avesso,sob o ponto de vista profissional,familiar e social.Temos bem presente o que se está a passar com o processo Casa Pia.Com esta situação os direitos dos cidadãos não são defendidos,era isso que devia preocupar os Srs.procuradores e Srs.Juízes,porque a tarefa dessa defesa lhes compete a eles,cada um na esfera das suas competencias.No entanto na opinião publica pouco avisada,que le e ouve pessoas ligadas a estes sectores da justiça,incluindo professores de Direito Penal e Advogados discutir as competencias do PGR e do PSTJ,o que vai ficar retido são as noticias dos jornais e os julgamentos nos estúdios das televisões,são culpados.Passados anos e anos mesmo que alguns sejam inocentes já todos se esqueceram do principio do processo.Muitos dos acusadores com base em noticias das fontes jornalisticas deviam pensar que um dia o mesmo se pode passar com eles.

  15. O final do caso casa Pia foi adiado para o próximo ano. Temo que esse adiamento tenha a ver com a possibilidade de grande parte dos acusados serem inocentes e isso não poder coincidir de modo nenhum com esta fase do face Oculta.Seria demasiado desprestigiante.
    Mas caso CCruz (e outros) esteja inocente quero ver a cara de uns quantos pulhas.

  16. Val
    Numa simples e rápida busca encontrei aqui https://aspirinab.com/valupi/escuta-com-atencao/ esta frase que diz tudo sobre a isenção com que agora se defende o respeito pelas regras de apuramento da verdade:

    “À medida que se vão conhecendo os factos, tomando como facto também as declarações e os silêncios dos intervenientes no caso, cresce a probabilidade de estarmos perante uma gigantesca conspiração, ligando Presidente da República, PSD e SONAE, pelo menos.”

    Se não quiseres perceber acho que não vale a pena continuar a argumentar

  17. fernando, caso não dês valor ao teu tempo, poderás fazer buscas complexas e prolongadas que não vais encontrar a apologia das fugas ao segredo de Justiça ou o culto da suspeição a partir das perversões do sistema de Justiça.

    A passagem que trazes é disso paradigmático exemplo. O caso das escutas em Belém não é, e nunca foi, um caso de Justiça (aqui entre nós, para absoluta vergonha nacional). Só por isso, já estás fora da comparação com este da Face Oculta e do das escutas a Sócrates. Mas o mais interessante diz respeito ao tipo dos casos em causa. Com Vara e Sócrates, temos o deboche instalado, com pessoas da Justiça ou da Judiciária, ou de ambas, a lançarem boatos na comunicação social ou a não os desmentirem. É contra esta situação aviltante o protesto, não contra a investigação das autoridades, devia ser óbvio. No caso das escutas de Belém, tivemos um jornal a servir de megafone a uma conspiração nascida na Presidência, a qual não foi desmentida pelo Presidente da República. Foi contra essa situação aviltante a tentativa de entendimento do que poderia estar a causar tamanho ataque ao Governo e a Sócrates.

    És tu quem não quer perceber, certo?

  18. Fernando Penim Redondo disse tudo com uma palavra: vingança. Acrescenta: compensação lúdica.

    A gente já tinha percebido essa da vingança. Foi muita merda acumulada contra a laranja podre. Estavam lá todos metidos até ao pescoço, com duas ou três excepções. Era preciso desviar as atenções, criar faits divers. Saltou o Freeport, saltou (tardiamente) a Face Oculta com rabo de fora.

    Quanto à compensação lúdica, é uma imagem gira. Um brinquedo que se dá ao garoto frustrado.

  19. Foi por isto , rapazes z e v. aprofundem vocês que eu não tenho paciência. na net referências sãp mais que muitas. suponho que será verdade. mas..

    “Se me permitem o aparte, a vida e obra de Armando Vara daria para mais sequelas do que o “Saw”, desde a licenciatura concluída na Independente 3 dias antes da sua nomeação para administrador da CGD, passando pela sociedade Sovenco com os seus comparsas: Fátima Felgueiras, José Sócrates e Virgílio de Sousa. Porque é que só me vem à cabeça os irmãos Metralha?! Penso que talvez seja por causa disto: Armando Vara – condenado a 4 anos de prisão (pena suspensa); Fátima Felgueiras – condenada a 3 anos e três meses de prisão (pena suspensa); Virgílio de Sousa – condenado a prisão por um processo de corrupção no Centro de Exames de Condução de Tábua”

    roubei num “sítio” ao calhas entre os que se referem ao assunto.

  20. Certissimo, Valupi. Fico espantado como gente como esse Penim não distingue processos judiciais de intentonas politicas. Esses senhores não querem entender que Jose Socates, que também é PM “eleito” e “reeleito”de Portugal, está como cabeça de cartaz de dois processos Freeport e Face Oculta, sem que os nossos ilustres procuradores tenham descortinado o menor indicio de crime para o constituir arguido, muito menos para o acusar. Nem sequer tiveram necessidade de o ouvir para esclarecer fosse o que fosse. São factos, senhor Penim! E quando dois magistrados acharam que tinham ouvido (!!!) qualquer coisinha por onde pegar, outros dois magistrados, os mais altos na hierarquia, disseram-lhes que aquilo não valia nada. Factos, senhor Penim. E bem anda o ministro Vieira da Silva em não retirar uma palavra das suspeitas lançadas sobre espionahgem politica. Escutaram meses a fio o PM, violando a letra da lei e o espirito da lei. Se a lei de 2007 tem alçapôes, a letra da lei e o espirito da lei só não são gritantemente claros para quem deliberadamente pretender outro aproveitamento inconfessado. Na boa fé, um magistrado colocado perante uma situação que lhe suscitasse dúvidas, como parece que suscita a algumas sumidades em Direito, deveria ter passado o problema a quem competia avaliar e autorizar. Não o fez porquê? Esta é a minha opinião, senhor Penim. Há muita gente estupefacta pelo PM ter sido escutado meses a fio da forma que foi. É lícita a dúvida instalada nos cidadãos, quando ilustrissimos homens de Direito dizem que o que se passou é intolerável. O bastonário da OA não é um qualquer curioso de leis! Bem pode o candidato a vice-presidente da Distrital de Lisboa do PSD, o sr Paulo Pinto de Albuquerque esganiçar-se a dizer que está tudo nos conformes. Este Face Oculta merece um inquérito à sua génese, alcance e processos utilizados na investigação. Se tivessem feito isso ao Freeport e até à casa Pia, há muito que este esta concluido e os culpados na prisão e o Freeport nem sequer tinha passado a fronteira, onde já foi encerrado, por não haver crime algum, para vergonha dos nossos ilustrissimos magistrados, que ainda andam a pensar como acabar com o processo disciplinar a Lopes da Mota. É impressionante! Quando não ha´crime, mas há processo, este tende a nunca mais acabar, a ver se as pessoas se esquecem, gastando-se rios de dinheiro e ocupando centenas de investigadores e magistrados! Porca miséria!

  21. Qual é o comportamento mais grave e censuravel? O de Penedos (gestor público) não abdicar do seu cargo porque se considera inocente? Ou o de Fernando Lima que participa numa inventona sem paralelo na nossa democracia e que a conspurca e acaba promovido?
    Não é igualmente um funcionario publico? Não ganha do erário público? Não são as suas responsabilidades e o que fez muito mais grave que a acusação improvada a Penedos? Claro que sim. E onde andam as virgens e os homens comuns? E os jornalistas e comentaristas a pedirem indignados a sua substituição?
    Se isto não é um país de opereta…

  22. Ó MF,

    faz exactamente esse mesmo exercicio, mas agora com, por exemplo, Anibal Cavaco Silva. Começa pelo seu companheiro de governo que está preso por causa de um buraco de 2 mil milhões. E passa logo ao Cadilhe que pediu, à cabeça, para gerir o abismo do BPN, 10 milhões de euros. À cabeça, porque ele sabia ao que ia? Faz-nos esse favor, porque parece que andas tão bem informado.

  23. eu não digo que o Vara esteja inocente, eu não digo nada. Acima da poeira as coisas são nítidas como aqui se vê pelo que dizem vários comentadores. Criou-se um caso de espionagem política contra o primeiro-ministro reeleito, essa é que é. Ilegal em última análise porque nalgum momento, a partir do momento em passou a ser escutado, o STJ teria de autorizar as escutas, o que não o fez.

    Sim, só pode ser para distrair atenções doutras coisas. Que tal o buraco de 2000 milhões no BPN?

    Por outro lado o caso da inventona das escutas de Belém é um facto, pode-se alinhar os factos todinhos, e revêr a trapalhada que foi a comunicação ao país do cavaco,

    deixemos para depois,

    Ao contrário do que diz o Barreto, Portugal está na berra. Entra em vigor o Tratado de Lisboa no dia da Restauração, o presidente da CE é português, o alto comissário dos refugiados também, anda aí a cimeira do Estoril. Resta saber se é pelos melhores motivos. Sinceramente estive com a História do Futuro do Vieira bem à frente do focinho mas era tão volumoso e eu tinha era que levar o Freyre, que não comprei.

  24. gostava de perceber, afinal de contas, quem é que deve a quem, o quê … Mas pode-se tirar como conclusão que vai que não vai vem aí terramoto, imaginemos que a Iberia deixava de pagar a dívida externa, já não teria sido a primeira vez, os Fugger que o digam,

  25. Desculpem, o post saiu truncado, segue a versão inteira :

    Boa tarde:

    A carta de suspenção (sic) de Armando Vara,

    “Suspenção e não renuncia porque tal poderia ser entendida com assumpção de culpa”.

    Ler a carta na íntegra aquí:

    http://aeiou.expresso.pt/face-oculta-a-carta-de-suspensao-de-armando-vara=f545884

    com remissão para aquí (A Máquina do Tempo):

    http://jn.sapo.pt/Opiniao/default.aspx?content_id=1428581&opiniao=Manuel Ant

    e, (robalos oblige), encaminhamento para aqui:

    http://jn.sapo.pt/Opiniao/default.aspx?opiniao=Manuel Ant

  26. Existe um problema qualquer com os links (problema do SERVIDOR DO jornal) abram o site do JN e leiam os artigos de opinião de Manuel António Pina, em OPINIÃO

    Máquina do Tempo

    Corrupção e Gastronomia

  27. Bolas!
    Os links não aparecem, embora eu os veja antes de colocar o comentário.
    Terão que ir ao site do JN e ver as duas crónicas do Manuel António Pina, a saber, “A Máquina do tempo” e “Corrupção e Gastronomia”. Estão em OPINIÃO.

    Uma boa testemunha abonatória é este cavalheiro, Martins da Cruz, MEN do governo do Durão Burroso, de cognome, o fugitivo.

    Entrevista ao expresso: “Conheço Armando Vara e tenho-o em boa consideração. Acho que é um bom profissional”.

    Fonte: http://aeiou.expresso.pt/conheco-armando-vara-e-tenho-o-em-boa-consideracao-acho-que-e-um-bom-profissional=f546370

    Mais outra fonte (jornal I) :
    http://www.ionline.pt/conteudo/31882-antonio-martins-da-cruz-armando-vara-merece-me-maior-consideracao

    Um comentário na Horta do Zorate (Gratidão entre amigos da CUNHA):
    http://hortadozorate.blogspot.com/2009/11/gratidao-entre-amigos-da-cunha.html

    O célebre despacho de Martins da Cruz sobre Maria Elisa:
    Repare-se que não sendo licenciada e não podendo por lei ser nomeada adida cultural, o governo decide então mandá-la “para Londres exercer funções de conselheira cultural, indicando o futuro despacho de nomeação que será conselheira de imprensa para respeitar os requisitos da lei “.

    Nota: tinha ouvido dizer que o final do despacho rezava assim: “… para que não se diga que nas Necessidades não se cumpre a Lei”.

    Enfim, necessidades …

    Fonte: O Merdas Blogspot
    http://omerdas.blogspot.com/2003/11/pobre-ribeiro-cristovo.html

    Maria Elisa transportada em liteira (leiam isto que vale a pena, altamente recomendado!).
    Fonte: http://inepcia.com/imagens/mariaelisa.html

    Conclusão: nada consta quanto a trabalho cultural realizado por MElisa em Londres, mas que diabo aquilo tem tantos museus que nem deu tempo parea ver um sequer, a coisa mais aproximada com “cultura” que ME “produziu” foi dissertar sobe a princesa Diana aquando de um evento evocativo da morte da dita.
    Agora fala de quando em vez na RTPm sobre doenças esquisitas e raras (tipo pessoas-que-já-nascem-cansadas).

    Bom proveito, este Pândego Martins da Cruz é boa testemunha abonatória. Sem dúvida. Com amigos assim, quem precisa de inimigos?

  28. Os fulanos andam às voltas com o processo.

    Parece-me um pouco abusivo a quantidade de tempo que se está a demorar para determinar as medidas de coação a aplicar a Armando Vara.

    Que grande bomba cairia neste país se não aplicassem qualquer medida.

    Se isso acontecer, só faltará provar que as escutas ao PM nunca existiram, e os jeitosos do PPD/PSD entram na supultura pelo seu próprio pé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.