17 thoughts on “Como reconhecer uma depressão”

  1. O Pacheco Pereira é cada vez mais uma loja dos chineses da política e da comunicação social: a probabilidade do produto ser marado é mesmo muito grande.

  2. Eu já não perco tempo com esse “bluff pseudo-intelectual”!

    Val, são 12H de Domingo, 6 de Junho, e acabo de ouvir as duas entrevistas que o candidato Fernandio Nobre deu à TSF e ao RCP – andei a “saltar” de um para outro. E gostei, não desta ou daquela resposta, mas da determinação mental de falar verdade que senti como pano de fundo neste candidato independente.
    Eu que já tinha decidido ir votar em branco, vou rever a minha posição. E julgo que nós, os que não conseguem “engolir” as razões do PS – que de facto as tem – para dar o seu apoio oficial ao “poeta de serviço à nação”, devem reflectir séria e profundamente na hipótese de sermos cúmplices activos da candidatura do Fernando Nobre. Mais vale participarmos na escolha de um Presidente da República que nos oferece desde já a sua independência do que deixarmo-nos vencer passivamente pela escolha que outros farão.

    Val, agora vou sair, mas proponho que reflicta sobre esta hipótese. Até já!

  3. “Val, agora vou sair, mas proponho que reflicta sobre esta hipótese. Até já!”

    Maria da Guia,
    bem pode esperar, do Val, nem com tinto, vodka, run, and so on…
    oh Val, estou a brincar, a gente tem que levar isto numa boa, como numa partida de xadrez. Vale?

  4. Esta ideia de podre até talvez nem fosse despropositada noutras áreas. Diz o blogue “arrastolas”, missing the main point, also probably missed by Pacheco and the remaining artolas:

    “O governo vai fechar todas as escolas com menos de 21 alunos. Não é coisa pouca. Sâo
    quase 900 escolas básicas. Um quinto das escolas do ensino básico. 500 já no próximo ano”.

    And the point is: Whatever happened to the missing children who justified the need for so many schools before?

  5. GiróFlé, e
    GiróFlá
    “O governo vai fechar todas as escolas com menos de 21 alunos.”

    vc e o Mário Nogueira, testa de ferro do PC, podem juntar os trapinhos e escavacar o que resta do ensino…

  6. A sobrevivência política do bardo da marmerdeira está posta em causa.
    Com o fim da comissão “fantochada” o futuro político deste torquemada de meia tijela é cinzento.

  7. …como é louco este sábio, com os seus quarenta pensamentos: mas creio sem qualquer dúvida que é bom entendedor do dormir

    …dez vezes por dia tens de te reconciliar contigo mesmo, porque a tua luta é amarga e quem não está em paz dorme mal.

    …poucas pessoas o sabem: mas é necessário possuir todas as virtudes para dormir bem.

    Nietzsche em “Assim falou Zaratustra”

  8. Maria da Guia, fazes muito bem em não votar em branco. Também votarei Nobre caso não apareça outro candidato mais apelativo.
    __

    Chessplayer, só para te informar que já larguei o vodka. O xadrez é que não.
    __

    J.H., concordo muito contigo.

  9. “Chessplayer, só para te informar que já larguei o vodka. O xadrez é que não.”

    Val,
    não sejas romântico. largaste o Vodka? valha-me Deus?? e o Vitor, aquele do Laranjeiro sabe? eu, nem o vodka nem o ginTónico… bom são contas doutro rosário.

    “… O xadrez é que não.”

    pois, mas paraste no tempo. escresves bem melhor do que eu, salvo pior opinião. pelo que sei, de xadrez ficaste pelo romantismo, gambito Evans, e, que bem jogavas o gambito de Rei.
    moral da história:
    como não apanhei o comboio a arte de bem escrever, como tu, um dia que te dê jeito a gente joga uma partida, nas seguintes condições:

    Gambito Evans
    tu de brancas, só que, após 5. ç3, em vez de 5. …, Bç5, eu opto por 5. …, Bé7;
    e por que és tu, Val, eu jogo de olhos vendados até ao lance 25, sê simpático, a idade já não ajuda, mesmo assim acabas o jogo todo torcido.

    um dia, porque não?

  10. Ok.
    faço minhas as tuas palavras, excepto no que diz respeito ao medo, quem o tem compra um cão. de resto perder ou ganhar tudo é …
    qualquer dia a gente joga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.