Delenda Cavaco

O Presidente da República não se considera responsável pela sua Casa Civil. A situação fica, pois, muito mais grave do que já estava. Contudo, como se trata de Cavaco, pode ainda piorar. Foi assim que ouvimos, estupefactos, o recado para a oposição: ataquem o Governo nas questões do desemprego, falta de competitividade e insegurança. Aqui entre nós, é um briefing bem esgalhado.

A questão já não é a de descobrir quão mais baixo conseguirá chegar esta Presidência ― a questão é a de saber até que dia de Setembro vai Cavaco continuar em campanha contra o PS.

5 thoughts on “Delenda Cavaco”

  1. eu quero que o sócrates se estampe com uma maioria relativa e bem ao contrário dos cegos selectivos que vão votar nele (como o agora “val”).

    no entanto gostava de saber pq não puseram um jornalista com mais capacidade de improviso a fazer perguntas ao CAvaco.

    se ele acha que isso das escutas é conversa de gente que quer desviar as atenções pq é que ninguém lhe perguntou os motivos pelos quais gente da sua própria casa civil tentou desviar as atenções sobre o desemprego? não deviam ir com a da mãe Às costas ?

  2. Temos de viver com aquilo que temos:
    Ao ouvir as declarações do PR, a um canal televisivo, fiquei apreensivo com o que foi dito. E sugeria que a partir das próximas eleições presidenciais, todos os candidatos, sejam obrigados a fazer um exame às suas faculdades mentais. Fiquei perplexo com o que foi dito e com a forma. É de lamentar que o órgão máximo da Nação, tenha tais afirmações. Há dias escrevi que ele tem dificuldade em despir a camisola partidária. Cavaco faz-me lembrar uma criança a quem se dá uma camisola e ela nunca mais a quer despir, mesmo quando vai dormir. Que sede de vingança demonstrou ter ao governo, não é com atitudes destas que salva as suspeitas, que temos quanto ao caso BPN e Dias Loureiro, seu delfim. Depois toma posições como no caso do Novo Código de Execuções das penas. No tempo em que era 1º. Ministro, era assim que se procedia e agora vem afrontar o Governo. Devia pedir desculpas a todos os intervenientes dos Conselhos Técnicos de todos os Estabelecimentos Prisionais do País, assim como ao Director Geral dos Serviços Prisionais, pela sua desconfiança. Todos deviam de pôr o lugar à disposição de Cavaco, para criar uma crise, em todo o sistema prisional e assim derrubá-lo. Enquanto não o devolvermos à procedência, vamos ser sempre afrontados com este tipo de atitudes. Triste sina de um País que tem que levar com isto. Devia de estar sempre a comer bolo-rei, que enquanto o comia não dizia disparates. Também devia de fazer um tratamento ao modo como se pronuncia. É de lamentar.
    Não sirvas a quem serviu e não peças a quem pediu.

  3. Val, fiz link no A Nossa Candeia… aproveito para dizer que o comentário de Manuel Pacheco é um excelente texto. Abraço. :)

  4. lá bem no fundo, sempre lhe apeteceu experimentar o que era, afinal, isso da má moeda.
    parece que lhe tomou o gosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.