13 thoughts on “Começa a semana com isto”

  1. Realmente, o Dubai parece ser o protótipo de uma catrefada de projectos futuristas.
    Existe um desconhecimento quase total acerca do regime que governa esta sociedade e eu, claro, estou incluído na manada de ignorantes.
    A pouca informação que disponho conta que-para além do facto do Portas lá se ter refugiado sabaticamente , para receber o prémio, após ter afogado o nosso país numa crise sem precedentes- não é um lugar onde impere a liberdade, ou a verdadeira democracia. Ainda há pouco ouvi algo sobre as condições de vida (quase escravatura) sofridas por milhares de trabalhadores, na sua maioria imigrantes.
    Já que a EU e os EUA estão tão preocupados por o Órban não permitir a introdução de conteúdo homossexual no ensino básico, podiam verificar como se desenrasca a comunidade LGBT ( mais o resto das letras) numa cidade onde a homossexualidade é criminalizada (ai o risco que o PP correu…)
    Para terminar, mais concretamente, com o tema do vídeo: Dubai, que vai avançando mar a dentro com as suas “idílicas” ilhas artificiais demonstra o desdém que tem pela natureza e ecologia. Nem sequer percebo porque é que um verdadeiro amante do mergulho se enfiaria num buraco artificial estéril para praticar uma actividade cuja beleza reside em deslocarmo-nos num meio natural rodeados de vida e diversidade.
    Só se for para curtir a parte técnica dos planos , do mergulho de saturação, patamares de descompressão e outras merdas. Ou não deram pela falta dos peixes?

  2. São preciosos os comentários do nosso vieira.
    Desta vez, os inúteis considerandos produzidos acerca do urbanismo do Dubai disfarçam mal o convite para que lhe paguem um fim-de-semana naquele país.
    É sonho de vieira viver uma noite tórrida de amor gay num quarto com vista desafogada para o Burj Khalifa.
    Com ou sem Paulo Portas, que o vieira pode ser avariado da corneta, mas não é esquisito.

  3. hehehe, o ministro Pedro Nuno Santos está a dar um bailinho do caraças ao irascível Miguel Sousa Tavares .
    Diz o marreta para o ministro : já ví que não quer discutir a ferrovia.
    Mas aonde é que eu já vi escrito coisa similar ?

  4. estão a dizer na TVI 24 que o magalhoes arrasou na entrevista/faladura ao incompetentissimo jose alberto carvalho, hehehe, mais divertido que isto só os monólogos do carvalho com o portas .

  5. diz o socialista – pessoa decente – Sérgio Sousa Pinto, a propósito da estagnação política, que são sempre os mesmos, parecem dinastias, e deu o exemplo de Mota Pinto, referindo que, diz-se um nome de uma pessoa e ninguém sabe se é o pai ou o filho . e por aí adiante
    SSP, é claramente um inconformista . E pelo facto de o ser, não é obrigado a ter ideias próprias inovadoras, pese embora seja – injustamente – vilipendiado, por isso .
    vem a propósito referir que os advogados que vemos nestes processos de alto coturno, são sempre os mesmos, ontem, foi o castanholas, que terá arraçado .

  6. E é isto: a mula-russa camacho a cumprir a missão da sua vida, que só terá fim no dia em que der o peido final.
    Que alguém o avise de que o seu amado vieira tem a malinha feita para ir com o Portas passear ao Dubai. Dizem que por preferência de dentição. Seja como for, é um tremendo coice no namoro.

  7. Julgamos que o paciente das 20:07 erra o alvo com as suas insinuações malignas sobre o paciente visado. Atente-se neste trecho do das 11:45:

    “Nem sequer percebo porque é que um verdadeiro amante do mergulho se enfiaria num buraco artificial estéril para praticar uma actividade cuja beleza reside em deslocarmo-nos num meio natural rodeados de vida e diversidade. Só se for para curtir […] outras merdas.”

    Está-se mesmo a ver o que é o tal buraco estéril, nem é preciso ser psicanalista. Ora o autor do trecho diz não entender qual é o gozo dos amantes que se enfiam alegremente nesses buracos.

    Mais uma insinuação desmentida pela ciência, portanto.

    Dr Segismundo Curatolas, ao serviço desta enfermaria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.