Confirmado: Rio vai ser o próximo presidente do PSD

“Se vivêssemos numa democracia adulta, uma pessoa que chega ao Parlamento e não diz a verdade a toda não tinha condições para desempenhar o cargo [de ministra das Finanças]”, disse Rio, sobre Maria Luís Albuquerque, considerando que, hoje, “ela já é um problema” para o Governo de Pedro Passos Coelho.

O autarca, que está a beira de deixar a presidência da Câmara do Porto, depois de três mandatos, disse que a avaliação que faz das capacidades técnicas da ministra “é muito má”, afirmando que ela é “uma pedra no sapato”, “um erro” e o “elo fraco” do Governo. Ainda assim, defendeu que Albuquerque não deve sair agora, uma vez que uma nova demissão provocaria “outra crise” política.

Fonte

“Se apoiasse Luís Filipe Menezes era hipócrita. Se não dissesse nada era oportunista. Todos os dias faz promessas e promessas e promessas (…). Tenho a obrigação ética de me demarcar muito claramente do candidato que vai destruir tudo o que foi feito. Isto descredibiliza os partidos”, lamentou o autarca social-democrata, em entrevista hoje à noite à RTP1.

Afirmando-se “desgostoso”, Rui Rio reprovou o PSD por estar “a infligir pesadas medidas aos portugueses, dizendo que a culpa é de quem endividou o país” e, ao mesmo tempo, escolhe “para o Porto Luís Filipe Menezes, que em Gaia fez pior do que os antecessores socialistas que [o Governo] critica”.

“Tenho a obrigação de demarcar do meu partido. Não é politicamente honesto porque o partido que durante 12 anos disse uma coisa [aos eleitores do Porto], agora diz algo completamente diferente”, afirmou.

Rio admitiu poder vir a ser “sancionado” pelo PSD pela posição assumida na entrevista, mas recusou “ser hipócrita” e alertou que quem suceder a Menezes na Câmara de Gaia “vai ter um problema gigantesco”.

Fonte

7 thoughts on “Confirmado: Rio vai ser o próximo presidente do PSD”

  1. Portugal é uma democracia adultera, e não adulta; pois o nosso primeiro-ministro cometeu adultério contra o eleitorado que nele votou, ao ceder aos desejos dos banqueiros credores de Portugal.

  2. Se Rio fosse presidente do PSD e primeiro ministro de Portugal isto não estava assim. De certeza. E o PS ainda tem que dar muitas cambalhotas até encontrar alternativas que lhe façam frente.

  3. Um individuo que afirma que “culpa é de quem endividou o país” percebe tanto do que se está a passar na europa ocidental e no mundo como paços coelho, é demasiado básico para ser uma solução, é mais do discurso moralista que vivemos acima das possibilidades.
    Quer passar a imagem que é sério e não está para demagogias, na realidade usa a suprema demagogia o que faz dele ou muito pouco sério ou totalmente impreparado demonstrando toda a sua ignorância.
    É mais um daqueles que acha que, usando as palavras de JKGalbraith “…if you’re of the view that money is a physical constraint in the system, then you’re doomed. You’re not going to get there..”

  4. Que ideia mais tonta…

    Infelizmente, repito, infelizmente, Rui Rio NUNCA será Presidente do PSD! Nem ninguém com um mínimo de VERGONHA NA CARA voltará a ter poder dentro deste Partido, como aliás dentro do PS (e do CDS).

    Homens íntegros e honestos como ele estão definitivamente arredados do Poder em Portugal. E se um dia, por casualidade, algum Rui Rio chegasse a 1º-Ministro deste País, ou vergava, ou teria o mesmo triste fim de José Sócrates. Esta é que é a realidade do Portugal atual.

    Desenganem-se, pois, ingénuos.

  5. o menezes e o rio lembram-me a fábula da cigarra e da formiga e o cavaco o la fontaine. cenas do século passado, de moral duvidosa, que nos continuam a impingir em nome dos princípios e valores, que não se sabe onde começam e quanto custam. tudo uma cambada de vígaros com tempo de antena.

  6. Estamos perante dois sujeitinhos da mesma estirpe,da mesma escola e com os mesmos objetivos a cumprir.Filhos de uma doutrina populista,prestadores de contas aos mesmos PATRONOS,afilhados de padrinhos diferentes,percorrendo caminhos,aparentemente, diversos,mas com o ponto de chegada comummente partilhado:SERVIR OS PODERES FINANCEIRO E OS GRANDES GRUPOS DOS NEGÓCIOS.

    Desta tropa fandanga está o País farto!Ou não?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.