#ConselhosdoCosta

Aproveitem a experiência acumulada a tratar os portugueses como gado com amnésia para escrever livros e dar cursos de formação #ConselhosdoCosta

Criem o partido dos directores e comentadores de imprensa com alergia raivosa ao PS #ConselhosdoCosta

Esqueçam a Cristas e entreguem já o CDS ao Nuno Melo para acelerar o processo #ConselhosdoCosta

Peçam ao Duarte Marques que defina a estratégia do PSD para os próximos 40 anos #ConselhosdoCosta

Mantenham o Portas no activo para ir explicando as cenas à sua maneira #ConselhosdoCosta

Continuem com o aldrabas de Massamá a liderar a oposição #ConselhosdoCosta

Convençam Cavaco a lançar as suas memórias sobre a “Inventona de Belém” e publiquem-nas em fascículos no esgoto a céu aberto #ConselhosdoCosta

15 thoughts on “#ConselhosdoCosta”

  1. Valupi, a coisa está no Expresso e não surge assinada. Conclusão minha, e bem possível: trata-se de um editorial de um jornal dito de referência escrevinhado por engraçadinhos tão engraçadinhos como a malta da selva do FB.

    Malta com a escola da JSD, que aprendeu a ler no partido e que se destacou na universidade de Verão promovida do Carlos Coelho. Um sucesso, portanto.

    Actualizo, por isso, o que disse há dias sobre o elevador laranja que descia. Ao Passos Coelho, ao Marco António Costa co-responsável pelo afundanço financeiro da CM de Gaia e ao Duarte Marques junta-se, agora, o grunho do Hugo Soares. É sempre a descer.

    ___

    Adenda. Por falar em “universitários/as” deixo aqui a prosa da famosa Maria Teixeira Alves. Nem a digitar um máximo 140 caracteres se safa a moça, ou será mossinha com essinhos?!

    Maria Teixeira Alves @MariaTAlves
    Vendam o carro, ponham o dinheiro debaixo do colchão, e levem a garrafa de vinho para o Restaurante #ConselhosDoCosta
    11: 31 – 8 fev 2016
    4 Retweets 7 7 favoritos

    Linda, …!

  2. Cursos de enriquecimento súbito ministrados pelo Mestre Relvas são garantido investimento – Conselhos Costa

  3. “O vosso Partido está falido ?
    Assaltem o Poder !”

    isso foi a receita do psd, com ida ao pote do narcotóino bosta safaram-se da venda da sede proposta pelo meneses.

  4. Não são os pafiosos que andam a clamar contra o enorme aumento
    de impostos? Já se esqueceram que, em Abril passado no PEC envia-
    do para Bruxelas, previam um aumento da carga fiscal de 25,6 do PIB
    e, andam a dizer bacoradas, quando no O.E. 2016 apresentado por An-
    tónio Costa esse aumento é de 25,2 % … andam a comer muito queijo!!!

  5. Do link posto pelo ignatz às 20.48 de 8 de Fevereiro transcrevo este bocado, para aguçar a leitura do artigo completo:

    «And so the roughly 20% drop in Deutsche’s 7.5% perpetual CoCo that has happened in just a few weeks is a manifestation of a fear not only that a missed payment will come to pass, but that Deutsche Bank could also write down the value of these bonds if its capital falls below a certain level. (If you write down the value of this bond — and the resulting future payment obligation — your capital level increases.)

    In short, this would be a big deal.

    As for why this is happening, Tchir has a few rough ideas (and when any asset re-prices this quickly on what is, comparatively, not a lot of news, all ideas are rough).

    For one thing Tchir points to a Bloomberg report from December 30 that details a bond deal in Portugal that inflicted losses on some but not all of a bank’s bonds.»

    Chamo a atenção para o último parágrafo, que estabelece uma possível correlação entre o precipitar dos problemas do Deutsche Bank e “a bond deal in Portugal that inflicted losses on some but not all of a bank’s bonds”. É uma referência à engenharia saloia do governador do Banco de Portugal que deitou para o lixo do “banco mau” algumas das famigeradas “obrigações não subordinadas”, ou “séniores”, do Novo Banco. Os problemas do Deutsche Bank poderão, assim, resultar em parte do receio de que a esperteza de Carlos Costa para disfarçar as asneiras que fez com o BES abra um precedente.

    Para quem queira perceber melhor, o texto citado remete, por sua vez, para este artigo da Bloomberg:

    http://www.bloomberg.com/news/articles/2015-12-30/investors-aren-t-very-happy-with-portugal-s-bank-bond-decision

    Terá sido a referida decisão de Carlos Costa e não a reversão parcial da negociata da TAP e das concessões nos transportes a pôr alguns potenciais investidores internacionais com vontade de passar ao largo, ao contrário do que os pafiosos tentam fazer crer.

    E convém lembrar que Centeno criticou abertamente essa medida de Carlos Costa, que classificou como “preocupante”, como se pode recordar aqui:

    https://www.publico.pt/economia/noticia/centeno-confirma-preocupacao-do-governo-com-decisao-do-bdp-sobre-novo-banco-1720266

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.