Dominguice

Não podemos impedir o crime nem adivinhar quem vai ser criminoso antes deste o ser. Não conseguimos impedir as alterações climáticas nem sequer sabemos o que as causa. Não temos o poder de evitar doenças incuráveis nem o envelhecimento. Não há nada que possamos fazer contra o azar nem a favor da sorte.

Apesar disso, somos a inveja de todos os deuses criados e por criar.

20 thoughts on “Dominguice”

  1. olha a hubris , ainda tens um azar qualquer. os deuses estão arrependidos não tardam fazem reset e tentam outra vez , .o que pensavam ser uma excelente obra saiu um bocado avariada , andam numa roda viva , esta espécie de cobaias , para comprar tralha e mais tralha , enchem o mundo de lixo , passam a vida a queixar-se , sei lá , uns capitalistazinhos tolinhos : tudo o que é bom é grátis e natural. foi isso que nos deram , mas nem reparamos , tão entretidos com artificialismos dos demónios.

  2. “Não conseguimos impedir as alterações climáticas nem sequer sabemos o que as causa”

    hum? ai não sabemos?
    deve ser preciso rezar, então. ou vestir um fato cor de rosa!

  3. Sofisma que Cicero apelidava “da razão preguiçosa” ou “preguiçoso” no seu tratado sobre o destino. Um classico.

    Boas

  4. Nem as reformas dos políticos a duplicar aos 60 anos conseguimos impedir, como é que não havemos de ser a inveja dos deuses?

  5. olha que porqueiros, pensam que no plural cabemos todos. cabemos não, por dentro de todos da espécie só alguns são talhados para criar de criar inveja dos deuses. ah, pois. agora já podem ir tentar criar alguma coisinha. carrega, perácio. !ai! que riso

  6. é isso mesmo Eu mesmo. imoral falarem da sustentabilidade da ss e duplicarem as reformas dos que apenas fazem número nas listas.

  7. acho que o principio da razão preguiçosa não se aplica ao grave problema ambiental de hoje , que não é o aquecimento global , é todo terreno. qualquer um pode prever o resultado futuro do desmatamento , excesso de população , hiper consumo , cultivo intensivos , substituição de espécies selvagem por domésticas , destruição de habitats ,diminuição de insectos , envenenamento de solos e mares. e todos sabem que poderíamos evitar o desastre. razão monetaristas e resistência à mudança imperativa de hábitos de consumo.
    há um dilema , há : destruir o mundo ou mudar de vida, com uma revolução total do sistema económico ganancioso. a escolha já foi feita. e em breve assistiremos a guerras a sério , por exemplo entre portugal e espanha , por água e outros recursos naturais essenciais à vida.

  8. Muito menos podemos impedir a morte, contudo, o homem sonha e trava uma luta científica cada vez mais eficiente e específica contra a morte e pela imortalidade.
    Por isso, somos a inveja de todos os deuses criados e por criar.

  9. Para os belos e belas-adormecidas que há pouco acordaram e pensam que a guerra na Ucrânia começou em 24 de Fevereiro, ofereço, com muito amor e carinho, este artigo do ‘The Guardian’, de Maio de 2014. É apenas um entre muitos. Pela minha parte, li na altura algumas centenas e não parei de o fazer desde então. Espero que dêem por bem empregues os oito aninhos que andaram a dormir. Beijinhos. E não se esqueçam de pedir um contador Geiger ao menino Jesus.

    https://www.theguardian.com/commentisfree/2014/may/13/ukraine-us-war-russia-john-pilger

  10. que horror , inveja dos deuses uns seres que não conseguem entender que para que o novo nasça o velho tem de morrer. santa paciência.
    ( além disso desejar viver para sempre aqui é de doidos varridos , que tédio de morte )

  11. é pá , o passos conseguiu eleger a sua afilhada na itália!!! deve estar orgulhosos , não é so pai do chega , já tem netas e tudo-

  12. a ganancia à solta, tal e qual como nos 30 , e o povo pede Ordem aos gritos. não nos safamos da III , os monstros devoradores ao longo dos séculos levaram sempre ao desastre total ao encurralarem e despojarem as pessoas.

  13. Não podemos impedir o crime nem adivinhar quem vai ser criminoso antes deste o ser.

    Seria um “admirável mundo novo” se pudéssemos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.