É o novo acordo pornográfico

lusa-tsf-1
lusa-tsf-2
lusa-tsf-3

Fonte

Não tem importância nenhuma, certo? A Lusa mandou o texto assim, a TSF publica-o e deixa-o estar tal como veio. Administradores, directores, jornalistas, leitores, toda a minha gente se está a marimbar. Depois de atingirmos o estádio da pós-verdade, e por inerência, também chegámos ao pós-jornalismo. E já vamos a acelerar em direcção à pós-gramática.

Só há nisto uma consolação: está ao nível da linguagem chula de Passos. Por aí, até podemos falar numa admirável estilização ao serviço do subtexto.

7 thoughts on “É o novo acordo pornográfico”

  1. que chegámos ao pós jornalismo ficou provado com a história do último tango. uma semana a discutir pós jornalisticamente uma não notícia. uma vergonha como apenas pretendem escandalizar , nem que para isso dêem a entender coisas que nunca aconteceram. olha , se calhar também querem escandalizar com esse acordo pornográfico.

  2. Onde está a admiração ? É fim de semana e entregaram a redação ao segurança. É o normal em todos os órgãos de comunicação. Há anos que ando a dizer isto !

  3. Yo tu e que decidiste creditar na “notícia”, aquilo além de “sexo e conspiração” não tinha pés nem cabeça. Não podemos viver só com certezas mas podemos escolher as ilusões.Nao culpes a mediaçao pq isso já não existe.

  4. eu não acreditei na notícia , por a saber fabulada é que me indignei , indignei , sério : para que servem afinal os jornais? é que já nem para limpar o rabo :) ainda que sejam tempos giros estes . ver as falsas e aparentes instituições de hoje com a careca à mostra.

  5. Ah ok. Eu já não me indigno mas não por cinismo mas pela crescente consciência da natureza do fenômeno mediático e a sua degradação. Fora algumas excepções não espero muito mais do que aquilo q são .
    Mas essa “notícia” fake tem muito por onde descascar. Assim como existe uma relação de poder entre quem manipula e quem e manipulado também existe uma relação de poder no fake erotico/pornografico ou acordo pornografico :)e em especial naquela cena. Pode ter sido a “revolta” contra essa relação de poder q tornou fácil a aceitação do fake e a sua propagação. O fake e quase sempre uma forma de empowerment.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.