Do que têm medo?

«A Comissão de Acesso aos Documentos Administrativos dá razão a José Sócrates, que há dois meses viu o Conselho Superior da Magistratura (CSM) recusar facultar-lhe uma cópia do relatório da investigação que fez à distribuição da Operação Marquês, alegando que se encontrava em segredo de Justiça. Um parecer da Comissão de Acesso aos Documentos Administrativos, em resposta a uma queixa de Sócrates contra o CSM por “decisão limitadora a documentos administrativos”, não deixa margem para dúvidas: “Deverá ser facultada a documentação” ao ex-primeiro-ministro.

[...]

Desde o início da Operação Marquês que tanto a defesa de Sócrates como a de Armando Vara alegam que o princípio do juiz natural foi violado, tendo Carlos Alexandre sido “escolhido” para fazer a instrução do processo na fase inicial. Rosário Teixeira, responsável pela acusação, argumentou que o processo já estava “efetivamente distribuído a Carlos Alexandre”, porque este juiz já tinha autorizado escutas. O CSM concordou com esta interpretação, disse que os novos processos teriam de ser divididos entre os juízes do Tribunal Central de Instrução Criminal e referiu ainda uma avaria no sistema informático como causa que teria impossibilitado uma atribuição eletrónica dos processos.

Mas o juiz Ivo Rosa, que ficou com o processo na fase de instrução, arrasou o CSM, concluindo que não tinha havido qualquer avaria e o processo tinha sido distribuído manual e diretamente a Carlos Alexandre. E, como havia indícios de crime, enviou tudo para o MP, que abriu uma investigação.»


Sócrates pode aceder a relatório do CSM

9 thoughts on “Do que têm medo?”

  1. É trágica a farsa que continua no dia-a-dia da corporação da Justiça em Portugal – e sempre a piorar!

    ….Sobre a forma como foi distribuido o processo e que o JUIZ IVO ROSA denunciou frontalmente …. até o ADVOGADO GARCIA PEREIRA O AFIRMOU …e não é um “socratista”!

    … OU AINDA TÊM DÚVIDAS….AO ASSISTIR AO DESENROLAR DA “AVENTURA RENDEIRO”?!?

  2. Na opinião pública ninguém quer saber disso para nada! Muitos já o tinham metido na cadeia e deitado a chave fora.
    Este processo é um NOJO do principio ao fim.
    Se isto fosse apresentado a qualquer pessoa que perceba minimamente o que é um Estado de Direito, sem ver os nomes dos envolvidos, não havia dúvidas para ninguém o embuste que aqui está!

  3. Canalhas!

    Esta farsa revoltante pode ter destruído a vida pública de José Sócrates, é um facto, e aparentar ainda acabar por passar impune, mas pode ter destruído muito mais do que se imagina. E a complacência cobarde de grande parte do PS também vai ter sérias consequências.

    Mas os seus piores efeitos, a prazo, serão mesmo no coração doente da Justiça portuguesa, onde o “bé-bé” começa a ser já quase invisível face ao que se começa a perceber ser o volume calamitoso da “água do banho” — e da imundície que a infecta.

    Água emporcalhada que um dia, finalmente, terá de ser despejada no esgoto, com muito desinfectante, ou então saír de enxurrada.

    Ninguém se iluda.

  4. Grande Zé Sócrates!
    Há mais tomates nessas calças que no MP todo!
    ps- yoyooooo, bota lá faladura para a gente se rir um bocadinho,

  5. Os “lesados” pela frontalidade e competência do juiz Ivo Rosa ao denunciar o “modus operandi” do M.P. e do juis Rosario Teixeira não desistem…. É LEREM O João Miguel Tavares hoje na sua “crónica sem respeitinho”, habitual na última pág. do jornal “Público”, em que , para ele, o problema da Justiça em Portugal é o JUIZ IVO ROSA…- Pois, claro, então não é?!?…

  6. O priapismo justiceiro destes retornados desembolados quase mata o edifício judicial português.
    Um dia, em breve, direi algo do que sei e penso sobre os retornados,sua malevolência em Portugal, da sua internacional racista e do seu rancor cego a tudo que não seja retornado.
    O Kuito-Canavale calou até os mais rezingas; o Savimbi dos churrascos foi à vida ,o Venturita odeia os pretos, os banqueiros tesos que apertados abalam para nenhures odeiam a Maria Isabel dos Santos ! Então o DDT ia à vida, o Zeca Diabo de Aveiro era condenado, o núcleo duro do BPN ia à pesca da solha, o Rendeiro genial perder-se no aeroporto de Frankfurt e a filha do preto Santos ia passar sem fogo ???

  7. Medo e farsa são as leis desta república, seja ela pré-socrática, socrática ou pós-socrática. O que é infalível é que exerce impunemente o esbulho generalizado dos portugueses. Lixando a vida de quem trabalha, dos que pagam impostos e de quem tenta goza o merecido direito à reforma. Uma república que instila o medo da rejeição e encena a farsa do democratismo.

  8. mandar endireitar a coluna a quem se habitou a andar de rojo é uma missão mesmo difícil , Português. tenha paciência , talvez ganhem vergonha de serem homúnculos , sabe-se lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.