Compravas pão a este padeiro?

Jerónimo de Sousa: Ferreira Leite e Sócrates “são farinha do mesmo saco” 22 agosto 2009

Jerónimo critica PS e PSD: «São farinha do mesmo saco» 15 de Maio de 2010

O secretário-geral do PCP encerrou este domingo o VIII Congresso Regional dos comunistas da Madeira com um ataque ao “inusitado romance” entre Alberto João Jardim e José Sócrates, um entendimento que faria “chorar as pedras da calçada” se os protagonistas não fossem “farinha do mesmo saco”. 30 de Maio de 2010

Jerónimo de Sousa, aludindo às últimas eleições, em que o povo, cansado de Sócrates e da sua política, optou pela suposta alternativa do PSD, recordou os avisos então feitos pelo PCP e que diziam ser falsa essa alternativa, que «PSD, tal como o CDS, identificam-se com o programa da troika. São farinha do mesmo saco». 11 de Agosto de 2011

Jerónimo diz que “um e outro [PSD e PS] são farinha do mesmo saco, são siameses na política e nas decisões que querem tomar 4 de Maio de 2014

“O que confirmam os programas de uns e outros, PS, PSD e CDS, é que são farinha do mesmo saco”, apontou Jerónimo 17 de Maio de 2015

Jerónimo diz que PS e PSD encenam “divergências e desacordos” e que “são farinha do mesmo saco” 22 de Maio de 2015

19 thoughts on “Compravas pão a este padeiro?”

  1. Como dizia o outro, é verdadeiramente digno e justo, razoável e salutar, lembrar estas jaculatórias dos vendilhões do templo.

  2. Vivo numa autarquia cdu desde sempre. Está endividada até à raiz dos cabelos.
    Medidas para tentar amenizar a coisa: aumento do imi e outros impostos municipais.

  3. antes ele que o teu amigo Sócrates, o mais trafulha que houve em Portugal desde alves dos reis, justamente detido e, decerto, preso por muitos anos

  4. Filipe, escreve aí uma, apensa uma das “trafulhices” do Sócrates. Não vale mentiras e calúnias mil vezes repetidas até te parecer verdade. Fala de uma que tenha sido investigada, provada, julgada e condenada em tribunal. Porque “indícios” não chegam para incriminar nem para Sócrates, nem a ti nem a mim. Concordas?

  5. compraria pão mais facilmente ao Jerónimo que ao Valupi, uma vez que o primeiro usa sempre a mesma receita e os clientes já sabem o pão que comem, enquanto o segundo é um aprendiz chico-esperto que altera a receita conforme a clientela, o tempo e o volume do negócio, deixando dúvidas e espanto nos fregueses.

  6. Mas pequenino, tu não passavas na prova da farinha – que foste enrabado, cabeça, bolas e tudo lá dentro, e continuas na mesma -, e queixas-te dos padeiros que acertaram em toda a linha naquilo que trazia a receita do pão que temos manjado – pão do tempo da bisavó?

  7. Há muito tempo que o padeiro vem avisando os clientes que a farinha é má. E, na verdade, a degradação da qualidade do pão aí está a comprová-lo, apesar da frequente mudança de fornecedor nos últimos 38 anos. O problema é que, até agora, só há dois fornecedores de farinha (PS e PSD, de vez em quando com fermento CDS) e já é tem da padaria passar a escolher novos fornecedores.

  8. Não comprava nem compro a este padeiro e, aos outros
    padeirinhos que, em vez de “pescarem” nos indecisos ou
    nos abstencionistas resolvem atacar o PS apesar, da aber-
    tura mostrada, à participação de quem queira, para re-
    ceber contributos para um futuro programa de Governo!
    Não era a maioria que todos os dias falava do programa
    do PS para as eleições ? Agora, que já o começa a ter, diz
    não haver pressa em mostrar o seu (deles)!!!

  9. Este padeiro o que quer é apenas que o moinho dele produza farinha e pouco lhe interessa a qualidade, pois o “povo” não é ele. O que para o Jerónimo (bem pior que Cunhal) conta são os 300€ de cada voto que lhe cai na urna nas Legislativas, é assim há 40 anos. Do PCP o país apenas pode esperar contestação preferencialmente ao PS que é onde pode ir buscar votos.

  10. ó linda, já lhe pus os olhos em cima e garanto-te que o rapaz é cá um pão bem gostoso, porém, aviso-te já que aquela massa não é para os teus dentes.

  11. Ele há gajos assim. Quando “atinam” com uma frase, ou palavra a que, vá-se lá saber porquê, acham graça, repetem-na por tudo e por nada até à exaustão.
    Tive há muito tempo um professor de matemática que tinha a mania do “e por conseguinte”, que repetia milhentas vezes e por dá cá aquela palha durante a aula.
    No caso do tio Jerómino e das farinhas, ele lá sabe do que fala, porque, também ele, foi farinha do mesmo saco com o psd e o cds em 2011 no chumbo do pec IV e não só.
    E continua(m) a ser e gosta(m). Basta ver, por exemplo, a mistura de farinhas pcp/psd na câmara de Loures para derrotarem o PS nas últimas autárquicas.
    Lá de mistura de farinhas percebem o tio Jerómino e sus muchachos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.