DN ensina como se faz

O modo como o DN entrou nesta campanha em modo propagandista desbragado a favor do PSD poderá servir para muitas futuras teses de mestrado e doutoramento, em diferentes disciplinas e áreas de investigação. Está a ser um festival.

O Público não é diferente, mas neste ainda manda o Zé Manel ou os seus fantasmas.

7 thoughts on “DN ensina como se faz”

  1. O grupo do Oliveirinha, n quis perder a diligência da Cowboiada! Antes que fosse tarde, ei-los que colocam o pé no estribo e cavalgam a onda cavaquista, bem ou mal travestida!
    De um dia para o outro mudaram de linha editorial, salivando prebendas futuras. Há publicidade do Estado, ha televisões para distribuir e, apesar da gestão dos orgãos do grupo (DN, JN E TSF) nao apresentarem resultados sorridentes,a culpa foi do Sócrates. Por isso, há que virar estilo Correio da Manhã (afinal há know how ja adqurido na casa) e o JN tb precisava de uma vassourada. A TSF que oscilava conforme os apetites dos editores de serviço e tinha perdido algum norte desde que Carlos Andrade de lá saiu, ficou agora baldeada da matriz que sempre a caracterizou. Uma telefonia séria, com pensamento proprio e não alinhada. Ja passei a sintonizar a RFM! Ao menos dá-nos musica. Não mente!

  2. A TSF, um dia destes, dava conta de uma corrida de caracóis que tinha sido efectuada para, imagine-se, ver quem é que ia ganhar as eleições. É claro que o caracol vencedor (já no ano passado tinha sido(???)), foi o caracol que levava o retrato do Coelho. E por larga margem. Escusado será dizer que os comentários da tola de serviço eram de estarrecer.

    Assim vai uma rádio que já ouvi com respeito, concordando ou discordando do que lá diziam. Agora só quando o rádio não é meu e está ligado para lá é que a oiço.

    Quanto a mim podiam ir ao fim da rua e ficarem por lá. Sempre não poluíam…

  3. Talvez seja uma perda de tempo fazer estudos detalhados sobre a CS. É tudo tão evidente, que me parece necessário perder “tempo” com esse assunto.

    Por outro lado, esse trabalho depois de feito seria facilmente abafado, servindo apenas ao próprio.

  4. E que convém não esquecer que o João Marcelino foi promovido a comentador da RTP 1,ou seja pagamos todos ouvir o sujeito.

  5. Não é só o Marcelino. Há pouco na RTPN, para além da jornalista de serviço, estavam mais 3 jornalistas /comentadores políticos de sondagens: Inês Serra Lopes, Paulo Baldaia( o convertido repentino à direita conservadora), a dita dona do programa e um ilustre desconhecido( para mim, claro) jornalista cujo nome me escapou. Todos felicíssimos , vaticinando com certezas quase absolutas o que se irá passar dia 5: PSD ganhador absoluto, CDS talvez capaz de chegar ao pote também e Sócrates perdedor e fora do Parlamento . Enfim, um deleite pela isenção de argumentação. Enjoa e cansa ouvir esta cambada a querer fazer de nós todos uns tontos acríticos. Ansiosa que eles regressem rápidamente aos seus covis e voltem a alimentar-se de lesmas .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.