De quem fala e do que fala?

"Tenho a certeza que é um cargo que nunca exercerei. Cada um deve estar onde se sente bem, e a experiência indica-nos que quem gostou de ser primeiro-ministro nunca deu um bom Presidente da República. Quem gosta de funções executivas, é muito difícil não estar na Presidência a tentar interferir na ação governativa."


António Costa

24 thoughts on “De quem fala e do que fala?”

  1. talvez esteja a falar do quarto presidente que, frustrado enquanto primeiro ministro, frustrado porque sempre quis ser presidente, quando foi presidente foi para derreter o primeiro ministro. um badalhoco, portanto.

  2. do tio celito , que adora meter o nariz onde não é chamado e que concorreu várias vezes a funções executivas.

  3. E uma opinião dificilmente não aceitável e refere-se, e bem, a todos os que entre nós, no nosso país, estiveram nessa situação. Para quê, pois, nomear este ou aquele? Logo viria a partidarite dos comentadores encartados, a direita e a esquerda engalfinhada. E não virá?

  4. De quem fala:
    Não fala de ninguém em particular. É conversa da treta. Serve para preparar “do que fala”.
    Do que fala:
    Dele próprio. Convencido de que foi um bom e gostou de ser primeiro-ministro, vai avisando que quando for presidente da república vai interferir na acção governativa. Isto, claro, se não conseguir um cargo internacional (o que é o mais provável).
    No passado também disse que nunca seria primeiro-ministro.
    Infelizmente nos tempos actuais é difícil encontrar um político com perfil de estadista.

  5. Ó Tu mesmo:
    E que tal se utilizasses esse raciocínio da “conversa da treta” para analizar o burgesso do Rio?
    Um gajo que critica a governação e depois se oferece para apoiar um governo do PS? Que confessa que está à cata dos votos dos indecisos de “centro esquerda”? Que fala do partido do Ventas como fosse o papão e fez coligação com eles à primeira oportunidade?
    Agora os palhaços merdiáticos andam a vender que o Rio é da ala mais centrista do PSD. Claro que estão concertados para captar essa faixa do eleitorado.
    Quanto mais os mérdia se agregarem para combater o PS, mais convencido fico que o PS está menos desgastado do que apregoam, apesar das históricas crises recentes por que passou.

    Aproveitando a deixa para falar da prestação do Celinho:
    Já sabia- e disse- que o Marcelo das viagens se revelaria no 2º mandato. A estratégia dele foi a mesma do Cavaco, que não se atreveu a enfrentar o Sócras enquanto este beneficiou de sondagens altas, para desapontamento das hostes do PSD e CDS (até alguma esquerda) que queriam que eles cortassem as pernas aos PM xuxas.
    Os dois presidentes de direita foram transportados ao colo pelos mérdia porque estes precisavam de manter um personagem da direita à tona de água. Falo principalmente do último que graças ao seu carisma televisivo conseguiu manter o PSD vivo após o terrível acidente Passotroikista que, além de afundar o país, o vendeu ao desbarato na sequência da crise financeira mundial do SubPrime (não, não foi provocada pelo Sócras)
    Não esquecer que alguns notáveis deste partido foram premiados com cargos milionários em empresas como a Goldman Sachs (Cherne Durão e Arnault, por ex.), ou mesmo a EDP (Catroga a 50.000€ mensais). Claro que estes providenciais cargos não revelam indícios de GROSSEIRA corrupção porque não se trata de xuxas, é tudo gente “honesta”.
    Desculpem a verborreia, mas estive a ouvir a merda do fórum da TSF e tinha que desabafar.

  6. Eu mesmo, se passar – e aguentar firme -, por estes dois últimos anos, com os cabrões da oposição e da geringonça a quererem sabotar e agourar, com uma comunicação social fedida e com um povo cansado e intoxicado, não é ter perfil de estadista então o mundo é quadrado. e o Eu mesmo também. vá, por favor, imediatamente, limpar os seus cantos e arejar os seus ângulos.

    penso que Costa está agora, em retrospectiva, a valorizar Sócrates. e estas palavras são um bom começo. porém, não obstante, contudo, todavia, que não espere que um excelente primeiro ministro como ele foi, ele o Sócrates, não se candidate um dia destes a presidente. porque pensa mal. eu quero que Sócrates se candidate, não pelas chapadas que pode dar, pelo contrubuto que ainda nos pode dar na política.

  7. Vieira, não percas tempo, eu mesmo só há um, que sou eu. Aliás devias perceber que o clone utiliza uma linguagem muito pouco elaborada, e um raciocínio muito perto do deficiente mental.
    Quanto ao post propriamente dito é melhor acrescentar um ditado muito popular.
    – Nunca digas desta água não beberei.

  8. Fónix, tresli a cena.
    Parece que concordo é com a Olindinha, lóle!
    Desculpa o engano, Ricardo. Podes ir comer um cagalhão.

  9. penso que não vale a pena candidatar-se , teria mesmo de ser só PR e viver com o ordenado de PR , dado , com certeza , vir a ser bem vigiado ( casa roubada , trancas à porta?) e ordenado de PR não dá para jantares de 10 mil euros e merdas assim de infeliz primário , carente e insatisfeito

  10. essa sua velhacaria, yo, não é digna sequer de entrecosto grelhado com arroz de feijão – quanto mais de um jantar de dez mil euros à altura de quem faz pasto de comida de autor no imaginário febril dos invejosos. Sócrates é gourmet, pois claro. eu quero um presidente de ideias gourmet.

    (só para esclarecer a bancada: só bebo água fresquinha em copo rendilhado de cristal belle epoque)

  11. A yo tocou num ponto curioso, no ponto g da questão 😆 o salário minimo e médio português fica muito aquém da decência . O salário do PR é igual ao salário dos presidentes ou homólogas da Europa. Se houvesse proporção também seria bem menor.

    O chefe da armada q foi exonerado fez bem em manda los a todos à merda. Este governo já nos habitou a uma coisa, por as pessoas a dedo nos cargos. Foi com Centeno que não tinha idoneidade naquele momento. Agora voltou q desvalorizar o cargo de chefe maior da armada para colocar um homem popular na função. Não são as pessoas q se adaptam aos cargos, os cargos é têm q adaptar se ao timing dos políticos. Rui Rio nao faria isso.

  12. gourmet de alimentos processados , cheios de conservantes , geneticamente modificados , sem os nutrientes necessários , embalado em pacote com montes tralha desnecessária e um laçarote? passo , prefiro umas cerejas do quintal da minha tia , ou um ovinho aqui da minha Clotilde.

    hoje estou muito contente . o neto do Aquilino mandou-me uma foto dele!!

  13. Outra coisa q o Costa disse na entrevista que é pura tentativa de manipular o eleitorado, tenta estupidificar o povo: “Rui Rio não tem experiência como primeiro ministro”. É preciso experiência?

  14. Vieira António Costa na entrevista:

    O discurso dele do 25 de Abril, que felizmente poucas pessoas repararam porque a sessão foi obviamente marcada pela excelência do discurso do Presidente da República, é da maior gravidade. Porque dá voz ao populismo contra a impunidade e a conclusão que tira é que é necessário dar uma machadada na independência das magistraturas, com aquela peregrina perseguição que faz ao Ministério Público e à necessidade de os políticos terem uma maioria no Conselho Superior do Ministério Público”.

  15. “a experiência indica-nos que quem gostou de ser primeiro-ministro nunca deu um bom Presidente da República”

    Só dois presidentes foram anteriormente primeiros ministros: Soares e Cavaco.
    Costa está a falar do Cavaco, que, de facto, gostou de ser primeiro ministro, não deu um bom PR e sempre quis interferir na acção governativa.
    Por outro lado, como Costa certamente acha que Soares foi um bom PR, também se conclui que, segundo ele, Soares não gostou de ser primeiro ministro, porque se tivesse gostado nunca teria dado um bom PR.

    Marcelo está fora disto, porque nunca foi primeiro ministro. Mas, se tivesse sido, teria gostado da experiência? Certamente que não. Teria detestado a função e teria dado um péssimo governante. Como PR foi (até agora) dez vezes melhor do que Cavaco, ainda que não precisasse de se esforçar muito para isso.

  16. Sorry lá, ó Tu mesmo mesmo. Isto com clones torna-se mais complicado e é uma das táticas mais comuns para avacalhar blogues, mas o Valupi é que sabe como quer gerir a coisa.
    Quanto ao facto de dizer que bebe, ou não, daquela água, não sei porque é que só os palhaços da direita é que podem ter tabús ou desvalorizar o assunto.
    Não sei se te lembras do circo que os mérdia montaram em volta do Guterres, tal era o terror que a sua possível candidatura lhes provocava.
    Na verdade ’tou-me a cagar se bebe ou não, no entanto não sei se estavas a imaginar um Pedro Nuno Santos PM com um António Costa PR, hã?
    E um Sócrates ministro da justiça? Hahahah, mijava-me a rir!
    Claro está que levávamos logo com um atentado do ISIS e ficava tudo em estado de sítio que era para aprendermos.
    A idYOta continua na treta do costume a papaguear notícias do Corrimento da Manha. Já vamos em jantares de 10.000€. Fosga-se!
    Ai as cerejas da tia e o ovinho da Clotilde…
    Por mim a amiga pode seguir a dieta que aconselhei ao triste do Ricardo, sei lá.

  17. ó sr. Coquille recheado de manias , se fosse pregar aos crentes não seria melhor? alguém lhe pediu conselhos ? tem algum diploma que o habilite a dá-los? acha -se o maior porque a mamã lho disse de pequeno , é isso ? um caso clínico?
    vá dar banho ao cão e demore bastante , s.f.f. , você é um chato sem graça nenhuma , uma coisa convencional.

  18. Prontes, já tá! Lavadinho com Soflan.
    Foi rápido.
    Desculpa lá, mas tenho tanto direito a dizer baboseiras como toi même, o Ele mesmo, os clones, ou o teu amigo Ricardito.
    Por isso, não leves a mal, mas é até que a voz me doa.
    Até ’tou de cama, vê lá.
    Não, não é Cóvides. É gripe, mesmo.
    Tenho que perguntar ao médico qual é o vírus que põe a boca a saber a bicicletas partidas. Lóle!

  19. claro que tem direito a dizer baboseiras , mas diga-as com graça , e não como sargento. rir é o melhor remédio.
    (agora já teve piada , diga-se , será do soflan que lhe subiu à cabeça?)

  20. Para já, eu digo o que quero, quando quero e como quero. Não estou aqui para ter piada.
    Se acharem que a tenho, ótimo. Se não, temos pena.
    É que, algumas bardajoquíces que se tentam propagar por aqui são baixas demais para se achar piada e não são inocentes. É a agnotologia elevada à 5ª potência e o pessoal embarca nessa merda alegremente por qualquer sonho gorado que querem imputar a um personagem (esta foi profunda, espero que percebam a idéia).
    Já o referi mais do que uma vez:
    Há quem goste de questionar a “ordem” das coisas, mas não se interroga como é que existem uns criminosos que passam entre os pingos da chuva, incólumes, enquanto outros (menos perigosos) são tão unanimemente perseguidos e atacados, dispendendo-se recursos astronómicos para os destruir. Qualquer coisa não cheira bem mas, se calhar, deve de estar tudo cóvidado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.