Delicioso

Ferreira Leite considerou que o processo “Face Oculta” já ultrapassou a mera dimensão jurídica, tornando-se também numa questão política, porque «existem certidões sobre escutas que envolvem o primeiro-ministro».

Ferreira Leite considerou ainda inadmissível que os responsáveis máximos pela Justiça em Portugal, ou seja, a Procuradoria-Geral da República e o Conselho Superior da Magistratura, estejam a "empurrar" responsabilidades sobre o destino a dar a essas escutas.


Manela, 2009

*

Então eu já tenho medo de ouvir o telemóvel com medo de estar a ser escutada, agora ainda vou ter medo de sair de casa com medo de ser seguida?


Manela, 2009

*

Considero esta situação inconcebível”. Assim começou por falar Manuela Ferreira de Leite sobre o Bloco de Esquerda contestar a recondução de Miguel Frasquilho como chairman da TAP e sobre as acusações feitas ao antigo deputado do PSD por ter recebido dinheiro do saco azul do GES através de uma conta offshore na Suíça. “Existe um clima de suspeição inaceitável na nossa democracia e não podem dar uma machadada tão grande sobre uma pessoa que não fez absolutamente nada por causa de suspeições. Ele já explicou o que havia para explicar, não há ninguém nesta vida que saiba qual a origem do dinheiro quando nos pagam o ordenado.”

E continuou, dizendo que antes de ser concretizada qualquer acusação, Frasquilho “já foi punido”. “Já o punem em plena Assembleia da República? É uma alimentação terrível por parte dos deputados por causa desta desconfiança que se está a instalar no país. Ele é um homem muito trabalhador e muito honesto e, como o conheço, acho que é uma suspeição inacreditável”, clarificou.


Manela, 2018

5 thoughts on “Delicioso”

  1. Está muito idosa.
    A idade não perdoa sobretudo a gente vingativa e despeitada.
    Sobretudo não perdoa a quem tem mau fundo.
    Há muito tempo afigura vive do ódio . Tal como seu cavaleiro andante pacheco pereira.
    Uma seca. Outro infla.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.