Dobrado contra singelo

"O CDS alegra-se com a votação esta tarde no parlamento que levou à reprovação da eutanásia em Portugal. Entendemos que este foi um sinal de grande maturidade democrática do parlamento", defendeu Assunção Cristas, em declarações aos jornalistas.


Fonte

__

Qualquer democrata aceita como um “sinal de grande maturidade democrática” o resultado da votação que chumbou a despenalização da eutanásia, embora uma parte desse grupo tenha sentido o oposto do sentimento que invadiu Assunção Cristas. É também provável que esse mesmo grupo, que se entristeceu com o adiamento do inevitável, considere o regular funcionamento da Assembleia da República como um constante sinal de maturidade democrática. Os democratas não discriminam as actividades parlamentares quanto à sua natureza e grau democrático usando estados de alma ou interesses sectários como critério. Os democratas estão apaixonados pela democracia.

Dobrado contra singelo como Assunção Cristas considera um sinal de imaturidade democrática, ou coisa bem pior, o resultado da votação que ocorreu no Parlamento no dia 10 de Novembro de 2015, às 17h16 dessa terça-feira.

9 thoughts on “Dobrado contra singelo”

  1. Pois. E como prova da equanimidade e do espirito neutro dos autores e comentadores do Aspirina B, quero ver aqui em baixo uma avalanche de comentarios a protestar alto e bom som contra os juizes espanhois que pervertem o aparelho judiciario para bem da sua agenda politica e que conseguiram fazer com que o governo do Raroy, eleito pelo povo, fosse destituido. Mais uma vez a pretexto de fantasmagoricos casos de corrupção que, como todos sabemos, apenas existem dentro da cabeça doentia de magistrados mediocres e frustrados. Um verdadeiro perigo para o Estado de Direito, não acham ?

    Boas

  2. Concordo absolutamente com Pedro que se refere a João Viegas como ‘uma ganda totó’. Mas, devagar, vou mais longe: João Viegas demonstra não ter o que devia na sua caixa craniana, pois estende-se sobre uma outra matéria que não tem rigorosamente nada a ver com o artigo de Valupi, ‘Dobrado contra singelo’. Daí que conclua que os dois hemisférios da massa cinzenta que têm as pessoas normais, no caso de João Viegas são substituídas pelas duas nádegas que estão instaladas na sua caixa craniana. Resumo da ópera: João Viegas tem merda na cabeça.

  3. É evidente que o comentário de Joáo Viegas nada tem a ver com o artigo de Valupi, embora quem acompanhe o que se passa neste blogue possa ter uma ideia do porquê dele. Aliás é um hábito muito utilizado que pode e deve ser reprovado. e bem. Mas para quê a ofensa? Não valoriza nada a reprimenda, embora também seja um hábito muito utilizado, e mal.

  4. a justiça em espanha é muito esquisita : tanto está a fazer fretes ao executivo do rajoy toireando o puigdemente como , de repente , dá-lhe um vaipe e derruba o rajoy… god , que democracia mais terceiro ,mundista ,assim não há antiespanholista que consiga ter um discurso coerente , caray -:)

  5. Que eu so tenha merda na cabeça, OK. Ja quanto à relação com o post, discordo : o post é, também, sobre o habito de apenas aplaudir o procedimento quando gostamos do resultado, e correlativamente, de critica-lo quando o resultado não nos convém.

    E por falar nisso, não ha mais comentarios ? Então e o Lucas Galuxo e o outro baixote, que ladra mas não morde, o Capacho, não têm nada a dizer sobre mais um exemplo de complô internacional dos juizes contra a democracia ?

    Boas

  6. ò biégas, o rárrói levou com uma moção de censura e foi com o caralho. foi o parlamento que democraticamente lhe fez a folha e não a justiça que tem andado a engonhar os processos do moço, para ver se o safava das merdas em que se meteu. aconteceu que o parlamento, farto de tanta asneira, resolveu o problema e a justiça foi atrás para não ficar pior na fotografia. e agora vai para o caralho na paz do senhor.

  7. Viegas, por acreditarmos que a justiça funciona e que a esmagadora maioria dos Juízes e Procuradores são honestos e procuram fazer justiça em vez de política é que denunciamos os casos em que nos parece que isso não acontece. Lula, Sócrates e Trump são vítimas de lawfare. Ponto. Sobre o que se passou com o PP espanhol tenho pouca informação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.